Posts com Tag ‘união cívil’

O  Ministério da Educação e do Instituto Nacional contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo [INADI] da Argentina apresentou em Buenos Aires um guia voltado para os professores escolas públicas e privadas ensinem a seus alunos os diferentes tipo de famílias. Para quem não sabe, em 2009 a Argentina aprovou uma lei que permite o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo e já computa mais de 3 mil casamentos.

O guia explicará que existem famílias com dois pais, duas mães, ou apenas um pai e uma mãe. O objetivo, disseram as autoridades argentinas, é reduzir os casos de bullying nas escolas.

Precisamos de uma mudança educacional em nossa sociedade que acompanhe a histórica decisão do Congresso. Os pais gays devem ser visíveis e mostrar sua realidade com orgulho‘, disse César Cigliutti, Presidente a Comunidade Homossexual Argentina (CHA).

Enquanto isso no Brasil ouvimos falar sobre ‘propaganda gay‘, ‘ditadura gay‘ e ‘opção [sic] sexual‘ por boa parte dos políticos. Você pode até odiar os argentinos se pensar apenas sobre futebol, mas vamos combinar que em questão de direitos eles estão a ~vários passos~ na frente de nosso país.

Para quem não sabe, o Deputado Federal Jean Wyllys lançou uma campanha em prol do Casamento Igualitário, e pensando nisso resolvi colocar um vídeo sobre o assunto!!!

Se você não leu sobre a Campanha, basta clicar AQUI e informar-se!!!

Sugestão que vi no grupo Gay por Acaso!!!

Por Leandro Lan:

))))))))

Aewwwwwwwwwww! \o/ O STJ (Superior Tribunal de Justiça) autorizou ontem, terça-feira, um casamento civil entre duas pessoas do mesmo sexo. Por 4 votos favoráveis a 1, os ministros do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul entenderam que o casal de mulheres, juntas há 5 anos, pode se casar no civil.

Marco Buzzi, último ministro a se pronunciar, votou a favor do casamento e afirmou. “Não existe um único argumento jurídico contrário à união entre casais do mesmo sexo. Trata-se unicamente de restrições ideológicas e discriminatórias, o que não mais se admite no moderno Estado de direito.”

Esta decisão está de acordo com o entendimento de maio do STF. E apesar de não obrigar juízes e tribunais estaduais a seguirem a mesma linha, a decisão passa a representar a jurisprudência do STJ e uma orientação importante para magistrados. Ou seja, serve como exemplo para ser usado em futuros casos de união civil.

Diz que o despeitado pastor, Silas Malafaia, até lançou campanha na internet repudiando a ideia do casamento entre o mesmo sexo e pedia que os fiéis enviassem e-mails aos ministros do STJ protestando contra a decisão favorável ao casal de lésbicas. DANÇOU. Deve ter jogado a Bíblia pro alto e urrado de ódio…. BEM FEITO.

Vale lembrar que, nos últimos meses, decisões nas Justiças estaduais autorizaram o casamento direto de homossexuais, nos moldes do heterossexual. Mas, alguns foram negados.

Ainda temos muito chão pra percorrer nesse país para sermos tratado com igualdade e respeito.

Por Leandro Madness:

)))))))))

Se segurem leitores casados, o Centro Nacional de Estatísticas do Reino Unido fez uma pesquisa sobre divórcio e constatou que dos pedidos feitos, no últimos 5 anos,  apenas 2,5% foram originados de casais gays. E que, 5,5% dos casais héteros romperam suas uniões.

Além disso, a pesquisa afirma que, os casamentos tendem mais a terminar do que as parcerias civis.

Será que eles pensam assim: "O problema no casamento entre dois homens está claro... Na hora do divórcio, não haverá quem fique com tudo". (Imagem: Getty Images)

Ou seja, você é gay e quer que sua união civil não termine em divórcio? Se mude agora pro Reino Unido! (por lá, a união civil entre pessoas do mesmo sexo é garantida por lei desde 2005). Alguma coisa na água de lá deve manter os gays unidos por mais tempo do que os héteros… Ou talvez tenha a ver com essa coisa chamada “relacionamento aberto”, ou ainda, com essa tal de “sei que meu marido me trai, mas prefiro ser rotulado de corno do que de divorciado”. Ok. ok! Peguei pesado! Certeza de que alguém fez uma poção da relação estável e duradoura e botou na água pros gays de lá beberem.

Ou será que acataram ao protesto desse padre? Ah, vá!

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira (15), em caráter conclusivo, projeto de lei que institui o Estatuto da Família, que retira do Código Civil  a legislação referente às famílias.

Durante a votação no CCJ, os parlamentares alteraram o texto e retiraram o dispositivo que reconhecia a união entre pessoas do mesmo sexo. A retirada da união gay foi uma opção do deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS). Com isso, ficou estabelecido que a união somente é possível entre homem e mulher.

Como o Estatuto da Família foi aprovado em caráter conclusivo, o projeto só sofrerá alteração se houver requerimento com 51 assinaturas de deputados. Se não houver tal requerimento, o projeto vai para apreciação do Senado.

Fonte ACapa

Peagá Peñalvez comenta:

NOSSO PAÍS É A MAIOR PIADA DA AMÉRICA LATINA. PIADA DE MAU GOSTO. Sim, com o capslock mode ON.

