Posts com Tag ‘união cívil’

O  Ministério da Educação e do Instituto Nacional contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo [INADI] da Argentina apresentou em Buenos Aires um guia voltado para os professores escolas públicas e privadas ensinem a seus alunos os diferentes tipo de famílias. Para quem não sabe, em 2009 a Argentina aprovou uma lei que permite o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo e já computa mais de 3 mil casamentos.

O guia explicará que existem famílias com dois pais, duas mães, ou apenas um pai e uma mãe. O objetivo, disseram as autoridades argentinas, é reduzir os casos de bullying nas escolas.

Precisamos de uma mudança educacional em nossa sociedade que acompanhe a histórica decisão do Congresso. Os pais gays devem ser visíveis e mostrar sua realidade com orgulho‘, disse César Cigliutti, Presidente a Comunidade Homossexual Argentina (CHA).

Enquanto isso no Brasil ouvimos falar sobre ‘propaganda gay‘, ‘ditadura gay‘ e ‘opção [sic] sexual‘ por boa parte dos políticos. Você pode até odiar os argentinos se pensar apenas sobre futebol, mas vamos combinar que em questão de direitos eles estão a ~vários passos~ na frente de nosso país.

Para quem não sabe, o Deputado Federal Jean Wyllys lançou uma campanha em prol do Casamento Igualitário, e pensando nisso resolvi colocar um vídeo sobre o assunto!!!

Se você não leu sobre a Campanha, basta clicar AQUI e informar-se!!!

Sugestão que vi no grupo Gay por Acaso!!!

Por Leandro Lan:

))))))))

Aewwwwwwwwwww! \o/ O STJ (Superior Tribunal de Justiça) autorizou ontem, terça-feira, um casamento civil entre duas pessoas do mesmo sexo. Por 4 votos favoráveis a 1, os ministros do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul entenderam que o casal de mulheres, juntas há 5 anos, pode se casar no civil.

Marco Buzzi, último ministro a se pronunciar, votou a favor do casamento e afirmou. “Não existe um único argumento jurídico contrário à união entre casais do mesmo sexo. Trata-se unicamente de restrições ideológicas e discriminatórias, o que não mais se admite no moderno Estado de direito.”

Esta decisão está de acordo com o entendimento de maio do STF. E apesar de não obrigar juízes e tribunais estaduais a seguirem a mesma linha, a decisão passa a representar a jurisprudência do STJ e uma orientação importante para magistrados. Ou seja, serve como exemplo para ser usado em futuros casos de união civil.

Diz que o despeitado pastor, Silas Malafaia, até lançou campanha na internet repudiando a ideia do casamento entre o mesmo sexo e pedia que os fiéis enviassem e-mails aos ministros do STJ protestando contra a decisão favorável ao casal de lésbicas. DANÇOU. Deve ter jogado a Bíblia pro alto e urrado de ódio…. BEM FEITO.

Vale lembrar que, nos últimos meses, decisões nas Justiças estaduais autorizaram o casamento direto de homossexuais, nos moldes do heterossexual. Mas, alguns foram negados.

Ainda temos muito chão pra percorrer nesse país para sermos tratado com igualdade e respeito.

Por Leandro Madness:

)))))))))

Se segurem leitores casados, o Centro Nacional de Estatísticas do Reino Unido fez uma pesquisa sobre divórcio e constatou que dos pedidos feitos, no últimos 5 anos,  apenas 2,5% foram originados de casais gays. E que, 5,5% dos casais héteros romperam suas uniões.

Além disso, a pesquisa afirma que, os casamentos tendem mais a terminar do que as parcerias civis.

