Chuto, caso ou continuo sem casar???

Publicado: 09/04/2012 por @peagapenalvez em Pergunte ao DQOGG
Tags:, , , , ,

Olá. Leio o site de vcs com muita frequência.

Eu tenho 30 anos e namoro um cara de 20. Estamos juntos há um ano e tenho certeza que ele me ama e vice-versa. Ele me compreende como ninguém jamais fez antes. É a pessoa que mais me conhece, e conhece até aqueles lados negros da gente, sabe? E mesmo assim me aceita. Ah, e o sexo é ótimo e farto.

Ele tem um emprego temporário e não fazia mais nada a não ser pensar na próxima balada ou no próximo show de divas gay, ler sobre elas ou usar MSN.

Consegui com muito custo com que ele começasse uma faculdade, para ter um futuro melhor. Eu já tenho um bom emprego, ja sou até pós graduado e uma carreira em ascenção.

Por outro lado, quando ele vem em minha casa (todos os dias), eu faço as compras, faço a comida e lavo a louça. Ele não lava nem o copo que utiliza (e a cada vez que vai beber algo usa um). Já conversamos várias vezes sobre isso, ele diz que vai mudar, nos primeiros dias me ajuda. Depois volta ao padrão.

Ele não ganha um grande salário, mas tudo o que ele ganha ele gasta em roupas de marca, tênis, óculos diferentes… e eu acabo pagando de tudo (almoços, baladas, viagens etc). Às vezes me sinto um trouxa. Aos poucos estou tentando barrar essa questão financeira, porque estou ficando endividado!

Nós falamos em morarmos juntos. Ele fala que vai contribuir com as despesas e com as tarefas domésticas. Devo confiar? O que eu faço? Chuto, caso ou continuo sem casar???

Obrigado!

Anônimo, via E-mail

Olá Anônimo.

Desculpe a demora da resposta, mas recebemos MUITOS e-mails e responder todos de uma vez é complicado, por isso adotamos a ordem de chegada. Hoje finalmente é seu dia!!! TODOS COMEMORA!!!

Situação complicada. Idade física nunca definiu maturidade de ninguém, até porque há muitos homens de 50 anos que tem mentalidade de garotos de 18, e vice versa. Só que no seu caso, seu namorado ainda vive no País das Maravilhas, onde a vida se resume a balada, roupas e divas, ainda bem que você o encaminhou para uma faculdade. Isso sim é um namorado que pensa no outro e o ajuda a crescer. Parabéns.

Sempre fui a favor de dividir as contas com qualquer namorado meu. Se em um dia não tinha a grana para cinema/restaurante/balada/viagem até deixava que eles pagassem, desde que na próxima vez que fizéssemos algum programa diferente eu pagasse tudo. Simples, educado e de bom tom.

Porque você não faz um ‘teste‘ com ele??? Poxa, se ele trabalha [mesmo que temporário] faça um acordo sobre poupar parte do salário para futuras eventualidades. Seja uma viagem inesperada, um jantar romântico em um restaurante bacana ou qualquer outra coisa. Verifique se ele consegue realmente guardar esse dinheiro.

Para evitar que você fique mais endividado, porque não cortar esses passeios??? Ou deixar que ELE pague o próximo, já que você pagou tantas outras coisas para ele, né??? Aposto que ele sentirá a diferença entre ficar em casa o fim de semana inteiro porque não tem grana. Sinta como ele reage quanto a isso.

Sem falar que se você continuar a ‘manter’  a relação ele nunca irá aprender as responsabilidades da vida real, e sempre necessitará de alguém para segurá-lo pela mão e fazer tudo por ele.

Como vocês ainda estão juntos há um ano, particularmente acharia prudente esperar mais um pouco para o tão sonhado casamento. Até porque ele ainda cai nos mesmos problemas que te irritam tanto, e se eles persistirem quando vocês morarem juntos se tornará uma bola de neve que você não irá suportar.

Por isso não recomendo que se casem tão cedo, espere um pouco. Não acho que você deva chutá-lo ou casar, apenas adie um pouco o plano até quando você achar que ele merece realmente um voto de confiança.

Beijos e Boa Sorte!!! Espero que tudo dê certo entre vocês. 

comentários
  1. ah, gente, por favor, é um menino, ele tá no direito dele de não pensar no futuro com o salário dele, agora sobre o copo d’água, se nos primeiros dias ele muda e depois deixa de fazer, pq o anônimo ai não reclama no mesmo dia que ele começa a repetir o mesmo padrão? outra coisa, se ele não quer pagar a balada do namorado, estabelece, antes de sair de casa, q ele não vai pagar, é simples. ele namora uma criança, então eduque a criança. simples.

  2. Junior disse:

    Olá Anônimo, olá Lê, olá Peagá.
    Concordo com Lê Foxx quando diz que o boy é um menino, pois está agindo exatamente como um. Porém discordo quando disse que é direito dele nao cuidar da grana; pode ser direito, mas não é sensato, e acredito que a sensatez pesa mais que qualquer outra virtude. Sou apenas dois anos mais velho que o boy do Anônimo, mas me viro muito bem desde os 18. Cuido da minha grana, do meu AP e quanto a forma de pagar pelos encontros… estou com o Peagá, sempre dividindo… equilibrando. Agora, ninguem precisa dizer que cabe a você Anônimo, como namorado, educar esse baby a fazê-lo pensar um pouco mais com a cabeça de cima, e lembrar que a fase de curtição desmedida está acabando… responsa é bom e faz bem a todos (mantém dente na boca, bolso cheio e aliança no dedo).
    Dá umas ameaçadas de leve, mostra como é bom guardar um pouquinho de grana pra gastar com quem tu gosta e não apenas consigo mesmo e fica puto quando não cumprir com as promessas (ex. lavar copos). Ele vai acabar mudando.

    Abraço aos três… O blog tá realmente muito maneiro.

  3. Pois é gente, namoro é complicado.
    Só enfatizo e defendo a parte do texto: ‘há muitos homens de 50 anos que tem mentalidade de garotos de 18, e vice versa’. Idade nem sempre é sinônimo de maturidade. Conheço realmente muitos caras com 50 que pensam como se fossem garotões, vivendo uma vida apenas de fervo e futilidades. Da mesma forma que garotos com 18 anos [ou um pouco mais] pensam, organizam e focam em outras coisas além disso.
    Acho que o Anônimo pode sim ajudar o namorado e enxergar que a vida é mais do que consumo desenfreado de balada, roupas e diversão. Tudo isso faz parte da vida, mas há outras coisas que devemos nos preocupar também, né???

    Adorei o pontos de vista de vcs, é bom sempre diversificar um pouco a forma de pensar e tentar ver as coisas por vários ângulos.

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s