Posts com Tag ‘passivo’

Oi pessoal! Descobri o blog de vocês pesquisando na net sobre como deveria fazer para conseguir conquistar um carinha por quem estou apaixonado. Para que vocês entendam melhor, vou contar um pouco da minha história.

Já na infância tive vontade de ter contatos homo afetivos com alguns amigos. Na adolescência tive um amigo muito próximo com quem sempre tive algumas “insinuações” mas nenhum contato físico. Nesse ínterim, nunca deixei de gostar e namorar garotas. Só que hoje, aos 24 anos, encontrei um cara por quem me arrisquei e começamos a ficar.

Esse cara é, de fato, o primeiro homem com quem me relaciono (até o presente momento temos ficado algumas vezes e tiramos apenas sarros, nada de sexo gay). O problema é que estou completamente apaixonado por ele. Infelizmente ele é do tipo que gosta de estar livre para ficar com “quem” quiser e “quando” quiser e preciso admitir que isso tem me machucado muito porque, não vou mentir, estou amando o cara. Como não estou acostumado ao universo gay, tenho lido muito e pesquisado sobre como são os relacionamentos homo afetivos e o que posso fazer para conquistá-lo.

Como só tinha ficado com mulheres, muitas vezes (quase sempre) não sei como devo tocá-lo, de que forma pegá-lo, como provocar prazer nele. E é por essa imperícia que creio não conseguir conquistá-lo.

Ele é um cara de 23 anos, experiente no universo gay e passivo.

Eu, um cara bissexual e que topo fazer qualquer coisa com ele.

A ajuda que eu quero é:

1º Como faço para conquistá-lo, levando em consideração que nunca tive contatos com homens?;

2º Do que os gays gostam nos outros homens?;

3º Qual é o “Ponto G” de um gay passivo?

4º Como e onde pegá-lo para lhe proporcionar mais prazer?;

Resumindo: preciso saber de que forma eu posso melhorar meu desempenho para fazer com que esse cara fique comigo.

Obrigado!

Casa Nova, 24 anos – Recife/Pe

COnquistando o boy Magia gays Gostam

Oi, Casa Nova! Meu primeiro impulso, ao ler sua história, foi escrever: FOGE, MENINO, FOGE! Essa coisa de se apaixonar por quem quer ficar livre para saltitar pela vida é uma roubada. É sempre muito cômodo pro cara saber que alguém o ama e que ele terá sempre alguém que vai topar tudo o que ele quiser.

Mas, vou responder o que perguntou:

1º Como faço para conquistá-lo, levando em consideração que nunca tive contatos com homens?;
Resposta: Homens não são ETs. Você é homem, basicamente, o que você curte, ele também curtirá. Mas no sentido romântico de conquista… não sei. Se ele não quer um relacionamento sério, pode te achar meloso demais… se você mandar flores, por exemplo. E se disser “Eu Te Amo” pra esse boy, ele pode sumir… Então, melhor é demonstrar interesse, mas não muito. Não se entregue de bandeja.

2º Do que os gay’s gostam nos outros homens?;
O que me faz gostar de homem é a postura de homem, pegada forte. Então, muita delicadeza me brocha. Não, não gosto de apanhar, apenas me refiro ao toque, pele… é diferente, mulher é mais delicadinha. Então, gays gostam de macho. Agora no sexo… cada um gosta de uma coisa… o melhor é ir percebendo o que faz esse boy gemer mais alto… o que lhe dá mais prazer..

3º Qual é o “Ponto G” de um gay passivo?
Ai. Que ponto G? Você quer dizer o ponto O de Olho do Koo, né?

4º Como e onde pegá-lo para lhe proporcionar mais prazer?;
Como disse, isso difere de ser humano pra ser humano! Eu fico doido se mordiscam milha orelha, tem gente que pira se lambem e mordiscam seus  mamilos dos peitos.. tem quem goste que o parceiro brinque de “dedinhos da Eliana” no ponto O… o jeito é ver o que surte mais efeito nele.

Resumindo: preciso saber de que forma eu posso melhorar meu desempenho para fazer com que esse cara fique comigo“.
Casa Nova, seu lindo! Se prepare para tomar um SHOCK DE REALIDADE: Não é o fato de você mandar bem ou mal que fará o boy querer te namorar. Se ele quer no momento saltitar de cama em cama, tenha em mente que o NÃO prum relacionamento com ele você já tem. Então, curta. Sem neuras. Sem endeusar o boy. Sem se menosprezar e se colocar pressão demais pra segurá-lo contigo.
Tudo na vida passa, meu filho. E tudo serve de aprendizado. Aproveita enquanto dura. Se ele não quiser mesmo ser teu namorado, azar o dele.

