Posts com Tag ‘passivo’

Oi pessoal! Descobri o blog de vocês pesquisando na net sobre como deveria fazer para conseguir conquistar um carinha por quem estou apaixonado. Para que vocês entendam melhor, vou contar um pouco da minha história.

Já na infância tive vontade de ter contatos homo afetivos com alguns amigos. Na adolescência tive um amigo muito próximo com quem sempre tive algumas “insinuações” mas nenhum contato físico. Nesse ínterim, nunca deixei de gostar e namorar garotas. Só que hoje, aos 24 anos, encontrei um cara por quem me arrisquei e começamos a ficar.

Esse cara é, de fato, o primeiro homem com quem me relaciono (até o presente momento temos ficado algumas vezes e tiramos apenas sarros, nada de sexo gay). O problema é que estou completamente apaixonado por ele. Infelizmente ele é do tipo que gosta de estar livre para ficar com “quem” quiser e “quando” quiser e preciso admitir que isso tem me machucado muito porque, não vou mentir, estou amando o cara. Como não estou acostumado ao universo gay, tenho lido muito e pesquisado sobre como são os relacionamentos homo afetivos e o que posso fazer para conquistá-lo.

Como só tinha ficado com mulheres, muitas vezes (quase sempre) não sei como devo tocá-lo, de que forma pegá-lo, como provocar prazer nele. E é por essa imperícia que creio não conseguir conquistá-lo.

Ele é um cara de 23 anos, experiente no universo gay e passivo.

Eu, um cara bissexual e que topo fazer qualquer coisa com ele.

A ajuda que eu quero é:

1º Como faço para conquistá-lo, levando em consideração que nunca tive contatos com homens?;

2º Do que os gays gostam nos outros homens?;

3º Qual é o “Ponto G” de um gay passivo?

4º Como e onde pegá-lo para lhe proporcionar mais prazer?;

Resumindo: preciso saber de que forma eu posso melhorar meu desempenho para fazer com que esse cara fique comigo.

Obrigado!

Casa Nova, 24 anos – Recife/Pe

COnquistando o boy Magia gays Gostam

Oi, Casa Nova! Meu primeiro impulso, ao ler sua história, foi escrever: FOGE, MENINO, FOGE! Essa coisa de se apaixonar por quem quer ficar livre para saltitar pela vida é uma roubada. É sempre muito cômodo pro cara saber que alguém o ama e que ele terá sempre alguém que vai topar tudo o que ele quiser.

Mas, vou responder o que perguntou:

1º Como faço para conquistá-lo, levando em consideração que nunca tive contatos com homens?;
Resposta: Homens não são ETs. Você é homem, basicamente, o que você curte, ele também curtirá. Mas no sentido romântico de conquista… não sei. Se ele não quer um relacionamento sério, pode te achar meloso demais… se você mandar flores, por exemplo. E se disser “Eu Te Amo” pra esse boy, ele pode sumir… Então, melhor é demonstrar interesse, mas não muito. Não se entregue de bandeja.

2º Do que os gay’s gostam nos outros homens?;
O que me faz gostar de homem é a postura de homem, pegada forte. Então, muita delicadeza me brocha. Não, não gosto de apanhar, apenas me refiro ao toque, pele… é diferente, mulher é mais delicadinha. Então, gays gostam de macho. Agora no sexo… cada um gosta de uma coisa… o melhor é ir percebendo o que faz esse boy gemer mais alto… o que lhe dá mais prazer..

3º Qual é o “Ponto G” de um gay passivo?
Ai. Que ponto G? Você quer dizer o ponto O de Olho do Koo, né?

4º Como e onde pegá-lo para lhe proporcionar mais prazer?;
Como disse, isso difere de ser humano pra ser humano! Eu fico doido se mordiscam milha orelha, tem gente que pira se lambem e mordiscam seus  mamilos dos peitos.. tem quem goste que o parceiro brinque de “dedinhos da Eliana” no ponto O… o jeito é ver o que surte mais efeito nele.

Resumindo: preciso saber de que forma eu posso melhorar meu desempenho para fazer com que esse cara fique comigo“.
Casa Nova, seu lindo! Se prepare para tomar um SHOCK DE REALIDADE: Não é o fato de você mandar bem ou mal que fará o boy querer te namorar. Se ele quer no momento saltitar de cama em cama, tenha em mente que o NÃO prum relacionamento com ele você já tem. Então, curta. Sem neuras. Sem endeusar o boy. Sem se menosprezar e se colocar pressão demais pra segurá-lo contigo.
Tudo na vida passa, meu filho. E tudo serve de aprendizado. Aproveita enquanto dura. Se ele não quiser mesmo ser teu namorado, azar o dele.