Será que eles pensam assim: "O problema no casamento entre dois homens está claro... Na hora do divórcio, não haverá quem fique com tudo". (Imagem: Getty Images)

Ou seja, você é gay e quer que sua união civil não termine em divórcio? Se mude agora pro Reino Unido! (por lá, a união civil entre pessoas do mesmo sexo é garantida por lei desde 2005). Alguma coisa na água de lá deve manter os gays unidos por mais tempo do que os héteros… Ou talvez tenha a ver com essa coisa chamada “relacionamento aberto”, ou ainda, com essa tal de “sei que meu marido me trai, mas prefiro ser rotulado de corno do que de divorciado”. Ok. ok! Peguei pesado! Certeza de que alguém fez uma poção da relação estável e duradoura e botou na água pros gays de lá beberem.

Ou será que acataram ao protesto desse padre? Ah, vá!

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira (15), em caráter conclusivo, projeto de lei que institui o Estatuto da Família, que retira do Código Civil  a legislação referente às famílias.

Durante a votação no CCJ, os parlamentares alteraram o texto e retiraram o dispositivo que reconhecia a união entre pessoas do mesmo sexo. A retirada da união gay foi uma opção do deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS). Com isso, ficou estabelecido que a união somente é possível entre homem e mulher.

Como o Estatuto da Família foi aprovado em caráter conclusivo, o projeto só sofrerá alteração se houver requerimento com 51 assinaturas de deputados. Se não houver tal requerimento, o projeto vai para apreciação do Senado.

Fonte ACapa

Peagá Peñalvez comenta:

NOSSO PAÍS É A MAIOR PIADA DA AMÉRICA LATINA. PIADA DE MAU GOSTO. Sim, com o capslock mode ON.

Estou simplesmente cansado de ver meus direitos serem simplesmente tirados, por pessoas que nem sequer tentam entender sobre a homossexualidade. Sem falar nesta MERDA DE BANCADA EVANGÉLICA que boicota qualquer tipo de avanço relacionado a nós gays e lésbicas.

Ao invés de ficar escolhendo com quem vai transar, com que roupa vai naquela festa babadeira, VOCÊ LEITOR deve pensar em como dar uma força para que as coisas comecem a andar por aqui quando o assunto é homossexualidade. Na hora de escolher um político tente se informar se ele tem algum projeto para a comunidade LGBT. Votar em qualquer um [TIRIRICA] simplesmente faz com que nosso país vá cada vez mais para o buraco.

Sim, nós estamos em um país que VAI CADA VEZ MAIS PARA A LAMA, quer seja da corrupção, impunidade ou PRECONCEITO.

Tá ai a abertura de novela que diz tudo sobre o Brasil. Deus nos Acuda, e acuda rápido antes que sejamos metralhados em plena Avenida Paulista. BRASIL O PAÍS SEM FUTURO.

Desculpeo desabafo, mas estou simplesmente casando. MUITO CANSADO DE TUDO ISSO.

Proposta indecente

Publicado: 11/08/2010 por @peagapenalvez em gay, Política
Tags:, , , , , ,

Mais sobre a Proposta 8 que proibia o casamento homossexual na Califórnia (EUA)

Militantes LGBT em protesto contra a Proposta 8

O juiz da cidade de São Francisco Vaughn Walker derrubou nesta quarta-feira, 04, a validade da Proposta 8, que proibia o casamento entre homossexuais no estado da Califórnia. A Proposta 8 foi levada a referendo popular no dia 04 de novembro de 2008.

Depois de aprovada, a Proposta 8 passou a se chamar Ata de Proteção ao Casamento na Califórnia como um novo parágrafo a ser acrescido à Constituição do estado, reconhecendo apenas os casamentos heterossexuais.

De acordo com o juiz Walker, a Proposta 8 é inconstitucional. No entanto, a decisão do juiz ainda deve chegar à Suprema Corte da Califórnia. Até lá, segundo o juiz, a decisão de proibir o casamento ainda estará em vigor. Isso até que ele decida sobre uma solicitação dos partidários.

Em seu relatório de 138 páginas, Walker disse que a Proposta 8 mostra uma esmagadora evidência da violação dos direitos de igualdade, como preconiza a Constituição dos Estados Unidos. “A Proposta 8 não apresenta qualquer base racional ao separar os homens gays e as lésbicas para lhes negar a licença de casamento”, disse Walker.