Beijas, L^^e!))).

Se você costuma assistir filmes pornôs gays, com certeza já esbarrou com Jonathan Agassi, o ator porno gay mais interessante e gostoso da Lucas Entertainment. Já atuou em diversos pornos gays, trabalhando como ativo ou passivo.

Jonathan Agassi é dono de lindos olhos claro, um corpo gostoso e belas tattoos o boy magia arranca suspiros e muita masturbação da galera.

Confira as fotos da coluna hot:

Lembra que falamos sobre um ator porno que estrelou uma campanha de uso de camisinha? Então, é o Jonathan Agassi!

“Meu nome é David,tenho 18 anos e tenho uma pergunta: eu não faço sexo há bastante tempo, só tive um garoto em minha vida, e quero sair com um rapaz, mas eu fiz sexo há tanto tempo atrás que não sei se vai doer. Porque da última vez que eu fiquei com o garoto que saia, ele começou a botar e doeu um pouco. Daí pedi pra parar. Será que eu saindo com esse outro garoto, vai doer?”

)))Oi, David. Antes de mais nada, vou te dizer uma coisa: “EU QUERO VER TU ME CHAMAR DE AMENDOIM!”. (Zezé diva!). Então, provavelmente vai doer. Mas se você é PAM (Passivo Até a Morte), com certeza vai DAR um jeito de aguentar firme e superar a dor.

Tenho um amigo que diz que ser passivo não é fácil. É quase uma arte! É abdicar de muitas coisas. Tipo, comer Buchada de Bode antes de transar, não pode. Nem nada que pese demais no estômago e te deixe com vontade de ir no banheiro fazer o número 2.

Eu concordo com essa coisa de ser difícil a arte da passividade, mas acho que deixar de comer é besteira. Só fazer a chuca antes do vucu-vucu e ta valendo.

Use lubrificante durante o sexo anal e peça pro moço ir com calma, depois de um tempo sua porta traseira se acostuma com o novo visitante e daí as coisas fluem com menos dor. Mas, se não DER dessa vez, tente de novo outro dia. Ou sei lá.. vire Mórmon e saia pelo mundo afora convertendo pessoas.

OBS: Caso não seja um PAM com letras maiúsculas, peça pro boy parar de novo. Pois, falando bem francamente, o cu é teu, quem sofre a dor, quem vai ficar andando de pernas abertas, sem poder sentar direito no dia seguinte é você. Dane-se o garoto.

Beijas,

L^^e!))).

Oi pessoal do blog Do Que Os Gays GostamPrimeiro quero elogiar a dedicação de vcs para nos ouvir e trazer assuntos interessantes.

Vcs poderiam dar ideias ou sugestões do que fazer quando o relacionamento fica com cara de domingo, monótono ? Tanto no dia a dia e no sexo.

Anônimo

Relacionamento Gay

Olá querido! Ficamos felizes que curte nosso blogay, ele é feito para vocês queridos leitores que enviam perguntas diariamente. Dá trabalho ter um blog? Sim, e muito, mas ~amamos~ o que fazemos e receber elogios e agradecimentos como o seu nos dá mais força para continuar.

Para começar, a rotina de um relacionamento gay [ou qualquer outro] nunca é ‘culpa’ de apenas um lado, mas sim dos dois que por algum motivo deixam de se comunicar de forma correta e acabam guardando muitos desejos com vergonha de revela-los. Primeiro passo para um relacionamento saudável é ter completa liberdade para conversar sobre tudo [TUDO MESMO] com o namorado. Seja sexo, problemas, alegrias, estudos, trabalho, família, etc.

Apimentar a relação nem é tão difícil, viu? O passo inicial é ter algumas ideias bacanas para quebrar um pouco a mesmice diária. Já pensou em conhecer algum sex shop com o namorado? Pois conheça, mas faça questão de irem juntos! Além da diversão vocês terão um encontro diferente e só isso já é sair da rotina, o que dirá usar os produtos, né?

Alternar quem faz passivo e quem faz ativo é uma forma bacana de sair da rotina de um relacionamento. ‘Ah Peagá, eu curto ser ativo [ou passivo]’. Ué, você não quer sair da mesmice? Poxa, é uma ótima forma de mudar um pouco as coisas, e isso não significa que é pra sempre. Até porque, alternar as coisas de vez em quando é saudável.