Beijas, L^^e!))).

Se você costuma assistir filmes pornôs gays, com certeza já esbarrou com Jonathan Agassi, o ator porno gay mais interessante e gostoso da Lucas Entertainment. Já atuou em diversos pornos gays, trabalhando como ativo ou passivo.

Jonathan Agassi é dono de lindos olhos claro, um corpo gostoso e belas tattoos o boy magia arranca suspiros e muita masturbação da galera.

Confira as fotos da coluna hot:

Lembra que falamos sobre um ator porno que estrelou uma campanha de uso de camisinha? Então, é o Jonathan Agassi!

“Meu nome é David,tenho 18 anos e tenho uma pergunta: eu não faço sexo há bastante tempo, só tive um garoto em minha vida, e quero sair com um rapaz, mas eu fiz sexo há tanto tempo atrás que não sei se vai doer. Porque da última vez que eu fiquei com o garoto que saia, ele começou a botar e doeu um pouco. Daí pedi pra parar. Será que eu saindo com esse outro garoto, vai doer?”

)))Oi, David. Antes de mais nada, vou te dizer uma coisa: “EU QUERO VER TU ME CHAMAR DE AMENDOIM!”. (Zezé diva!). Então, provavelmente vai doer. Mas se você é PAM (Passivo Até a Morte), com certeza vai DAR um jeito de aguentar firme e superar a dor.

Tenho um amigo que diz que ser passivo não é fácil. É quase uma arte! É abdicar de muitas coisas. Tipo, comer Buchada de Bode antes de transar, não pode. Nem nada que pese demais no estômago e te deixe com vontade de ir no banheiro fazer o número 2.

Eu concordo com essa coisa de ser difícil a arte da passividade, mas acho que deixar de comer é besteira. Só fazer a chuca antes do vucu-vucu e ta valendo.

Use lubrificante durante o sexo anal e peça pro moço ir com calma, depois de um tempo sua porta traseira se acostuma com o novo visitante e daí as coisas fluem com menos dor. Mas, se não DER dessa vez, tente de novo outro dia. Ou sei lá.. vire Mórmon e saia pelo mundo afora convertendo pessoas.

OBS: Caso não seja um PAM com letras maiúsculas, peça pro boy parar de novo. Pois, falando bem francamente, o cu é teu, quem sofre a dor, quem vai ficar andando de pernas abertas, sem poder sentar direito no dia seguinte é você. Dane-se o garoto.

Beijas,

L^^e!))).

Oi pessoal do blog Do Que Os Gays GostamPrimeiro quero elogiar a dedicação de vcs para nos ouvir e trazer assuntos interessantes.

Vcs poderiam dar ideias ou sugestões do que fazer quando o relacionamento fica com cara de domingo, monótono ? Tanto no dia a dia e no sexo.

Anônimo

Relacionamento Gay

Olá querido! Ficamos felizes que curte nosso blogay, ele é feito para vocês queridos leitores que enviam perguntas diariamente. Dá trabalho ter um blog? Sim, e muito, mas ~amamos~ o que fazemos e receber elogios e agradecimentos como o seu nos dá mais força para continuar.

Para começar, a rotina de um relacionamento gay [ou qualquer outro] nunca é ‘culpa’ de apenas um lado, mas sim dos dois que por algum motivo deixam de se comunicar de forma correta e acabam guardando muitos desejos com vergonha de revela-los. Primeiro passo para um relacionamento saudável é ter completa liberdade para conversar sobre tudo [TUDO MESMO] com o namorado. Seja sexo, problemas, alegrias, estudos, trabalho, família, etc.

Apimentar a relação nem é tão difícil, viu? O passo inicial é ter algumas ideias bacanas para quebrar um pouco a mesmice diária. Já pensou em conhecer algum sex shop com o namorado? Pois conheça, mas faça questão de irem juntos! Além da diversão vocês terão um encontro diferente e só isso já é sair da rotina, o que dirá usar os produtos, né?

Alternar quem faz passivo e quem faz ativo é uma forma bacana de sair da rotina de um relacionamento. ‘Ah Peagá, eu curto ser ativo [ou passivo]’. Ué, você não quer sair da mesmice? Poxa, é uma ótima forma de mudar um pouco as coisas, e isso não significa que é pra sempre. Até porque, alternar as coisas de vez em quando é saudável.