O governador – Arnold Schwarzenegger, governador da Califórnia, disse que a decisão do juiz “afirma as proteções e salvaguardas que, acredito, todos merecemos”. Desde que foi aprovada, a Proposta 8 foi motivo de protestos organizados da militância LGBT americana. Durante a decisão do juiz, cerca de 70 casais homossexuais estavam presentes e festejaram a decisão favorável.

Os conservadores – Políticos, religiosos e líderes comunitários da sociedade civil conservadores disseram que irão recorrer da decisão na Corte de Apelações do Nono Circuito dos Estados Unidos. Segundo eles, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é uma ameaça à família tradicional. 39 estados americanos proíbem o casamento homossexual e 30 deles têm esta recomendação na sua constituição. Caso a decisão do juiz Vaughn Walker seja mantida, a Califórnia irá se juntar ao Distrito de Columbia e os estados de Iowa, Connecticut, New Hampshire, Vermont e Massachusetts, que permitem a união homoafetiva.

Fonte: MundoMais

Peagá Peñalvez comenta:

Pois é gente, esta história ainda vai ter MUITO o que falar. Apostam comigo??? Sim, nós sabemos que isso é inconstitucional, porque cria uma diferença entre pessoas heteros e homos, se somos todos iguais perante a lei, somos TODOS detentores do direito de casar, não importa com quem!!! Ainda mais que o que leva as pessoas a NÃO ACEITAREM o nosso casamento são pontos de vistas ARCAICOS, baseados em religião!!! Sim, todos sabemos disso.

Por isso enquanto as pessoas não tomarem consciência de que o AMOR é AMOR, não importa se seja entre um homem e uma mulher, ou entre dois homens, ou duas mulheres. Ele existe, que eles queiram ou não!!!

Boa sorte para o californianos!!!

Logo menos, quem quiser ainda se casará de véu e grinalda... TOMARA.

“A partir de agora as oficializações das uniões civis entre homossexuais serão facilitadas no estado de Mato Grosso do Sul. Uma norma publicada nesta terça-feira, 8, pelo Tribunal de Justiça permite que a união estável de casais homoafetivos seja legalizada nos cartórios do Estado sem que, para isso, seja necessá¡ria autorização judicial.

A decisão é inédita no Brasil, a primeira que abrange todas as comarcas de um Estado. Com o documento, os casais poderão comprovar a união para cadastro em bancos, companhias de seguro e na previdência social.”

Fonte: MixBrasil.

Leandro Madness Comenta:

)))Nossa! Tremenda felicidade hein! Já temos onde casar no civil, mas claro que a  documentação só terá valor lá no Sul, então, pra quem mora em outros estados, nada feito. Mas a tendência é que todos os estados aprovem isso (espero). Demoraram até.

E viva o Mato Grosso (uiiiiiii) do Sul (Que sucesso, tchê!)

Mais uma vitória!!!

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) passa a determinar que as empresas de seguro e planos de saúde do País aceitem como dependentes parceiros de casais homossexuais estáveis. A decisão foi publicada em súmula normativa na edição do dia 5 de maio do Diário Oficial da União.

A decisão, de acordo com a ANS, leva em consideração conceitos do Código Civil Brasileiro e da Constituição Federal, que promove o bem comum e recrimina qualquer forma de discriminação.

“Para fins de aplicação à legislação de saúde suplementar, entende-se por companheiro de beneficiário titular de plano privado de assistência à saúde pessoa do sexo oposto ou do mesmo sexo”, informa a publicação.