Estou simplesmente cansado de ver meus direitos serem simplesmente tirados, por pessoas que nem sequer tentam entender sobre a homossexualidade. Sem falar nesta MERDA DE BANCADA EVANGÉLICA que boicota qualquer tipo de avanço relacionado a nós gays e lésbicas.

Ao invés de ficar escolhendo com quem vai transar, com que roupa vai naquela festa babadeira, VOCÊ LEITOR deve pensar em como dar uma força para que as coisas comecem a andar por aqui quando o assunto é homossexualidade. Na hora de escolher um político tente se informar se ele tem algum projeto para a comunidade LGBT. Votar em qualquer um [TIRIRICA] simplesmente faz com que nosso país vá cada vez mais para o buraco.

Sim, nós estamos em um país que VAI CADA VEZ MAIS PARA A LAMA, quer seja da corrupção, impunidade ou PRECONCEITO.

Tá ai a abertura de novela que diz tudo sobre o Brasil. Deus nos Acuda, e acuda rápido antes que sejamos metralhados em plena Avenida Paulista. BRASIL O PAÍS SEM FUTURO.

Desculpeo desabafo, mas estou simplesmente casando. MUITO CANSADO DE TUDO ISSO.

Proposta indecente

Publicado: 11/08/2010 por @peagapenalvez em gay, Política
Tags:, , , , , ,

Mais sobre a Proposta 8 que proibia o casamento homossexual na Califórnia (EUA)

Militantes LGBT em protesto contra a Proposta 8

O juiz da cidade de São Francisco Vaughn Walker derrubou nesta quarta-feira, 04, a validade da Proposta 8, que proibia o casamento entre homossexuais no estado da Califórnia. A Proposta 8 foi levada a referendo popular no dia 04 de novembro de 2008.

Depois de aprovada, a Proposta 8 passou a se chamar Ata de Proteção ao Casamento na Califórnia como um novo parágrafo a ser acrescido à Constituição do estado, reconhecendo apenas os casamentos heterossexuais.

De acordo com o juiz Walker, a Proposta 8 é inconstitucional. No entanto, a decisão do juiz ainda deve chegar à Suprema Corte da Califórnia. Até lá, segundo o juiz, a decisão de proibir o casamento ainda estará em vigor. Isso até que ele decida sobre uma solicitação dos partidários.

Em seu relatório de 138 páginas, Walker disse que a Proposta 8 mostra uma esmagadora evidência da violação dos direitos de igualdade, como preconiza a Constituição dos Estados Unidos. “A Proposta 8 não apresenta qualquer base racional ao separar os homens gays e as lésbicas para lhes negar a licença de casamento”, disse Walker.

O governador – Arnold Schwarzenegger, governador da Califórnia, disse que a decisão do juiz “afirma as proteções e salvaguardas que, acredito, todos merecemos”. Desde que foi aprovada, a Proposta 8 foi motivo de protestos organizados da militância LGBT americana. Durante a decisão do juiz, cerca de 70 casais homossexuais estavam presentes e festejaram a decisão favorável.

Os conservadores – Políticos, religiosos e líderes comunitários da sociedade civil conservadores disseram que irão recorrer da decisão na Corte de Apelações do Nono Circuito dos Estados Unidos. Segundo eles, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é uma ameaça à família tradicional. 39 estados americanos proíbem o casamento homossexual e 30 deles têm esta recomendação na sua constituição. Caso a decisão do juiz Vaughn Walker seja mantida, a Califórnia irá se juntar ao Distrito de Columbia e os estados de Iowa, Connecticut, New Hampshire, Vermont e Massachusetts, que permitem a união homoafetiva.

Fonte: MundoMais

Peagá Peñalvez comenta:

Pois é gente, esta história ainda vai ter MUITO o que falar. Apostam comigo??? Sim, nós sabemos que isso é inconstitucional, porque cria uma diferença entre pessoas heteros e homos, se somos todos iguais perante a lei, somos TODOS detentores do direito de casar, não importa com quem!!! Ainda mais que o que leva as pessoas a NÃO ACEITAREM o nosso casamento são pontos de vistas ARCAICOS, baseados em religião!!! Sim, todos sabemos disso.

Por isso enquanto as pessoas não tomarem consciência de que o AMOR é AMOR, não importa se seja entre um homem e uma mulher, ou entre dois homens, ou duas mulheres. Ele existe, que eles queiram ou não!!!

Boa sorte para o californianos!!!

Logo menos, quem quiser ainda se casará de véu e grinalda... TOMARA.

“A partir de agora as oficializações das uniões civis entre homossexuais serão facilitadas no estado de Mato Grosso do Sul. Uma norma publicada nesta terça-feira, 8, pelo Tribunal de Justiça permite que a união estável de casais homoafetivos seja legalizada nos cartórios do Estado sem que, para isso, seja necessá¡ria autorização judicial.

A decisão é inédita no Brasil, a primeira que abrange todas as comarcas de um Estado. Com o documento, os casais poderão comprovar a união para cadastro em bancos, companhias de seguro e na previdência social.”

Fonte: MixBrasil.

Leandro Madness Comenta:

)))Nossa! Tremenda felicidade hein! Já temos onde casar no civil, mas claro que a  documentação só terá valor lá no Sul, então, pra quem mora em outros estados, nada feito. Mas a tendência é que todos os estados aprovem isso (espero). Demoraram até.

E viva o Mato Grosso (uiiiiiii) do Sul (Que sucesso, tchê!)