Marcelo Serrado diz que não tem sofrido assédio gay

Publicado: 19/01/2012 por Leandro Lan em gay
Tags:, , , , , ,

Por Leandro Lan:

))))

Eu não assisto essa novela, por implicância ao autor, Guiguilete Marie, mas diz que o ator Marcelo Serrado, que interpreta o Crô, afirmou recentemente:”Engraçado é que eu tive assédio antes, durante a preparação. Depois do Crô, não tive nenhum assédio de homem.” 

(Montagem: Uol TV)

O ator comentou também que, antes da estreia da novela, foi a uma boate gay e  um rapaz perguntou à amiga que o acompanhava se podia chegar nele. A tal amiga do Marcelo respondeu que não porque ele era HT e a gay não acreditou, disse que o Marcelo tava olhando pra ele.

))) FICA A DICA: pedir pra amigos/as chegarem no boy é coisa de MARIQUINHA. Mas chegar no amigo/a do cara pra sondar o terreno é uma boa estratégia. Agora, esse papo da gay ficar indignada porque o Marcelo tava olhando pra ele. BITCH, PLEASE. Se for assim, qualquer pessoa que olha pra mim na rua ta querendo meu corpo…

Enfim, o tal do ator que faz o Crô afirmou ainda que seu lado feminino se manifesta em coisas banais, como medo de barata e de rato. “Acho que todo mundo tem alma feminina e masculina”, disse ele.

Eu também odeio barata e rato. Mas até aí, sou gay… kkkkkkkkk

Postei isso aqui mais pela oportunidade de exemplificar uma tentativa frustrada de caça na boate.

comentários
  1. Rafael disse:

    “Enfim, o tal do ator que faz o Crô afirmou ainda que seu lado feminino se manifesta em coisas banais, como medo de barata e de rato. “Acho que todo mundo tem alma feminina e masculina”, disse ele.

    Eu também odeio barata e rato. Mas até aí, sou gay… kkkkkkkkk”

    Comentários extremamente machista de ambas as partes, seu e dele. O fato de uma pessoa não gostar de baratas e ratos não o faz mais feminino. Simplesmente o faz uma pessoa com medo de ratos e baratas. E também tem essa coisa de “lado feminino”. Por que tem que haver um lado masculino e um lado feminino… Homens coçam o saco, porque, além da sociedade impor que um “macho” deva fazer, ele, o homem, tem um saco para coçar. Isso não caracteriza feminilidade ou masculinidade, sim necessidade física ou social.

  2. Leandro Lan disse:

    Sim… meu comentário foi machista..talvez porque vivo numa sociedade machista e sei bem que ter medo de ratos e baratas não é algo que se espera de um homem. “É coisa de gay ou mulherzinha”. Espera-se sempre que o macho da casa corra em socorro das donzelas em perigo e assassine tais bichos e/ou insetos.
    Claro que não acho certo ser “impedido” de ter medo por sermos homens, mas é assim que é…e foi por isso que fiz a piada.
    Se não gostou, sinto muito. Mas ela vai continuar bem ali onde se encontra.
    Beijos
    L^^e!

  3. Rick disse:

    Mas também, o personagem dele é tão forçado, tão caricato, caricato ao extremo, nunca conheci nenhum amigo gay que se comportasse como ele…. esse personagem deve estar é afastando mesmo os gays de perto dele do que aproximando….

  4. Riik disse:

    Rótulos dentro de rótulos, ninguém merece ..

  5. […] Marcelo Serrado diz que não tem sofrido assédio gay […]

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s