Você já ouviu falar em Kama Sutra? Há diversas posições sexuais para sexo anal que são IN-CRÍ-VEIS! Já tentaram fazer algo nesse sentido? Pode-se apimentar ainda mais as coisas com locais inusitados. Eu mesmo já transei numa construção com um namorado de noite enquanto os funcionários não estavam. Outra lugar diferente que transei foi durante uma trilha no Pico do Jaraguá. Sim, ali no meio do mato mesmo!

A dica principal eu deixo por último: Para seu relacionamento não cair numa rotina use a IMAGINAÇÃO! Com ela aposto que seu relacionamento será diferente todo dia.

Beijos e boa sorte!

“Então meninos, uma pergunta meio estranha, lá vai: É possível não curtir penetração?? 

Já fui ativo e passivo e não curti a penetração em ambos os casos, como passivo, foi muito incomodo, estranho e tudo mais, e quanto ativo, eu acho tedioso, sem graça, enfim. Será que existe alguém mais que curte de tudo, beijo na boca, sarro, aquela pegada gostosa, mas que não curte penetração??

Abraço. Att.: Willian”.

))) Oi, Willian. Então, lá vai: você não é normal, não. Aliás, alguma nave espacial deve ter te derrubado ao acaso no planeta Terra e esqueceram de te resgatar, menino! Como assim não curtir penetração? O melhor do sexo é o vucu-vucu na hora do entra e sai. Tem gente que reclama, diz que transar com camisinha é como chupar bala com papel, não penetrar na hora do sexo seria o quê então?

Mas assim, agora que já te achamei até de E.T., deixa eu te contar uma coisa: não é só você que não curte penetração. Tem gente que não sente tesão em dar, nem em comer. Aliás, tem gente que não gosta nem que lhe encostem um dedo. Conheci um moço da inglaterra que não beijava na boca e que, relação sexual, pra ele, era ficar deitado ao lado de um homem, ambos pelados, mas, cada um masturbando o seu próprio pau. o.O (Eu sei pq ele me confidenciou isso).

Enfim, existem estágios e estágios de “evolução” sexual, além disso, tem gente com traumas ou algum problema para ter intimidades com outras pessoas. Tem os que não curtem mesmo e pronto. Preferem lixar a unha, ver novela, comer Pastel na Feira. Só nos resta respeitar.

Então, deve existir outro E.T. na sua cidade que, assim como você, caiu da nave espacial do Planeta “No Penetration” e está procurando por semelhantes. Cá entre nós, eu tento respeitar a sexualidade alheia, mas se tem uma coisa que me deixa revoltado é gente que não come chocolate. COMO ASSIM? Chocolate é vida! Não comer chocolate pra mim não é escolha, é ofensa. Mas isso é assunto pra um outro post.

Beeeijas,

L^^e!))).

“Em um papo com amigos, eles disseram já ter usado camisinha feminina em seus parceiros passivos e que o uso dela é totalmente prazeroso, pois não se sente a presença dela durante a penetração como na camisinha masculina. Será que essa pratica é válida? 

 Abraços. Felipe”.

))) Oi, riqueza, esse abraço é por trás ou pela frente? Com ou sem camisinha feminina?  😉

Então, nunca tinha ouvido falar sobre isso, daí usei meu grande amigo Google e descobri que as camisinhas femininas estão sendo usadas pelos gays da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Por causa disso, o departamento de saúde de lá já analisa a possibilidade de estimular o uso entre gays por meio de uma campanha.

É um saco de lixo? É um pé de meia transparente? É uma obra de arte reciclável feita pela Mãe Lucinda? Nãoooo, é uma camisinha feminina!

CALMA LÁ, PASSIVAS DESTE PLANETA! Se minha opinião vale de alguma coisa: acho que a camisinha feminina é largona e estranha demais, um gay teria que enfiá-la Edy adentro e a borda que fica pra fora periga entrar e ir parar na garganta da gay passiva, empurrada pela neca, mesmo que não seja uma odara!

Não recomendaria essa prática simplesmente porque  o uso da camisinha feminina não é considerado o método contraceptivo mais seguro nem para elas. Okey, os gays não engravidam, mas, se analisarmos o quadro com calma, veremos que não é um método 100% seguro para as mulheres justamente porque a camisinha pode escapar e o esperma ir passear por onde não deveria. E, se um esperma contaminado entra dentro de ti, o que pode acontecer com sua pessoa? Resposta: HIV, DST, Malária, Bronquite, Conjuntivite, Aneurisma Cerebral etc.

