Websérie: BotoLovers aborda relacionamento a três

Publicado: 28/02/2012 por @peagapenalvez em Diversão
Tags:, , , , , , ,

Estreia hoje a websérie cômica chamada BotoLovers, focada na particularidade dos seus personagens e em seus diálogos rápidos com humor ousado e afiado. Botolovers é sobre relaciomentos contemporâneos, longe de julgamentos e com regras próprias, uma vida livre, maluca e colorida.

O projeto é incentivado pelo Programa Municipal de Fomento Cinema, através do edital de co-patrocínio de desenvolvimento de projetos de webséries.

A série conta a história de um casal de 3 pessoas, Naara, Patrick e João Eugênio que estão juntos há 2 anos, época que todo relacionamento começa ser questionada e os pequenos problemas e rotina começam a aparecer.

Aborda as situações cotidianas de um casal de três, e o estresse que isso gera já que nenhuma decisão é fácil quando é preciso um consenso, e é daí que surgem as situações cômicas da série. Já imaginou como deve ser dormir na mesma cama, ou fazer as compras para a casa??? Ou até mesmo ir a igreja ou dividir um banheiro.

Os meninos [lindos por sinal] são bissexuais e fico torcendo para ter cenas mais calientes [~apaga~]. Já Naara ainda é um grande mistério e será preciso um tempo para desvendá-lo.

Naara [Bárbara Bonnie]: É uma garota maluca de 22 anos ligada em esoterismo, interpretação de sonhos e energias da natureza. Faz terapia para tentar resolver seus dilemas existenciais. Atualmente sua nova meta de vida é ser estilista e para isso lança uma marca de camisetas com o símbolo do boto cor-de-rosa. [Ela é a sortuda de história. Quem não queria dois boys magia para si, hein?]

Patrick [Fábio Redkowicz]: É um aspirante a ator de 27 anos que nunca consegue trabalho. Sempre metido em confusão, Patrick só arranja bicos que acabam se revelando uma furada. Provocar e fazer piadas é sua forma, infantil e deturpada, de demonstrar afeto. [Particularmente conheço alguns caras assim].

João Eugênio [Thiago Carreira]: É um jovem sensível de 23 anos aprisionado em um escritório de telemarketing. Trabalha lá para descolar uma grana, mas dedica sua vida a ler livros de auto-ajuda e procurar em religiões estranhas um sentido para a vida, sempre sem sucesso. Carinhoso e cativante João Eugênio às vezes parece um menino que não cresceu. [Oun, esse dá vontade de pegar pra criar]

Assista a série clicando na imagem abaixo:

A direção é de Caroline Fioratti, formada em cinema pela FAAP e trabalhou na Gullane Filmes como integrante do Núcleo de Dramaturgia da produtora. Formigas, seu curta-metragem de estréia, percorreu festivais nacionais e internacionais e recebeu diversos prêmios.

A produtora Aurora Filmes, trabalhou em Carandiru, de Hector Babenco, O Ano que meus pais sairam de férias, de Cao Hamburger e As melhores coisas do mundo, de Laís Bodanzky também, mostrando que tem know how para produzir uma série de qualidade.

comentários
  1. Murilo Boto disse:

    Amei a ideia, ,as não é meio “Aline” (seriado da GLOBO)?
    Mas gostei mesmo, levando em consideração que meu apelido é Boto.
    Os dois se pegam também ou só se relacionam com a mina?

  2. Felp. disse:

    Adorei, mas como primeiro episódio acho que ainda não pegaram o “ritmo”. Ainda tá muito forçado, não está convencendo totalmente. O moço que rosa precisa de mais naturalidade. Acompanharei!

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s