Você já ouviu falar em Kama Sutra? Há diversas posições sexuais para sexo anal que são IN-CRÍ-VEIS! Já tentaram fazer algo nesse sentido? Pode-se apimentar ainda mais as coisas com locais inusitados. Eu mesmo já transei numa construção com um namorado de noite enquanto os funcionários não estavam. Outra lugar diferente que transei foi durante uma trilha no Pico do Jaraguá. Sim, ali no meio do mato mesmo!

A dica principal eu deixo por último: Para seu relacionamento não cair numa rotina use a IMAGINAÇÃO! Com ela aposto que seu relacionamento será diferente todo dia.

Beijos e boa sorte!

“Então meninos, uma pergunta meio estranha, lá vai: É possível não curtir penetração?? 

Já fui ativo e passivo e não curti a penetração em ambos os casos, como passivo, foi muito incomodo, estranho e tudo mais, e quanto ativo, eu acho tedioso, sem graça, enfim. Será que existe alguém mais que curte de tudo, beijo na boca, sarro, aquela pegada gostosa, mas que não curte penetração??

Abraço. Att.: Willian”.

))) Oi, Willian. Então, lá vai: você não é normal, não. Aliás, alguma nave espacial deve ter te derrubado ao acaso no planeta Terra e esqueceram de te resgatar, menino! Como assim não curtir penetração? O melhor do sexo é o vucu-vucu na hora do entra e sai. Tem gente que reclama, diz que transar com camisinha é como chupar bala com papel, não penetrar na hora do sexo seria o quê então?

Mas assim, agora que já te achamei até de E.T., deixa eu te contar uma coisa: não é só você que não curte penetração. Tem gente que não sente tesão em dar, nem em comer. Aliás, tem gente que não gosta nem que lhe encostem um dedo. Conheci um moço da inglaterra que não beijava na boca e que, relação sexual, pra ele, era ficar deitado ao lado de um homem, ambos pelados, mas, cada um masturbando o seu próprio pau. o.O (Eu sei pq ele me confidenciou isso).

Enfim, existem estágios e estágios de “evolução” sexual, além disso, tem gente com traumas ou algum problema para ter intimidades com outras pessoas. Tem os que não curtem mesmo e pronto. Preferem lixar a unha, ver novela, comer Pastel na Feira. Só nos resta respeitar.

Então, deve existir outro E.T. na sua cidade que, assim como você, caiu da nave espacial do Planeta “No Penetration” e está procurando por semelhantes. Cá entre nós, eu tento respeitar a sexualidade alheia, mas se tem uma coisa que me deixa revoltado é gente que não come chocolate. COMO ASSIM? Chocolate é vida! Não comer chocolate pra mim não é escolha, é ofensa. Mas isso é assunto pra um outro post.

Beeeijas,

L^^e!))).

“Em um papo com amigos, eles disseram já ter usado camisinha feminina em seus parceiros passivos e que o uso dela é totalmente prazeroso, pois não se sente a presença dela durante a penetração como na camisinha masculina. Será que essa pratica é válida? 

 Abraços. Felipe”.

))) Oi, riqueza, esse abraço é por trás ou pela frente? Com ou sem camisinha feminina?  😉

Então, nunca tinha ouvido falar sobre isso, daí usei meu grande amigo Google e descobri que as camisinhas femininas estão sendo usadas pelos gays da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Por causa disso, o departamento de saúde de lá já analisa a possibilidade de estimular o uso entre gays por meio de uma campanha.

É um saco de lixo? É um pé de meia transparente? É uma obra de arte reciclável feita pela Mãe Lucinda? Nãoooo, é uma camisinha feminina!

CALMA LÁ, PASSIVAS DESTE PLANETA! Se minha opinião vale de alguma coisa: acho que a camisinha feminina é largona e estranha demais, um gay teria que enfiá-la Edy adentro e a borda que fica pra fora periga entrar e ir parar na garganta da gay passiva, empurrada pela neca, mesmo que não seja uma odara!

Não recomendaria essa prática simplesmente porque  o uso da camisinha feminina não é considerado o método contraceptivo mais seguro nem para elas. Okey, os gays não engravidam, mas, se analisarmos o quadro com calma, veremos que não é um método 100% seguro para as mulheres justamente porque a camisinha pode escapar e o esperma ir passear por onde não deveria. E, se um esperma contaminado entra dentro de ti, o que pode acontecer com sua pessoa? Resposta: HIV, DST, Malária, Bronquite, Conjuntivite, Aneurisma Cerebral etc.