Pode até ser prazeiroso pro casal na hora do entra e sai, mas não acho que seja mais seguro. E, gente, fico imaginando o trabalho que deve ser para um gay enfiar aquele trambolho dentro do rabo. Ainda se a gay tiver com o verso mais arreganhado, beleza. Mas se for um Edy com pouca quilometragem rodada, danou-se. Tem gente que já acha uó ter que parar para colocar camisinha no pênis, imagina o quão broxante é virar do avesso pra enfiar uma camisinha no ânus?

Enfim, alguém aí que se relaciona com um boy e ambos sabem, por meio de exames médicos, que não possuem nenhuma DST etc, experimentem e contem pra gente! Porque eu é que não vou dar uma de “pra frentex” e inventar de fazer isso com um desconhecido.

Beijas,

L^^e!))).

Amor é um sentimento maravilhoso, mas pode ser uma desastre se não correspondido. Eu já amei uma vez, me declarei e tudo, mas não fui correspondido, desse então só tive paixões. Paixões essas que nunca disse, guardei esse sentimento em silêncio, com medo de receber um não.

O unico amor que tive e não fui correspondido, me deixou uma marca de medo, medo de gostar novamente, alguns amigos meus são tão carinhosos comigo, que me afasto deles um pouco, tenho medo de acabar gostando de um deles, e talvez eu acabar sofrendo de novo.

Eu sou presidente do grêmio de uma escola, sou super popular, sou alegre expontâneo com todos, mostro aparentemente que estou feliz comigo mesmo, mas quando eu saio do prédio da escola, eu me surpreendo com minha capacidade de atuar, digo isso, porque eu estou extremamente carente, quero muito um namorado, alguém que eu podesse me preocupar e vice-versa. Já frequentei boates e lugares … mas me decepcionei com tanta promiscuidade, já tive conhecidos que tem mesma orientação que eu, mas me afastei, prefiro conviver com os heteros, me sinto melhor. Cheguei a conclusão que não vai ser em boates, salas de bate papo que eu vou encontrar algum cara pra mim. Já estou perdendo as esperanças, porque acreditar que o destino vai colocar alguém pra mim, não sei se isso é realmente verdade.

Já tentei fazer sexo, tanto sendo Ativo quanto Passivo, mas não consegui nenhum dos dois, na minha mente não entra a idéia de fazer sexo sem gostar realmente do kara. Por isso estou aqui um virgem com 20 anos. Mas não me arrependo de não ter feito ainda. Acho que ainda estou de pé porque os meus amigos me abraçam, isso me conforta e por outro lado me deixa com medo, de que vários abraços que ião de vir eu talvez me apaixone. Não quero sofrer.

Me ajudem!!!!!!

Caio, Natal/RN

Amor Não Correspondido Blog Blogay

Caio,

O amor é SEMPRE bom. O que pode fazê-lo parecer ruim, é a forma como conduzimos o que sentimos.

Junto ao amor, vem outros sentimentos egoístas como possessividade, ciúme, necessidade de atenção e o desejo da reciprocidade. Mas isso não é porque somos ruins, é porque somos humanos. É natural.

No entanto, o que a maioria das pessoas não percebe é que sempre escolhemos a quem amar. E também somos escolhidos. Se não voluntária, involuntariamente, existe um momento em que antes de entrarmos nas “águas do amor”, nos perguntamos se saberemos nadar, se teremos quem nos salve, etc.

E é nesta hora que devemos ser honestos conosco e pensar: “Desta vez, melhor eu não entrar. Estão me parecendo que não terei em quem me segurar”, porque não há reciprocidade.

Em resumo: o amor é SEMPRE bom, mas só nos damos por “satisfeitos”, quando retribuídos e para que isto funcione bem, precisamos aprender a entrar só quando ambos estão no mesmo clima.

E não se preocupe, você ainda é bem novo, portanto, é até saudável que espere um pouco mais, assim saberá melhor como lidar com as adversidades de uma relação à dois.

Quanto a ser virgem, não se culpe, nem se envergonhe. Virgindade não é prêmio, mas também não é castigo. A hora que você se sentir seguro, com vontade e coragem, você estará preparado.

O universo conspira sempre em nosso favor, basta sabermos apreciar cada momento e eles terão sabor melhor e, ainda, trarão melhores resultados.

Beijos, fique bem e até a próxima.

