Países islâmicos abandonam debate da ONU sobre LGBTs

Publicado: 09/03/2012 por @peagapenalvez em Direitos, Religião
Tags:, , , , , , , , ,

Os países da Organização de Cooperação Islâmica [OCI] deixaram na quarta-feira a reunião do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas para protestar contra a realização de uma sessão especial sobre os direitos de homossexuais e transexuais. Seus representantes simplesmente se levantaram enquanto o presidente do conselho, o embaixadora uruguaia, Laura Dupuy, dava início o debate.

O painel falou sobre as práticas discriminatórias baseadas na orientação sexual e identidade de gênero mas com a ausência da maioria dos países da fé muçulmana, que rejeitaram a discussão por ‘não reconhecerem‘ tais direitos. Eles acreditam que a orientação sexual não devem ser aceita como direitos humanos. Oi??? E o que deve ser aceito??? Homens bombas e o Terrorismo Islâmico que mata milhares de pessoas por ano??? As religiões ainda matam mais que qualquer doença, e muitas das Guerras que aconteceram no passado foram baseadas em ‘atos de fé’. DAORA AS RELIGIÕES, né??? +NOT!!!

O Paquistão resolveu intervir em nome dos membros islâmicos, a Mauritânia no Grupo Árabe, e Senegal, o Grupo Africano. Disseram que ‘a orientação sexual e identidade de gênero são novos conceitos que não têm base legal em qualquer instrumento internacional de direitos humanos‘, por isso não deve ser aceito como direitos humanos universalmente reconhecidos.

Eles acreditam que essa liberdade é contra várias religiões, só que a questão não é religião, mas sim DIREITOS HUMANOS!!! O Brasil não é o único país onde seus dirigentes colocam seus dogmas religiosos acima de qualquer coisa, esses países simplesmente negam direitos a sua população.

Conversei com um amigo que é muçulmano, ele me falou o seguinte:

‘Como o Alcorão é um livro que nunca foi modificado desde a sua criação (610 d.c.) e pelo fato de ser escrito num modelo erudito do idioma por meio de metáforas, isso dá brecha para que os homens que estão no poder deturpem a religião, transformando-a numa máquina de matar. Essa prática escrota faz com que as pessoas que seguem realmente uma religião que prega a paz e o amor ao próximo (o Islã), sejam rotuladas de assassinas, terroristas e extremistas, nos tornando alvo de preconceito’. Muçulmano Anônimo

Não houve apenas ato contra. O secretário-geral Ban Ki-Moon, que apoiou em um vídeo exibido nessa reunião. ‘Para todos aqueles que são gays, lésbicas, bissexuais ou transgêneros, deixe-me dizer que você não está sozinho. Sua luta contra a violência e a discriminação é uma luta comum, qualquer ataque em você é um ataque aos valores universais. Precisamos enfrentar a violência e descriminalizar as relações consensuais entre pessoas do mesmo sexo, proibir a discriminação e educar o público’, disse o secretário chefe da ONU.

A alto comissária dos Direitos Humanos, Navi Pillay. também falou descrevendo as atrocidades submetidas. ‘Temos relatos de gays atacados  mortos nas ruas. Lésbicas submetidas a estupros em massa, às vezes descritos como ‘estupro corretivo. Transexuais estupradas e apedrejadas até a morte, seus corpos estavam tão desfigurados que era quase impossível reconhecê-los.

Como pessoas podem pensar em não defender essas pessoas apostando nesse tipo de ‘religião‘??? Minha concepção de religiosidade ou é muito deturpada e estou errado em acreditar que Deus/Alá/Maomé/Jeová/Oxalá/Buda gostariam que seus ideais fossem deturpados.

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s