Pode até ser prazeiroso pro casal na hora do entra e sai, mas não acho que seja mais seguro. E, gente, fico imaginando o trabalho que deve ser para um gay enfiar aquele trambolho dentro do rabo. Ainda se a gay tiver com o verso mais arreganhado, beleza. Mas se for um Edy com pouca quilometragem rodada, danou-se. Tem gente que já acha uó ter que parar para colocar camisinha no pênis, imagina o quão broxante é virar do avesso pra enfiar uma camisinha no ânus?

Enfim, alguém aí que se relaciona com um boy e ambos sabem, por meio de exames médicos, que não possuem nenhuma DST etc, experimentem e contem pra gente! Porque eu é que não vou dar uma de “pra frentex” e inventar de fazer isso com um desconhecido.

Beijas,

L^^e!))).

Amor é um sentimento maravilhoso, mas pode ser uma desastre se não correspondido. Eu já amei uma vez, me declarei e tudo, mas não fui correspondido, desse então só tive paixões. Paixões essas que nunca disse, guardei esse sentimento em silêncio, com medo de receber um não.

O unico amor que tive e não fui correspondido, me deixou uma marca de medo, medo de gostar novamente, alguns amigos meus são tão carinhosos comigo, que me afasto deles um pouco, tenho medo de acabar gostando de um deles, e talvez eu acabar sofrendo de novo.

Eu sou presidente do grêmio de uma escola, sou super popular, sou alegre expontâneo com todos, mostro aparentemente que estou feliz comigo mesmo, mas quando eu saio do prédio da escola, eu me surpreendo com minha capacidade de atuar, digo isso, porque eu estou extremamente carente, quero muito um namorado, alguém que eu podesse me preocupar e vice-versa. Já frequentei boates e lugares … mas me decepcionei com tanta promiscuidade, já tive conhecidos que tem mesma orientação que eu, mas me afastei, prefiro conviver com os heteros, me sinto melhor. Cheguei a conclusão que não vai ser em boates, salas de bate papo que eu vou encontrar algum cara pra mim. Já estou perdendo as esperanças, porque acreditar que o destino vai colocar alguém pra mim, não sei se isso é realmente verdade.

Já tentei fazer sexo, tanto sendo Ativo quanto Passivo, mas não consegui nenhum dos dois, na minha mente não entra a idéia de fazer sexo sem gostar realmente do kara. Por isso estou aqui um virgem com 20 anos. Mas não me arrependo de não ter feito ainda. Acho que ainda estou de pé porque os meus amigos me abraçam, isso me conforta e por outro lado me deixa com medo, de que vários abraços que ião de vir eu talvez me apaixone. Não quero sofrer.

Me ajudem!!!!!!

Caio, Natal/RN

Amor Não Correspondido Blog Blogay

Caio,

O amor é SEMPRE bom. O que pode fazê-lo parecer ruim, é a forma como conduzimos o que sentimos.

Junto ao amor, vem outros sentimentos egoístas como possessividade, ciúme, necessidade de atenção e o desejo da reciprocidade. Mas isso não é porque somos ruins, é porque somos humanos. É natural.

No entanto, o que a maioria das pessoas não percebe é que sempre escolhemos a quem amar. E também somos escolhidos. Se não voluntária, involuntariamente, existe um momento em que antes de entrarmos nas “águas do amor”, nos perguntamos se saberemos nadar, se teremos quem nos salve, etc.

E é nesta hora que devemos ser honestos conosco e pensar: “Desta vez, melhor eu não entrar. Estão me parecendo que não terei em quem me segurar”, porque não há reciprocidade.

Em resumo: o amor é SEMPRE bom, mas só nos damos por “satisfeitos”, quando retribuídos e para que isto funcione bem, precisamos aprender a entrar só quando ambos estão no mesmo clima.

E não se preocupe, você ainda é bem novo, portanto, é até saudável que espere um pouco mais, assim saberá melhor como lidar com as adversidades de uma relação à dois.

Quanto a ser virgem, não se culpe, nem se envergonhe. Virgindade não é prêmio, mas também não é castigo. A hora que você se sentir seguro, com vontade e coragem, você estará preparado.

O universo conspira sempre em nosso favor, basta sabermos apreciar cada momento e eles terão sabor melhor e, ainda, trarão melhores resultados.

Beijos, fique bem e até a próxima.

Eu sou a Thatu Nunes, mais conhecida como @DraDoAmor do Twitter e dona do ManualEncalhadas.com.br