Posts com Tag ‘GGB’

Luiz Mott, antropólogo e presidente do GGB

Não tá fácil nem para Dilma Roussef!!! Até porque não tá fácil para nós gays também de acordo com Luiz Mott, presidente do Grupo Gay da Bahia, que gravou um vídeo direcionado para a Presidente do Brasil, onde a chama de homofóbica e através de fatos mostra quanto o governo tomou posicionamentos errados perante a comunidade LGBT brasileira.

O antropólogo cobrou o Kit Anti-Homofobia. Foi mais fundo ainda, provou que tal kit não foi criado aleatoriamente, mas com o apoio do Unesco e do Conselho Federal de Psicologia. O kit seria uma boa forma de mostrar a grande parte da população fatores importantes de respeito e tolerância a diversidade. Acredito que não apenas os LGBTs se beneficiariam, mas também qualquer outra minoria, porque educa para o respeito ao diferente.

Mott fala em seu vídeo: ‘Não queremos privilégios, queremos direitos iguais. E o que o seu governo faz é propaganda dos heterossexuais. Tudo o que é da causa gay é vetado pelo governo. É ignorância falar em opção sexual. Não é opção, é orientação‘, explica e educa a própria presidente.

Falou também sobre o vídeo de prevenção a DST/AIDS, também vetado pelo atual governo. Se levarmos em consideração o aumento da contaminação pelo vírus entre LGBTs, a mínimo que o governo deveria fazer é manter uma campanha voltada para nossa comunidade. É através de campanhas assim que muitos dos jovens aprendem sobre a doença e tirar isso é, de uma certa forma, sentenciar muitos ao contágio do vírus.

Sabe de quem é a culpa de tudo isso??? NOSSA!!! Não entende??? Calma que o titio Peagá explica para vocês. Canso de falar que nós, LGBTS, devemos nos unir e colocar representantes que defendam não apenas os direitos do cidadão comum, mas os nosso também. Enquanto estamos dormindo, pensando em qual balada ferverá no fim de semana, ou quanto de supino devemos levantar para criar um peitoral digno de uma gola V, evangélicos se unem e votam em representantes deles. São esses mesmo representantes que tiram nosso direitos mais básicos.

Nós gays, lésbicas, bissexuais, transexuais, transgêneros nos orgulhamos tanto de nossa inteligência, das conquistas acadêmicas [já que 57% dos LGBTs tem Ensino Superior] e de tantas outras coisas, mas simplesmente pecamos naquilo que mais nos daria glória, que é vencer o preconceito e ter de volta os direitos que nos são negados desde que o Brasil é Brasil.

Enquanto boa parte da população LGBT brasileira se manter calada e omissa, continuaremos sendo considerados CIDADÃOS DE SEGUNDA CATEGORIA, pois é isso que nós somos no Brasil.

Assista o vídeo:

Somos mais de 20 milhões de brasileiros gays no país, vamos fazer esse vídeo alcançar pelo menos 1 milhão de views??? Então vamos compartilhar o máximo que puder entre nossas redes sociais, e mostrar que nós gays fazemos mais que Parada Gay, também fazemos mobilizações em prol de nossa causa!!!

Por Leandro Lan:

))))))))))

Pois é, o Grupo Gay da Bahia (GGB) atua fortemente em prol dos LGBTs, e lançou mais um manual com orientações para os homossexuais que trabalham como profissionais do sexo no estado. O guia foi batizado de ‘Código de Ética para profissionais do sexo’ e, para ser elaborado, ouviram-se relatos de violência envolvendo travestis e gays que trabalham como garotos de programa em Salvador.

(Foto: Murau.com.br)

))) Pasme: Números da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal, colhidos através de um serviço de disque-denúncia (Disque 100), apontam que entre janeiro e julho deste ano a Bahia foi o segundo estado em números de casos de violência contra gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis. Das 630 ocorrências contabilizadas no período, São Paulo ocupa o primeiro lugar (18,41%), seguido da Bahia (10%), Piauí (8,73%) e Minas Gerais (8,57%).

Com relação aos homicídios, em 2010 o estado liderou o ranking da violência contra os homossexuais, com 29 ocorrências, contra 24 de Alagoas e 23 de São Paulo e Rio de Janeiro.

Muito triste saber disso, né? Pelo visto a tal publicação do GGB ser torna necessária.

