Minha mãe não me aceita. Já pensei até em suicídio

Publicado: 22/06/2012 por @peagapenalvez em Pergunte ao DQOGG
Tags:, , , , , , ,

Oi pessoal, sempre leio vcs e acho o blog muito legal.

Contei para minha mãe que sou gay, e ela está desolada. Só chora, não come e diz que preferia morrer. Está quase em depressão, e ela é a pessoa que eu mais AMO NESSE MUNDO! Estou com muito medo que aconteça algo com ela, será que vai passar? O que eu faço?! Pelo amor de Deus me ajudem!!!

Minha vida está muito dolorosa desde que contei a ela, não sinto vontade nem de estudar, nem de viver mais. Por favor me ajudem! Até pensar em viver como um hetero a vida toda, mesmo que não seja eu, eu já pensei. Também pensei em suicídio, acho melhor do que ver minha mãe sofrendo como está, será que ela vai melhorar e eu também?

Gustavo, 17 anos – Foz do Iguaçu/PR

Olá Gustavo. Nem sempre é fácil para uma mãe aceitar que seu filho é gay, muitas não estão preparadas e precisam de um tempo para digerir a ideia e muitas vezes a questão nem é só ‘medo do diferente‘ mas de tudo que a homossexualidade acarreta, como o medo de agressões físicas e verbais, entre outras coisas.

A melhor coisa é deixar que ela aos poucos entenda que a sua sexualidade não é algo que possa ser mudada, e querendo ou não ela precisa aprender a lidar com isso. Nem digo tanto lidar, mas compreender e respeitar já é um grande começo.

Minha tia também não aceitou meu primo durante um tempo, mas o coração de mãe falou mais alto e hoje é uma grande companheira dele. Convida o marido dele para passar alguns dias na casa dela e o adora. Como disse, tudo é questão de tempo.

Tentar ser hetero? Desculpe querido, sou completamente contra esse tipo de atitude, apesar de que quando era mais novo pensava da mesma forma que você, e olhe pra mim agora. Tenho um blog onde exponho minha vida e experiência no mundo gay e não tenho NENHUMA vergonha disso, até me sinto orgulhoso com esse trabalho.

Ninguém deve sacrificar sua vida em prol de outra pessoa, pelo menos não dessa forma. A sua felicidade é tão importante quanto a de sua mãe, e aposto que ela com o tempo perceberá que você é infeliz vivendo algo que não é seu, e isso também a deixará triste. Portanto, ao invés de fugir do problema o melhor mesmo é enfrentar.

Agora, sobre essa ideia de suicídio… TÁ LOUCO? Imaginou o sofrimento de sua mãe se você se matar? E dos seus amigos, parentes e conhecidos? Suicídio NUNCA é uma saída para nada, é covardia em enfrentar os problemas de frente e achar a melhor saída. Você é jovem e dará a volta por cima. Quando estamos no meio do olho do furacão tudo parece sem solução, mas conforme nos focamos as soluções aparecem. Calma e bola pra frente.

Calma que tudo se resolve. Quando temos 17 anos tudo parece que tem solucionar pra ontem, não temos a paciência necessária para olhar as coisas sobre outros ângulos e achar a melhor saída. Pense no que eu te falei com calma, sem pressa. Aposto que achará uma saída triunfal disso tudo.

Leia essa matéria especial com a Ritinha, leitora do blog, onde fala sobre ser mãe.

comentários
  1. x. disse:

    Eu acho que seria bom se vocês fizessem acompanhamento em especialista juntos, se a situação chegou a esta ponto…

  2. A ideia é muito boa X, valeu pelo comentário

  3. Ritinha Lima disse:

    Oh ! Gustavo você ficou doido? Não pense em besteiras não, sua mãe já sabia. Agora tudo que elas não querem é ouvir. Venho pesquisando esse comportamento, talvez fingindo que não sabe, você mude de ideia e volte a ser hetero?
    Ou, quem sabe sua mãe esteja somente com medo do mundo que lhe espera? Essa reação é comum, a maioria relata esse comportamento, conheço um menino que, sempre que vai falar, a mãe inventa que está tendo um ataque de hipertensão, ele até descobriu que ela não tem medicamentos e sim balinhas iguais a comprimidos. Ele é a cópia daquele personagem do André Gonçalves (Áureo), ainda assim a mãe dele não aceita ouvi que ele seja gay!

    Minha dica relaxe, seja paciente com sua mãe, não queira debater com ela sobre sua sexualidade agora. Já falou, então siga sua vida normal. Não é o momento de você querer sair saltitando por aí, seja discreto, ela vai perceber que você é o mesmo filho querido, que não mudou nada. Você continua igualzinho ao Gustavo do dia anterior da confissão.
    Depois ela vai entender que você não escolheu ser diferente, não optou por isso e, portanto necessita dos conselhos e do mesmo amor independente de ser gay ou hetero.
    Olhe um amigo fez uma copia do meu depoimento e deu para mãe dele. Ela leu e não está tão intolerante com ele, agora precisamos saber se a sua vai querer ler? De qualquer forma tente.
    Você pode também buscar ajuda em algumas ONGs em Foz do Iguaçu.

    Boa sorte e tenha calma.

    Ritinha.

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s