Eu sou a Thatu Nunes, mais conhecida como @DraDoAmor do Twitter e dona do ManualEncalhadas.com.br

Fotos Divulgação

Eu encarava apanhar dele. Fácil, fácil!!!

Por essas os amantes de UFC não esperavam. Dakota Cochrane, ex ator pornô gay foi recrutado para participar da da versão norte-americana do reality show The Ultimate Fighter, e segundo informou o site ‘MMAmania‘ o gostosão aí participou de 16 filmes pornôs para o público gay.

Antes o ator/lutador usava o nome de Danny, e olhando algumas fotos dele na internet fiquei com mais vontade de assistir ao espetáculo que é esse esporte de ‘macho’ onde rapazes suados e seminus se pegam em uma arena com centenas de pessoas olhando. Só para você saber, ele desempenha o papel de ativo e passivo nos filmes. EIKE LOUCURA!!!

O chefe do UFC já comentou sobre a presença de lutadores gays no final de 2011 em uma entrevista polêmica, e hoje completa: ‘Eu digo para vocês, se existe um lutador gay no UFC, eu gostaria que ele saísse do armário. Eu realmente não me importo se existe um lutador gay no UFC. Provavelmente existe e provavelmente é mais de um. Estamos em 2012 afinal de contas‘, disse o manda chuva.

Interessante é levantar essa polêmica e discutir sobre o assunto como pessoas civilizadas. Sabemos que em torno de 10% da população mundial é gay e estamos em todos os lugares, desde varredores de rua a altos executivos e porque não esportistas de luta?

Peagá, essa é pra você, seu lindo:

Sou ativo, amo ser ativo e nunca fui passivo. Atualmente meu namorado quer que eu seja passivo com ele, estou com vontade e vou topar mas to com medo de não gostar. É possível um ativo 100% gostar de ser passivo?

Beijo

Anônimo, via Formspring

 

Olá Anônimo. WOW, pergunta direcionada pra mim??? Eike maravilha!!!

Primeiramente, eu também só curto ser ativo, mas acredito que quando temos uma relação séria com alguém essa coisa de ativo/passivo não pode ser problema na hora de transar com quem amamos. Já namorei caras versáteis e ativos, e na hora do vamos ver ou era troca-troca ou a cada transa um era o passivo.

O primeiro cara com quem fui passivo foi meu ex-marido. Eu já tinha 25 anos e achei MUITO BACANA perder minha virgindade anal com ele, já que eu o amava bastante. Por isso eu digo que se você tem vontade de experimentar não pode se prender a nada.

Sou do time que na hora do sexo vale tudo, desde que tenha TESÃO e RESPEITOSe de repente você não curtir, valeu pelo menos a tentativa de ter tentado algo novo com seu namorado.

Claro que há possibilidade de você curtir ser passivo também!!! Seria algo diferente de fazer com seu namorado para variar um pouco e sair da rotina, não é mesmo??? Relacionamento cheio de rotinas cansam, e por si só acabam destruídos então inovar e criar outras situações é importante para manter o namoro sempre apimentado.

 O mundo é cheio de possibilidades, nem todas gostamos mas estão ai para serem vividas e experimentadas.

Oiee, me ajudem com uma coisa?

Empidar a bunda de 4 é estético? Fetiche? Entra mais fácil e/ou fundo? Fica mais gostoso de comer? Afinal, qual é o objetivo? Eu empino porque os boys costumam ficar doidinhos, mas nunca entendi direito o porquê???

Anônimo, via Formspring

Peagá Peñalvez responde:

 Olá querido. Simplesmente ÉPICA a sua dúvida. Bora responder!!!

Empinar a bunda quando está de 4 é a coisa MAIS MARAVILHOSA DO MUNDO!!! Até porque isso deixa a bunda muito mais gostosa [maior sob o ângulo de quem está atrás], e pode ter certeza que qualquer cara ativo ADORA essa posição.

De uma certa forma essa posição dá uma conotação de submissão ao passivo, o que de uma certa forma é um fetiche [Dominação/Submissão].

Anatomicamente é mais fácil de estimular a próstata, e isso também dá mais prazer ao passivo, e para ser sincero é extremamente gostoso ver que o cara tá curtindo dar assim. \o/

Nessa posição o ‘encaixe‘ é muito melhor. Geralmente fica na altura certa pra penetração, e como um plus ainda é mais fácil de dar uns tapinhas gostosos na bunda do cara. Poxa, é a posição perfeita ainda mais se feita da forma certa que é empinando  o edy!!!

