Quase 13% dos Gays franceses pensam em se jogar da Torre Eiffel

Publicado: 15/12/2011 por Leandro Lan em Go Health, Sexualidade
Tags:, , , , , , ,

Por Leandro Lan:

))))))))

Estou em “shock”! Acabei de ler um estudo, divulgado pelo Governo Federal Francês, que aponta: 12,5% dos gays  franceses já pensaram alguma vez em suicídio.

Como assim, amigos gays franceses? Por qual motivo? Vocês moram aí pertinho do Rio Sena e da Torre Eiffel!!!! Têm acesso à moda da alta costura. Saem saltitantemente fashions de casa para comer em Bistrôs e “perigam” encontrar a Amelie Poulan toda a vez que vão ao supermercado!

Cena do filme "Eu matei minha mãe" com Xavier Dolan e François Arnaud.

Enfim, não foram somente os gays entrevistados pela pesquisa, dos bissexuais masculinos, 10,1% tiveram esse tipo de pensamento. Quanto aos HTs, a proporção desses pensamentos cai para 3,2%.

E as nossas amigas, as mulheres? 10,8% das lésbicas pensaram em se matar. 10,2% das bissexuais femininas e 4,9% das heterossexuais tiveram pensamentos suicidas.

Gente, não pensem em botar fim em suas vidas! Se a coisa ta ruim, desesperadora… VENHAM MORAR NO BRASIL! A gente AMA os franceses. (Principalmente os atores daquele filme “Eu matei minha mãe”). Só pedimos a gentileza de tomarem pelo menos dois banhos ao dia. TODOS OS DIAS. Se não, seremos obrigados a pensar em suicídio também. (ou cometer homicídio de porquinhos franceses…).

comentários
  1. m disse:

    o françois arnaud e o xavier dolan (foto) não são franceses! eles são canadenses…

  2. Ritinha Lima disse:

    Pois é, ser gay na França não é mole não!

    Na França nos anos de 1935, usaram em longa escala uma técnica chamada Lobotomia, onde se pretendia rever ter o ‘ comportamento homossexual. ’ Os pais entregavam seus filhos para serem mutilados e transformados em dementes, tudo porque a homossexualidade era considerada distúrbio e doença mental.

    No documentário da GNT, um demônio neurocirurgião Egas Moniz usou a lobotomias para reverter à condição sexual dos gays. Tudo que ele conseguiu foi à ocorrência de efeitos adversos marcantes na personalidade e funcionamento social dos pacientes. Mesmo com a morte dos seus pacientes(6 % ) ele ainda ganhou um Nobel em medicina em 1949. Prêmio esse que nunca foi contestado.
    No documentário, também ficou claro que as famílias francesas dizem ‘aceitar’ seus filhos gays, porque não podem fazer outra coisa com eles. Uma mãe falou que: ”Seu filho era daquele jeito porque, ela não o educou direito.”
    Quem quiser rever o documentário o nome é “Sou gay e daí?” GNT.
    Hoje os franceses omitem essa técnica e sumiram com os anuários, livros e documentos da época desse crime contra a humanidade.

    A França foi o paraíso da liberdade sexual e libertinagem. Mas com a chegada da Igreja Católica Romana e com o poder dos bispos e cardeais cada vez mais influentes no poder, eles subverteram as crenças e o comportamento libertino do povo Francês, todos sabem que seus reis e rainhas despenhavam relacionamentos incestuosos, libidinosos e controversos, mas o puritanismo e a hipocrisia são somente com os gays.

    Opa! Eu escrevi quase um livro.. Esse documentário me deixou perplexa e triste, ah isso foi!

    Ah, nem vou brincar com esse lance de pular da torre, não concordo com o suicídio em situação alguma, quando alguém chega nesse estágio, é porque já ultrapassaram todas as alternativas de vencer o sofrimento.

  3. Nossa… Coitados. Mas, não vejo motivos para isso. Seria ótimo se o governo francês tivesse um programa “Aller au Brésil”. Todo gay que está depressivo, com esse pensamento, o governo manda para o Brasil. Iriamos adorar, e tenho certeza que eles não iriam mais pensar em suicídio.

    Se bem que, se atirar da Torre Eiffel, deve ser uma morte de luxo… rsrsrsrsrs (BRINCADEIRA)

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s