Cientistas brasileiros avançam nos testes com planta brasileira para combater HIV e Câncer

Publicado: 29/03/2012 por @peagapenalvez em Go Health
Tags:, , , , , , , ,

Imagem do Vírus HIV

Cientistas brasileiros conseguem resultados promissores no combate ao câncer e HIV. Liderados pelos pesquisadores Luiz Francisco Pianowski, do Kyolab, e Amílcar Tanuri, da UFRJ, avançaram nos testes com moléculas isoladas da planta medicinal Avelós (Euphorbia tirucalli L). Essa é possivelmente a primeira vez que o Brasil submete um medicamento dessa natureza, obtido em solo nacional, aos rigorosos testes médicos para aprovação de uma nova droga.

Foram realizados testes com o princípio ativo AM12, voltado para o combate ao HIV, em peixes [zebrafish] para verificar os índices de toxicidade. Como já esperavam, a dosagem eficaz é bem inferior à dosagem tóxica.

Consideramos que a persistência de células infectadas de forma latente é a principal barreira à cura da infecção pelo HIV – hoje, consegue-se combater os vírus quando eles saem da célula infectada por multipicação, mas não os que continuam dentro das latentes [como parte integrante do cromossomo], ou seja, sempre permanece no organismo uma espécie de ‘reservatório’ do vírus nas células latentes, o que garante que a doença continue existindo naquele organismo. A expectativa é que o AM12, como chamamos nosso ativo, consiga agir exatamente nessas células latentes’, diz Pianowski.

A ideia é ativar o vírus latente apenas o suficiente para que seja possível destruí-lo. Nas duas primeiras fases da pesquisa, a equipe obteve sucesso em reativar os vírus latentes de HIV-1 em diferentes concentrações, com moderada toxicidade celular.

A proposta, segundo ele, é ativar o vírus latente apenas o suficiente para que seja possível destruí-lo (shock and kill). Nas duas primeiras fases da pesquisa, a equipe obteve sucesso em reativar os vírus latentes de HIV-1 em diferentes concentrações, com moderada toxicidade celular.

Nosso objetivo final é chegar a uma molécula que ative os reservatórios latentes do HIV, que em conjunto com a terapia antiviral posa levar à extinção de todo reservatório capaz de replicar e re-infectar o indivíduo. Esse feito pode levar o paciente HIV positivo a parar a medicação e ficar com sistema imune em boas condições ou, no melhor dos cenários, não necessitar mais de terapia antiviral’, complementa Pianowski

AM10, o princípio ativo voltado para o combate a diversos tipos de câncer e seus testes já passaram para testes com humanos. O próximo passo será diversificar as características dos pacientes que receberão o teste, para aumentar o escopo da pesquisa. O produto em questão induz a uma espécie de ‘suicídio celular’.

A Kyolab é uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de produtos farmacêuticos e cosméticos, com expertise em fito-medicamentos. Produz e padroniza extratos vegetais, isola e identifica substâncias ativas.

comentários
  1. Marcelo disse:

    Que maravilha! Tomara que esses testes avancem mais rápido e que realmente funcionem, seria um sonho! Parabéns pelo post

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s