Eu visitei o site deles e procurei a tal cartilha que contém dicas de utilização de acessórios, como brincos, sapatos e bolsas que possam representar perigo aos travestis e homossexuais que se prostituem na rua, até cuidados com algumas práticas sexuais que podem representar risco à saúde. Se ficou curioso(a), basta CLICAR AQUI e baixar.

E mais, existem várias outras publicações deles que podem te ajudar, lindeza! Então, clique aqui, bom download e boa leitura.

(Foto: Romildo Jesus/AE) 

Aconteceu ontem, em Salvador, a 10ª edição da “Parada do Orgulho Gay” da Bahia. 

A programação foi iniciada em torno das 15h, após um “esquenta” que rolou desde às 11h, em Campo Grande. 

Mais uma vez, o Grupo Gay da Bahia (GGB) levou a discussão sobre os direitos LGBT às ruas com shows e o desfile dos trios elétricos.

O tema deste ano foi brilhante: “Ser gay não é estranho, estranha é a homofobia”.

Fala aí, deu invejinha branca da criatividade dos baianos pra escolher o tema da Parada, né? E que dia lindo foi esse, Jesus? Aqui em Sampa choveu tanto e fez frio no dia da Parada desse ano… : (

Um relatório divulgado no final na segunda-feira, pelo GGB (Grupo Gay da Bahia) revela que 260 gays, travestis e lésbicas foram assassinados no Brasil no ano passado, um crescimento de 31,3% em relação ao mesmo período de 2009 (198 mortes violentas). Em relação aos últimos cinco anos, o aumento é ainda muito maior: 113%.

De acordo com o antropólogo Luiz Mott, um dos fundadores do GGB, o número de assassinatos “certamente é maior”. “Os nossos dados estão baseados em notícias de jornal, internet e relatórios enviados para o nosso grupo por entidades que defendem os direitos dos homossexuais, já que não existem estatísticas oficiais sobre este tipo de crime no Brasil”.

Fonte: UOL – Notícias

Leandro Madness Comenta:

)))Cadê a Revista Veja com aquela matéria de capa dizendo que o mundo Gay é lindo, maravilhoso e que os jovens de hoje não têm dificuldade em aceitar sua homossexualidade e nem sofrem preconceito?

Se esse índice continuar crescendo, esse ano morrerão mais gays, lésbicas e travestis. Inferno.

Clique AQUI para ler a notícia na íntegra.

“O GGB (Grupo Gay da Bahia) abre inscrições para os interessados em participar do tradicional Concurso de Fantasia Gay da Bahia, que chega este ano a sua 13ª edição.

Marcado para a segunda-feira do carnaval, 15 de fevereiro, o evento premiará as seis melhores fantasias, na categoria única de originalidade. Para o primeiro lugar, o prêmio será de R$ 4 mil. Um comunicado enviado pelo GGB esclarece que o concurso é aberto à participação de qualquer pessoa independentemente de sua orientação sexual.

Olha ela! Toooda trabalhada nos bordados..e a outra no Brilho!!! Ui que loucura!

Já o critério de escolha das melhores fantasias leva em conta beleza, elegância, simpatia, desenvoltura na passarela, postura, andar, exuberância e sensualidade de cada candidato (a). A entidade diz também que em caso de empate os jurados deverão avaliar a qualidade da fantasia, dos materiais utilizados e por fim o custo avaliado da vestimenta.

O evento tem apoio da Prefeitura de Salvador e será realizado a partir das 18h na Praça Municipal de cidade. O GGB disponibiliza a ficha de inscrição

Fonte: GNews.

Leandro Madness Comenta:

)))Geeeeeente! Fica aqui a dica do concurso carnavalesco pra você leitor que ama se fantasiar nessa época do ano!

Por falar em fantasia, isso me lembra uma matéria que escrevi pro TTNews ano passado dando dicas sobre fantasias de Carnaval. Vale a pena ler, ficou bem engraçada! Quem tiver curiosidade basta copiar e colar esse link no browser:

http://news.trocatroca.com/news.php?section=4&page=5

E clicar em:  “ArrasÔ! – Leandro A. em: Alô você! Acordaaaaa!”, primeiro item à esquerda. (todo esse trabalho pq não consegui linkar o endereço aqui, deve ser bloqueado!)

Só um adendo: Por favor, se você leitor ganhar o concurso e tiver se inspirado em alguma sugestão minha, quero uma porcentagem no prêmio! CLARO. rs

Aproveitando: Deixo meu beijo ao GGB aqui. Vocês arrasam sempre! E boa sorte aos concorrentes!