Magno Malta afirma que estamos construindo um Império Gay

Publicado: 05/04/2012 por @peagapenalvez em Política
Tags:, , , , , , , , , , , ,

Senador Magno Malta

Não era de se esperar que o senador Magno Malta falasse mais de suas asneiras sem nexo. Agora  político afirma que nós, gays e lésbicas, buscamos a criação de um Império Gay no Brasil. De acordo com esse ‘digníssimo‘ não vivemos em um país homofóbico. Só falta afirmar que a o Sol gira em torno da Terra para mostrar o quanto ‘inteligente‘ ele é.

Tudo isso por conta do PLC 122 que tramita no Senado Brasileiro, que busca a criminalização da homofobia no Brasil, mas na mente distorcida do político buscamos proteção superior ao cidadão comum, e não um tratamento digno e igual aos demais brasileiros que é o objetivo REAL de tal projeto.

A realidade é que essa corja de fanáticos políticos religiosos não querem é tirar o direito de seus pastores de baixar o verbo na homossexualidade com seus discursos permissivos q qualquer outra coisa que não gere lucros para suas igrejas.

A mente desse ser é tão deturpada que não entende a real finalidade de um projeto que pretende PROTEGER gays e lésbicas. Leia o que ele pensa:

Se você não aluga seu imóvel para um homossexual, ou não aceita o ato afetivo de um casal gay, pega sete anos de cadeia. Se demite ou não admite um homossexual na sua empresa, cinco anos de cadeia. Eu posso não alugar minha casa para um negro, eu posso demitir um portador de deficiência, eu posso não admitir gestos afetivos de um casal heterossexual na porta da minha casa e pedir que eles se beijem em outro lugar, longe dos meus filhos. Mas, se eu fizer isso com um casal homossexual, um simples boletim de ocorrência me levará para a cadeia‘.

Acho que a única coisa que posso chamar ‘isso’, é de acéfalo. Não pretendemos, nem seremos, super cidadãos, mas apenas não queremos deixar de alugar um imóvel porque o dono é homofóbico. Não queremos ser demitidos porque nossos patrões julgam que a homossexualidade é errada. Se for para ser demitido, que a demissão não seja baseada em nossa sexualidade, mas em nosso profissionalismo!!!

Esse pronunciamento nada mais é que uma forma de tentar proteger outra pessoa, o Pastor Malafaia, que é processado por aconselhar os católicos em um dos seus programas a ‘baixar o porrete‘ nos LGBTs. É contro ESSE tipo de pessoas que buscamos proteção no Estado, que deveria ser LAICO, mas está infestado de carolas e pastores que esquecem que o Brasil é [ou pelo menos deveria] ser um país livre de líderes políticos que usam de seus cargos para disseminar o ódio aos LGBTs.

comentários
  1. Ritinha Lima disse:

    Eu vi primeiro a notícia desse Império. Não abro mão de ser candidata a Imperatriz!
    Esse senhor é Ex- tanta coisa que estou esperando ele assumir ser Ex- pensante. Falta do que fazer, eles sabem da repercussão e ignorância da população, ficam atormentando aos gays, até por que esse assunto ainda é Tabu. Eles ficam avacalhando como os gays e resumindo-os a promíscuos, pênis e anus.

    Na cabeça dessa gente, gay não trabalha, não estuda, não têm contas, responsabilidades, casa, família, assuntos para falar e etc.
    O problema maior é essa infestação religiosa na política.

  2. Robson Silva disse:

    Não podemos concordar com tudo o que diz este senhor, mas a bem da verdade, ele também tem o direito de defender seus pontos de vista. E já que os gays não querem (e não devem) abrir mão de seus direitos (o direito de se expressarem, inclusive), por que não respeitar o direito de expressão daqueles que não acreditam na “causa gay”? Isto já virou uma gerra ideológica, até parecida com o conflito árabe/israelense. E Não tem jeito. Os cristãos, em sua maioria, acham que o homossexualidade é sobretudo uma conduta opcional (por mais que tal premissa encha de cólera os gays) e recomendam, sobretudo, que os gays, assim como qualquer mortal vejam os mandamentos de Deus, não como sugestão, mas como uma obrigação a todos imposta. A Lei da Castidade, inclusive, que proíbe o sexo fora do casamento para os solteiros e o sexo extraconjugal, para os já casados. A parcela mais esclarecida da população que é homossexual, por sua vez, (sendo a maioria composta por ateus, agnósticos e simpatizantes de “seitas reencarnacionistas”), creem, que Deus jamais opinaria sobre assuntos ligados à sexualidade por que teria questões mais importantes a resolver. Com isso, essa briga sem fim continuará, até que um fato inusitado, venha por fim a essa arenga ridícula. Para os gays, os evangélicos são estúpidos, loucos, ignorantes. Os evangélicos pensam o mesmo a respeito deles. Mas quando os gays vão à mídia e emitem suas opiniões sobre o que pensam os evangélicos, e quando os evangélicos falam sobre o que pensam os gays, uns acabam por dar razão aos outros: a julgar pelo modo como ouvem, sou forçado a admitir: os dois lados estão certos. Queria ver pessoas lúcidas, de ambos os lados, num longo debate de idéias e não numa saraivada de impropérios mútuos que mais acirram os ânimos e evidenciam a cólera, de ambos os lados. Eu sou gay, sou cristão, e penso que tudo isso não passa de uma infeliz patacoada …

  3. M a r c e l o disse:

    Concordo muito com a Ritinha, esse modismo de política-religião é irritante mesmo, misturam muito as coisas e parece mais quererem fazer lavagem cerebral, a cada novo passo que damos contra o preconceito, aparecem mais falsos moralistas!

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s