Planos

A partir de agora, caberá às operadoras de planos de saúde a definição da forma de comprovação a ser apresentada pelos interessados. Serão observados os mesmos requisitos para admissão, na qualidade de dependente, de companheiro ou companheira que comprove união estável com o titular do plano. (InfoMoney)

Fonte: Diário do Pará

Peagá Peñalvez comenta:

FINALMENTEEEEEEEEEEEEEEEEE!!! Agora é oficial, podemos colocar nossos parceiros como beneficiários em nossos seguros de vida e planos de saúde. Poxa já não era sem tempo né??? Acho que isso foi uma vitória das GRANDES com relação a orientação sexual.

Quem sabe este não é o ponta pé inicial para a união civil??? Porque eu penso que se o Estado admite que existam relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo e OBRIGADA os planos de saúde a aceitarem estes parceiros, ou seja, porque não colocar logo a união civil em ação???

Não sei, posso ser muito esperançoso, mas acho que logo, logo a União Civil sai do papel.

Vamos torcer e VOTAR CERTO nesta eleição.

Festa da militância no mezanino da Câmara dos Deputados

ARGENTINA – Com 125 votos favoráveis, a Câmara dos Deputados da Argentina aprovou nesta quarta-feira, 05, mudanças no Código Civil, que permite a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Com as alterações, os termos “marido e mulher” foram substituídos por “contraentes”, não especificando o sexo dos envolvidos. Dos deputados presentes, 109 foram contrários às mudanças e seis deles se abstiveram. O projeto precisa de aprovação do Senado para entrar em vigor.

“Marcamos um precedente para o resto da América Latina. Agora nos resta convencer os senadores”, disse entusiasmado com o resultado María Rachid, presidente da Federação Argentina de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (FALGBT). A militância LGBT estava no mezanino da Câmara e aplaudiram, choraram, jogaram papel, e foram aplaudidos por alguns deputados no plenário.

Sem panelaço – As lideranças dos partidos permitiram que os deputados votassem livremente, sem a intervenção das bancadas partidárias. O resultado deixou os conservadores e as lideranças religiosas de cabelo em pé. Ontem, 04, a Conferência Episcopal divulgou uma nota dizendo que “a união de pessoas do mesmo sexo precisa dos elementos biológico e antropológico próprios do casamento e da família”.

“Estamos igualando direitos de maneira mais genuína. A união civil não é a mesma coisa que o casamento. Ela representa continuar estigmatizando, continuar dizendo (aos homossexuais) que eles são diferentes, que podem fazer até aqui, enquanto o resto, as outras coisas, são reservadas a nós”, disse o deputado Agustín Rossi, líder do bloco governista na Câmara.

Desde o ano passado, cinco casais homossexuais tiveram autorização da justiça para contraírem a união civil, mas foram anulados, e estão à espera de julgamento final na última instância da Justiça argentina. Caso o Senado aprove a lei, os cinco casais – assim como outros enamorados homossexuais argentinos, não precisarão mais recorrer à Justiça.

Fonte: MundoMais

Peagá Peñalvez COMEMORA:

A Copa na África do Sul está chegando, e com certeza vou torcer para o Brasil, mas vamos ser sinceros??? Nossos hermanos passaram a nossa frente neste assunto!!! Não temos nem o que falar deles.

É com imensa alegria que recebemos esta notícia por aqui, e rezando para que seja aprovada pelo senada esta lei.

Sabe o que eu achei mais interessante??? Os partidos deram TOTAL liberdade para os políticos votarem naquilo que eles achavam certo, e não como uma bancada partidária. Acho que isso é o grande diferencial desta votação e das realizadas aqui no Brasil, onde uma bancada vota em massa e acaba com o livre pensamento dos políticos.

Adorei a bancada evangélica com cabelos em pé, isso demonstra que eles não controlam NADA, e que estão apenas MANIPULANDO as votações, como aqui no Brasil. Pena que nós cidadãos, e GAYS, não nos unimos para colocar lá no senado algum representante LGBT para lutar por nossos direitos. Quem sabe isso não ajuda né???

