Até funcionário da CPTM pode agredir gays?

Publicado: 03/07/2012 por @peagapenalvez em Homofobia
Tags:, , , , , , , , ,

Homofobia na CPTM - Do Que Os Gays Gostam

Foto: Divulgação

A homofobia chega cada vez mais perto de mim. Ontem recebi com tristeza o relato de um grande amigo e irmão, Iran Fernandes, onde me conta como foi tratado por um funcionário da CPTM. O fato aconteceu faz um tempo e até agora a empresa não se manifestou quanto ao assunto. Isso só mostra o quanto até a CPTM não está preparada para respeitar a diversidade sexual.

Iran, um amigo e mais um casal formado por dois rapazes voltavam de um dia de trabalho, e como sempre usavam o Terminal Barra Funda para voltar para casa. Enquanto se despediam, o casal que dava seu último beijo ouviram ao longe funcionários da CPTM os xingarem.

Um dos rapazes disse: ‘Nossa é pra mim, porque to passando mal com a homofobia‘, porém o maior espanto foi o funcionário da CPTM levantar seu cassetete e ameaçar agredí-los. Iran também foi tirar satisfações com o funcionário que também o destratou, mas nessa hora [esperto meu irmão] conseguiu ver o nome do agressor.

Agora pergunto: A CPTM não é um orgão do governo que deveria tratar TODOS os usuários com respeito, e principalmente, sem agredi-los fisicamente ou moralmente? Que raios de cidade vivemos onde as pessoas nos tratam como deliquentes e doentes apenas por expressar nosso AMOR e CARINHO?

Será que não podemos nem mais usar os transportes públicos que somos alvos de pessoas intolerantes? Fico pensando que tipo de funcionários são contratados para servir a população e como será o treinamento deles, porque sinceramente, no quesito respeito esses não passaram.

Adoraria que a CPTM entrasse em contato e tomasse as devidas providências contra o funcionário em questão. Ainda não sei como meu amigo Iran fará com tal caso, mas já indiquei um advogado amigo meu para ajudá-los da melhor forma possível.

Recebemos a seguinte mensagem no twitter do blog, e até o momento não recebemos um e-mail de contato para enviar os dados solicitados.

comentários
  1. Vinicius disse:

    Nojo, DEFINE! Esse é o país que será cede de dois dos maiores, senão os maiores, eventos esportivos do mundo! A Copa e as Olimpíadas! Se os funcionários da CPTM não estão prontos para lidar com o publico diário que recebem como lidarão como estrangeiros? Quer dizer que não temos mais direitos? Que não se pode mais despedir-se? Um simples beijo virou alvo de agressão? Que país é esse? Que educação é essa? Sabemos muito bem falar que o Brasil é um país que aceita bem seus filhos, que respeita e blá blá blá, mas quando vemos casos como esse só posso pensar uma coisa: PAÍS DE HIPÓCRITAS! País de mentirosos! País que não respeita as diferenças! Espero realmente que a CPTM se retrate! Pois caso contrário, FAREMOS BARULHO!

  2. Olá Mayume, a CPTM resolveu flodar a própria Timeline com resposta a TODOS que falaram sobre o post.
    Entrei em contato com eles e aguardo um e-mail de contato para passar os dados que eles pediram.

    Obrigado pela ajuda.

  3. Guilherme disse:

    Depois de ter lido a matéria, vou começar a andar de bicicleta ou começar a andar somente de taxi. CPTM presta atenção ao dinheiro que vocês investem nestes ”funcionários”.

  4. Peagá e quem mais comentou: PARABÉNS pela atitude e gostaria de comentar uma coisa que me incomoda muito e espero estar certo. A CPTM comete um PECADO MORTAL E JUDICIAL até à partir do momento que ela dá funções e poderes além da função dos vigilantes terceirizados. O vigilante -caracterizado por uniformes pretos, azul ou cinza, cada um de uma empresa diferente atuando nas 6 linhas da CPTM- é pago e tem sua Carteira de Trabalho assinada como um VIGILANTE PATRIMONIAL, ou seja, alguém responsável pela segurança do patrimônio fixo e móvel (trens) da companhia.
    Aí, numa “eterna desculpa por falta de verbas para ampliar a vigilância operacional”, dá as funções do ASO -Agente de Segurança Operacional, o “marronzinho” ou “PF”-, que é FUNCIONÁRIO CONCURSADO -ou seja, mais caro pra cia. manter-, tem um treinamento AMPLO sobre diversos temas relativos a segurança e mantê-la de modo a utilizar a força como último recurso. Porém, também tem algumas falhas -como, o que chamo carinhosamente de “peças da herança maldita”, ou, os ASO’s que ainda vivem na década de 60/70/80, se achando Policiais Ferroviários Federais -e mesmo que fosse, não justifica- e que tem na visão da repressão, o exagero. Porém, são pouquíssimos.
    Torço que, apesar de não justificar, tenha sido um terceirizado, o que colocará mais um pouco na cabeça da direção da CPTM que “o barato sai milionariamente caro” pelos processos que serão gerados.
    Espero que consigam apurar e resolver esse caso da maneira correta, com dura punição.

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s