Se o cara encolhe toda a bunda na hora do sexo:

1 – Parece que ele não tá curtindo.
2 – Fica mais difícil da neca entrar.
3 – A bunda ‘parece’ ser menor, e todos sabemos que o homem é muito estimulado visualmente [seja gay, hetero, bi ou pansexual].

Agora você entendeu o porque de qualquer ativo pirar nessa posição??? Se quiser mais dicas de posições sexuais, temos o post do KAMA SUTRA GAY. Só clicar e ser feliz!!

Ele quer depilar meu edy! o.O

Publicado: 30/01/2012 por Leandro Lan em Pergunte ao DQOGG
Tags:, , , , ,

“Ativos que gostam de depilar o parceiro? Um lek perguntou se eu posso deixar ele depilar meu Edy . Fiquei em dúvida e achei estranho! O que vcs acham disso”.

Anônimo por Formspring

Leandro Lan Responde:

)))) Bom, eu acho que cada um é cada um. Tem gente que tem fetiche em pé sujo, pinto sujo e corpo sujo, vai ver que o cara tem tesão em depilar o rabo alheio antes de se servir dele… Já ví tanta coisa estranha nesse mundo, que essa coisa de depilação pra mim é normal. 

Espero que toda a mão de obra valha a pena, só falta o cara te depilar e mandar mal na transa! (Foto: Getty Images)

Já teve cara que perguntou pra mim se eu usaria a calcinha da mulher dele, sem ela saber, acredita? Isso por internet, porque não curto essa coisa de colaborar para a traição alheia. O cara veio me fazer uma proposta por e-mail e eu respondi assim: “Usaria a calcinha da sua mulher pra enfiar na sua boca, daí taparia seu nariz e te mataria asfixiado, seu sem vergonha”. Ele nunca mais respondeu, não sei por quê… Fui tão simpático. kkkkkkkk

Enfim, acho que tudo depende do seu tesão no cara e da confiança também. Porque se o cara quer te depilar usando lâmina de barbear, periga ele retalhar seu rabicó inteiro, ainda mais se ele tiver Parkinson… Talvez, se ele quiser te depilar com cera ou com aqueles cremes que fazem os pelos caírem… seja mais seguro, mas não vai ser indolor, no caso da cera.

Sou super a favor de adaptações para agradar o outro, desde que não agridam nenhuma das partes envolvidas. Se você achar que seus pelos são sua vida e não tiver a fim de dar esse prazer e honra pro cara, manda ele pastar e procurar um moço que nasceu liso ou que AMA uma depilação íntima…

Beijas!

L^^e!))).

Ou clique AQUI

Como agradar um cara ATIVO???

Publicado: 13/01/2012 por @peagapenalvez em Pergunte ao DQOGG
Tags:, , , , ,

Oi meninos, tudo bom?

Acompanho o trabalho de vocês há algum tempo e resolvi mandar minhas dúvidas. A primeira é o que devemos fazer para agradar um ativo na cama. Tem algum truque ou alguma dica? Tipo, rebolar, contrair o anus, etc…

Beijos

Anonimo, via Formspring

Claudio Nanti responde:

Aprende com o Jared Padalecki

Menino do Céu, para responder a sua pergunta eu tive que pedir pra trazer aquela bebida que pisca, pisca, pisca hahahahaha!

Vamos começar falando do que os ativos NÃO GOSTAM

*CU DOCE – Parece até que os pintos são diabéticos, gente! Só fazer um pouco de cu doce que eles já amolecem, além do mais é chato “pá porra” isso, né? 

*EXCESSO DE DESENVOLTURA – Ok, ok. Saber algumas posições do kama sutra pode até ser interessante, mas daí a saber o livro “decór e salteado” já é demais. 

*FEMINILIDADE EXCESSIVA – gritar “fode minha bucetinha” e “me joga na parede e me chama de lagartixa” é broxante. eu mesmo peguei uma gay que enquanto eu socava o “feijão” dela gritava em agradecimento a Jurema… (só os fortes entendem), nunca mais falei com o viado. Além do mais, se o cara quisesse algo tão feminino estaria fudendo uma mulher e, hoje em dia, estão sim dando o cu já que a concorrência das gays está fortíssima!

*CHEQUE – não devia nem entrar no mérito dessa questão, pois, assim como muitos comerciantes de hoje em dia, nenhum ativo aceita cheque!