Aliás, ontem postei sobre o pré-candidato a presidência do Brasil [Se Deus quiser não será] José Serra, mas claro que antes dei uma tuitada para ele com algumas perguntas. Óbvio que ele nem respondeu, mas quem sabe não responde né???

Aqui estão as tuitadas. Se você quiser saber um pouco sobre qual é a proposta do José Serra quanto a nós homossexuais, por favor pergunte a ele através do Twitter dele. Vamos encher ele de perguntas para saber o que ele realmente pensa sobre o assunto. Clica AQUI e pergunte.

@joseserra_ Que negócio é este de: O ESTADO NÃO DEVE LEGISLAR SOBRE O CASAMENTO NA IGREJA?

@joseserra_ E quem disse que queremos casar na igreja? Vc sabe o que é a UNIÃO CIVIL? Leu sobre isso para dizer alguma coisa?

@joseserra_ Lembre-se que NÓS gays também votamos e temos o DIREITO de casar com QUEM BEM ENTENDERMOS.

@joseserra_ Gostaria de saber qual é o seu ponto de vista sobre a união civil entre homossexuais.

SIGA NOS!!

Atirando para tudo quanto é lado.

CAMBORIÚ (SC) – O pré-candidato à presidência da República José Serra (PSDB-SP) esteve no último sábado, 01, no 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, da igreja evangélica Assembléia de Deus, e afirmou que o Estado não deve legislar sobre o “casamento entre pessoas do mesmo sexo em cerimônias religiosas”. O encontro aconteceu em Camboriú, a 87 quilômetros de Florianópolis.

“Essa é uma questão de cada igreja. Cada uma tem liberdade e autonomia para decidir a esse respeito. Seria uma intrusão dizer que tal igreja tem que fazer isso ou aquilo”, disse Serra sem se referir ao fato de que não é o Estado que quer interferir junto às igrejas para que elas façam “casamento homossexual”, mas que as igrejas interferem nas questões do Estado para impedir a “união civil homossexual”.

Afinado com o público presente, Serra citou passagens da bíblia e preferiu desconversar sobre o apoio da Assembleia de Deus à sua candidatura à presidência. “Eu gostaria, mas dever eles têm diante de sua consciência e diante de Deus. Não creio que possamos avaliar o peso dos evangélicos do ponto de vista eleitoral. Claro que é muito grande, mas eles têm um papel muito importante no nosso país, que vai além das eleições”, disse.

José Serra estava acompanhado pelo governador Leonel Pavan (PSDB-SC), que concorre à reeleição, embora seja investigado pela Polícia Federal de corrupção passiva, quebra de sigilo funcional e advocacia administrativa. De acordo com denúncia feita pelo Ministério Público (MP), Pavan intermediou a liberação de registro de uma empresa de combustíveis, cuja inscrição estadual foi cassada.[…]

Fonte: MundoMais

Peagá Peñalvez comenta:

Como uma pessoa pode falar tanta MERDA junta??? Não sei se ele percebeu, mas nós gays NÃO QUEREMOS CASAR NA IGREJA!!!  Porque o que eu entendo da UNIÃO CIVIL é um casamento NO PAPEL, que nos resguarda direitos iguais aos de um casamento hetero que será feito em um cartório, e não nas igrejas. Poxa, se eu que nem tenho ligação com a política sei disso, um banana qualquer que quer ser Presidente do Brasil deveria pelo menos saber a diferença da união civil, pelo menos ler aquilo que ele quer TENTAR governar.

Concordo com ele que cada igreja deve cuidar disso separadamente, e quanto a isso não compete ao Estado inteferir. Somos um país “livre” com liberdade de expressão e religiosa. Agora, quando falamos em UNIÃO CIVIL, CADÊ A MINHA LIBERDADE DE ESCOLHA??? Este bando de ladrão que não tem o que fazer, ou melhor, TEM MAS NÃO FAZ, não vota, falta no dia da votação, e etc. Cadê eles fazendo alguma coisa pela comunidade LGBT brasileira??? Pior que ainda tem muito gay e lésbica que votam neste bando de gente que não está nem ai para nós. Só querem saber da comunidade LGBT quando é ano de eleição. Quer apostar quanto que o mesmo Serra vai falar para a comunidade LGBT que apoia o casamento homossexual, só para angariar mais votos para ser eleito. Se depender de mim ele pode esperar sentado, prefito ANULAR MEU VOTO, a dar meu voto a este político!!!