Como gosto é igual cu, e cada um tem o seu, tem que saber usar o bom senso e utilizar cada item com parcimônia, e ao perceber que um item ou outro tem agradado mais, explore ao máximo este item. O principal é demonstrar que está amando levar essa pica no rabo. 

Se o pinto tiver 12 cm, faça ele acreditar que tem 18 cm… “vire o zóio“, rebole, empine o rabo, bota a mão no joelho, dê uma agachadinha, vai descendo gostoso, balançando a bundinha!

Se a piroca passar dos 20 cm (Eike guerreira!) faça um pouco de dengo, diga pra ir com calma, diga que está doendo (mesmo que você seja larga feito túnel do metrô. É bom não denunciar que seu cu tem um ligeiro excesso de uso. 

Assim como você gay passiva, adora sentir o pau pulsando dentro de ti, os ativos também gostam de um cuzinho piscante… 

Entendeu porque eu pedi pra trazer a bebida que pisca?

Ou clique AQUI

Heey Peagá, tudo bem contigo? Quero começar a escrever te parabenizando pelo blog. Tu não faz ideia de o quanto ele já me ajudou. Eu o conheci a pouco tempo e me tornei fã. É uma honra e um prazer poder abrir o meu navegador e ler o que tu publica lá.

Meu nome é Wagner, tenho 19 anos. Sou paulista, mas atualmente moro sozinho no Rio. Sempre fui gay e sempre tive isso muito claro desde meus 11 anos de idade. Eu sou uma pessoa tranquila, adoro meus amigos, gosto de sair, de ver filmes, … Enfim, sou uma pessoa como qualquer outra.

Venho me decepcionando muito com o campo amoroso. Noto que as coisas hoje caminham para um lado diferente que eu gostaria que fosse. Me arrisco a dizer que o amor está acabando e é essa a minha maior frustração. Eu sou um cara romântico com a necessidade de demonstrar as pessoas o quanto eu gosto delas, mas parece que isso é um defeito em mim. As pessoas se assustam, se afastam. Já namorei algumas vezes e eu sempre sofri muito por conta disso. Dizem que em algum relacionamento, seja ele qual for, uma parte sempre vai amar mais que a outra. Acontece que a parte que ama mais sempre sou eu. As vezes me pego pensando se as coisas seriam diferentes se eu fosse menos passional, sabe? Será que eu sofreria menos?

Ser romântico nunca me ajudou muito. Hoje olho o meio que estou inserido e me vejo como um estranho. Em um lugar em que todos gostam de ir a baladas e “encher a cara“, usar drogas e transar com todo mundo, eu prefiro ficar sozinho em casa assistindo algum filme ou conversando com algum amigo.

O problema sou eu? Sou carente de amigos gays (apesar de todos os meus amigos saberem sobre a minha condição sexual) e não tenho como trocar experiências, tirar dúvidas ou até mesmo conversar. Se vou no bate papo e encontro alguém bacana em poucos minutos de conversa aparecem as perguntas “qual é o tamnaho do seu pau” ou “passivo e ativo“. Não gosto disso. Sexo por sexo, digo, sexo mecânico não funciona pra mim. O que eu tenho que mudar?

Gostaria que você lesse as linhas que eu escrevi aqui em cima e me desse uma opinião sincera sobre a maneira que eu conduzo as coisas em minha vida. Agradecido desde já e contando com sua ajuda.

Fique com um abraço bem apertado e quente do maior fã do blog.

Wagner, 19 anos – Via E-mail

Peagá Peñalvez responde:

Olá Wagner, fiquei muito feliz em receber um e-mail com tanto elogios ao blog. Sério mesmo. Ainda acho que faço tão pouco pelos gays aqui. Gostaria de ajudar ainda mais, mas tudo ao seu tempo, né???

Sinceramente não acredito que o AMOR está acabando, mas sim, que as pessoas dão prioridades a outras coisas menos importantes, ainda mais dentro do meio gay onde muita futilidade rola solta. Infelizmente esse é o mundo onde vivemos, mas mesmo dentro dele AINDA EXISTEM pessoas como eu e você, o problema é apenas encontrar pessoas como nós.

Não acho errado você ser romântico [pode não parecer, mas também sou], só acho que antes de se dedicar exclusivamente para alguém, você precisa se amar mais, e dar mais valor para si. Geralmente as pessoas não dão tanto valor assim quando percebem que estão com total controle sobre o relacionamento. Passei por isso e aprendi MUITO bem a lição.