Quanto a ele ficar falando trechos da Bíblia, acho isso um saco. Político é sempre assim, entra em assuntos que mal conhece para ver se conquista mais alguns votos. Ou você acha que ele frequenta alguma igreja evangélica??? Claro que não!!! Porque se ele frequentasse saberia o que significa caráter, hombridade e, principalmente, RESPEITO. Não sou evangélico, na realidade sou kardecista, mas entendo muito bem sobre este assunto, porque boa parte de minhas tias e tios são evangélicos, e vivemos conversando sobre isso. E quer saber do melhor??? Todos me respeitam e me amam do mesmo jeito.

As pessoas tem que ter um pouco mais de bom senso para escolher seus candidatos, porque somos nós que temos que fazer as coisas mudarem no país. Porque se depender deles… estamos ferrados.

PS> Ele estava acompanhado de Leonel Pavan, que como diz a matéria está sendo investigado por corrupção passiva, quebra de sigilo funcional e advocacia administrativa. Sabe aquele velho ditado que sua avó já dizia??? DIGA-ME COM QUEM ANDAS QUE EU TE DIREI QUEM ÉS??? Tirem as suas próprias conclusões.

#meprocessa

Ora pois, podemos casar!

A pedido do presidente Anibal Cavaco Silva, a Corte Constitucional de Portugal legitimou novamente a lei que permite o casamento homossexual no país.

Apesar de ter sido aprovada em janeiro, o presidente ainda tinha dúvidas sobre a constitucionalidade da lei, que retira a obrigatoriedade de que somente pessoas de sexos diferentes podem realizar o matrimônio.

De acordo com a Corte, a Constituição “não proíbe a evolução da instituição do matrimônio” e “sua extensão a pessoas do mesmo sexo não impede o reconhecimento e a proteção da família como elemento fundamental da sociedade”.

Com essa determinação, o presidente tem agora um prazo de 20 dias para promulgar a lei ou vetá-la, o que implicaria nova votação no parlamento.

Fonte: A Capa

Peagá Peñalvez comenta:

Eu adoro quando algum país libera o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Fico aqui em terra brasilis esperançoso de que um dia poderemos ter este direito aqui em nosso país. Sabe o que é pior? Eu acho que ainda vai demorar um pouco para isso acontecer aqui, ainda mais com uma bancada parlamentar evangélica crescente. AFF. Vamos eleger alguns gays para o senado e transformar lá em um fervo. Iremos chamar de BANCADA ARCO ÍRIS!

A questão não é um pedaço de papel, mas sim a essência que um CASAMENTO tem em um casal, seja ele hetero, gay, ou qualquer outro termo usado por aí.

O dia que as pessoas compreenderem as outras por suas diferenças o mundo será um lugar MUITO MAIS FELIZ, muita coisa que acontece de errado não terá mais vez. Você pode achar utópico, mas eu acho possível. Um dia.

Vestido, Véu e Grinalda

Publicado: 16/02/2010 por @peagapenalvez em gay
Tags:, , , , , ,

Perguntinha para vocês. Quando responderem me avisem por e-mail. Vocês acham mesmo que devemos seguir o exemplo “hetero” [sic] e sonhar em casar, ter uma família e tudo mais?

Punk Guy, Londrina,PR

Peagá Peñalvez responde:

Vestido, Véu e Grinalda

Vestido, Véu e Grinalda

Olá Hey Ho, Lets Go! Também curto muito algumas bandas punks. Depois me mande mais um e-mail me falando quais são as bandas que você mais curte, ok? A minha opinião sobre isso é que não devemos seguir NENHUM molde pré estabelecido, apenas fazer nossas escolhas levando em conta o que NÓS QUEREMOS e não o que a sociedade quer.