Uma ótima forma de entender bem como deve ser uma relação é com o seguinte exemplo: O namoro é como um cavalo e seu cavaleiro. Uma hora devemos ser o cavalo e abrir mão de determinadas coisas, assim como também ter a oportunidade de ser o cavaleiro. Só que a maioria das pessoas só querem comandar, ainda mais quando sentem que a outra pessoa é passional.

Ultimamente também tenho saído tão pouco para ferver nas baladas, e prefiro assim como você, ficar em casa assistindo um filme ou me encontrando com amigos para programas mais lights. Balada sempre cansa minha paciência, porque é sempre a mesma coisa. Pior: Também não curto muito essa ‘cultura do fast foda’ que reina na comunidade gay. Poxa, não quero sair por ai transando enlouquecidamente. Sem falar que é sempre a mesma coisa quando nos encontramos com caras oriundos da internet: De onde tc??? Tem foto??? Ativo ou Passivo??? Mora sozinho??? Qual o tamanho do seu pau???

Isso me cansa, e quando o cara começa com toda essa baboseira, já perco o tesão de conhece-lo pessoalmente. Não que eu seja hipócrita, mas não estou em busca de sexo rápido e fácil. Também procuro um relacionamento com alguém que vale a pena.

Não mude a forma de pensar, continue se respeitando. O problema não é você, mas a forma com as pessoas com quem se relaciona interpretam o mundo e o amor. Nunca perca a esperança de encontrar um amor, uma hora Deus há de olhar por nós e aproximar a pessoa certa.

Ou clique AQUI

Por Peagá Peñalvez

Por essa no DePUTAdo Jair Bolsonaro não esperava. Em participação no programa “Quem Convence Ganha Mais”, exibido pelo SBT, o  jornalista Felipeh Campos se aproximou do deputado durante uma discussão sobre como tratar filhos gays e não fez cerimônia: sentou no colo de Bolsonaro.

O Sr. Homofóbico de início tentou evitar, mas depois se rendeu a brincadeira e de bom humor diz que o jornalista não iria convencê-lo.

Felipeh Campos comemora: “Eu consegui domar a fera. Se ele realmente fosse homofóbico, iria me empurrar, daria um jeito de sair fora. Mas não. Ele aceitou passivamente“.

Assista ao video da cena:

“Olá,
Adoro o blog de vcs, estão de parabéns!

Minha duvida é a seguinte: existe um namoro (um relacionamento sério) entre dois ativos?
Conheci um cara super gente boa, só que nenhum de nos pensamos em ser passivos. Vocês acham que tem como levar isso adiante?

Obrigado, aguardo a resposta,
Alex.”

Leandro Madness Reponde:

(Eike saudades de postar por aqui!)

Vô até cantar: EU VOLTAY…. AGORA PRA FICARRRR… PORQUE AQUI! AQUI É MEU LUGAR. \o/.

))))Oi AlexXx,  que bom que curte nosso blog. Somos ricamente ricos e vitaminados mesmo.
)))Quanto ao seu problema, tudo depende.
Uma vez conheci um casal que queria meu corpo justamente por isso: Eles se amavam e tinham um namoro sério, mas os dois eram somente ativos e nenhum deles queria ceder a cauda. E como sou Versace… Já viu! A solução que eles encontraram foi abrir a relação (e não o toba!). Se ficou curioso, eu não fui fazer coisinhas com o casal. Porque já acho perigoso fazer com UM desconhecido… com DOIS então! É perigo de morte. 

HAHAHAHA. Isso que é ser autosuficiente!

Mas quanto ao seu caso, depende do que procura num namoro. Se for só um companheiro pra passear, tomar sorvete, ler revista e fofocar sobre a novela ou falar sobre futebol… Aí acho que até vale a pena arriscar, contanto que ele queira SOMENTE o mesmo.
Porque se não, fica aquela coisa chata de um tentar convencer o outro a morder fronha e acaba dando em briga ou em traição.
Resumindo, existe de tudo nessa vida. Tem gente que abomina sexo e quer alguém pra compartilhar momentos. Tem gente que só quer é transar. E tem gente que quer transar e compartilhar momentos. Fora isso, tem que encontrar alguém que queira o mesmo que você. 
Aquele ditado: “Não DÁ assistência, abre concorrência” existe por algum motivo… 
Às vezes é melhor manter o cara como amigo e preservar alguém que te traga bons momentos. Daí procura outro alguém que preencha o cargo de “Namorado” com direito a sexo na cama, mesa, banho, pia da cozinha, tanque e caixa D’água… entende?
Bjuxxx,
Boa sorte.
L^^e!))).