Se não fosse assim eu estaria casado com uma MULHER e já teria uma dúzia de filhos. AFFE, nem imagino uma coisa dessas para mim, porque SEI que isso não é pra mim!!

Eu acredito que tanto heteros quanto gays têm o direito de fazer o que quiserem de suas vidas. Casando, separando, tendo filhos ou não, as pessoas não devem fazer aquilo que esperam delas em relação a sua própria vida, e sim aquilo que querem.

Se você acha que casando poderá ser mais feliz, FAÇA-O!! Acho que não devemos seguir NENHUM molde pré-estabalecido, porque cada ser é único e tem suas próprias necessidades, sonhos e história de vida. Considere a sua história de vida, seus anseios e SEJA FELIZ! Isso se chama LIBERDADE, Livre Arbítrio ou qualquer outra coisa que você queira chamar.

Quanto a mim já fui casado com um cara e por mais que não tenha dado certo, acredito que um dia posso encontrar alguém com quem queira ter algo mais sério novamente e partir para um outro casamento. Porque não? Isso é algo que EU penso a respeito. Algo que para mim seria bom, mas tem pessoas que não pensam nisso e nem querem algo assim.

[Play PUNK: Grinders – Ande de Skate ou Morra]

Grinders é a primeira banda de SKATE PUNK do Brasil.

OU, clique AQUI.

Ola, fiquei um tempo sem entrar no blog, mas hoje entrei e adorei as mudanças que vcs fizeram aqui. O DQOGG está com as notícias sobre o mundo gay e isso é muito legal, porque nem todos os blogs fazem isso, é só homem pelado.

Gostaria de saber o que vcs acham da Parada LBGT, já que vcs colocaram um matéria sobre ela ontem aqui.

Bjus e mto sucesso para o blog

J, São Paulo

Peagá Peñalvez responde:

A Parada LGBT de São Paulo, gera muita polêmica, muitas pessoas dizem que não concordam que seja uma “festa” outros concordam que por trás desta “festa” tem um lance político muito bem organizado. Sinceramente? Eu sou a favor da segunda opção, por isso estarei na Avenida Paulista no dia 14/06/2009 para mostrar que TENHO ORGULHO DE SER GAY!

Você já pensou que esta grande “festa” é uma forma de mostrar para a sociedade que existimos e que o fato de usarmos a Avenida Paulista, a mais importante avenida do Brasil é uma vitória? Muitas pessoas, antes de nós sequer sonharmos com a Parada, já estavam lutando para que ela acontecesse!

Antes da Parada LGBT, nós não tínhamos nenhuma visibilidade política, as pessoas mal falavam sobre homossexualidade entre si, imagina se a grande mídia falaria então? Com esta MANIFESTAÇÃO muitos caminhos se abriram para lutar por NOSSOS DIREITOS, direitos estes que talvez nunca tivessem sido conquistados sem esta “festa” como muitos a chamam.

Agora me diga uma coisa, por que celebraríamos o Orgulho LGBT com uma passeata cheia de cartazes de protestos, palavras de ordem, se tanta gente faz isso e nem consegue ser ouvida? Não é muito melhor, e mais gostoso, fazer uma manifestação alegre, com música, pessoas bonitas e ainda assim com um fundo político maravilhoso por trás?

Pense nisso J, e vista-se no dia 14 não apenas com a sua melhor roupa, mas vista-se com seu AMOR, ORGULHO, RESPEITO, e com toda a sua VONTADE DE MUDAR ESTE PAÍS, que aposto que você irá ver a Parada LBGT de São Paulo como uma manifestação política do mais alto grau!

Vista-se de Palavras

Vista-se de Palavras

Foto: J.P. Krause – Site: Olhares