Meus desejos me fazem Bi?

Publicado: 09/12/2011 por Leandro Lan em Pergunte ao DQOGG
Tags:, , , , , , ,

“Não tenho atração por homens, nem penso neles isoladamente como objeto de desejo. Mas tenho muito tesão em ver o pênis, acho bonito e tenho vontade de chupar e de ser penetrado. Minha mulher curte a ideia e me deixa super a vontade. Sou bi?”

Anônimo por Formspring

Leandro Lan Responde:

))) Olha, não sou especialista em detectar Bissexuais. Meu Gaydar não é 100% nem pra gays… mas acredito que no mundo somos julgados pelas nossas ações, não pelos nossos pensamentos. 

Você diz que não pensa em homens isoladamente e nem tem atração por nenhum. Apenas sente desejo de chupar um pinto e ser penetrado. Talvez seja apenas um desejo/curiosidade sexual e não uma necessidade que terá o resto da vida.

Por definição, Bissexual é aquele que transa com homens e mulheres, mas não acho que transar com um cara uma vez vá te colocar nessa categoria, aliás, meu filho, pra quê se preocupar com isso? Você tem um desejo sexual, sua mulher não vê problema em permitir que você o satisfaça… então vai fundo (beeeem fundo!).

Relaxa e goza.... deixa pra se preocupar com rótulos depois, se precisar. (Foto: Getty Images)

Do mesmo jeito que não acho que um cara que transe com outro apenas por curiosidade seja gay. Não acho que se você chamar um homem pra transar contigo e sua mulher, por exemplo, fará de você um Bissexual… no máximo te chamaria de TARADO, mas Bi… não. kkkkk

Agora, se depois dessa experiência decidir que é melhor transar somente com homens, tu serás gay. Somente com mulheres = HT. E se resolver que o bom mesmo é transar com qualquer um dos dois (ao mesmo tempo ou não)… se tornará meu ÍDOLO Bissexual. rs

Bjuxxx,

L^^e!))).

Ou mande por Formspring

comentários
  1. Ritinha Lima disse:

    Bem, eu já comentei com o Lê sobre o post, não quero dar a minha opinião aqui sobre o anônimo aí. Não quero ser considerada preconceituosa, haja vista que não quero ser expulsa desse blog.
    Mas, adianto que sou muito avançada e considero essa civilização atual muito atrasada em relação à sexualidade.
    E os gays severos de mais com eles mesmo…

    Então vou comentar sobre os Egípcios e Hindus. Senta que lá vem história…

    Egípcios antes da chegada e interferência do cristianismo exerciam plenamente sua sexualidade.

    “O estudo do erotismo no Egito antigo é constituído por fontes escritas, representações de imagens e objetos encontrados nos túmulos dos funcionários e grandes senhores egípcios. A representação da vida sexual dessa civilização tem como caráter principal a sua cultura religiosa “pós-morte”. As pinturas, desenhos e escritos nos túmulos ligados a sexualidade tem como principal objetivo que aqueles momentos de prazer sejam levados para sua eternidade. Sem dúvidas, a maior fonte de nossos estudos está na Literatura do Antigo Egito, os poemas de amor, encontrados em escritos antigos2 relatam toda a sensualidade e romantismo de um pensamento sexual ligado à religião, a natureza e seus prazeres. Não é por acaso que em muitos escritos aparecem referências a deusa Hator, deusa da alegria, da beleza e do amor. A sexualidade está ligada a religião desde as suas origens e mitos da criação do mundo e do homem, como é o caso do Deus Atum e Osíris.”

    Os Hindus tinham uma visão libertaria sobre a sexualidade, até construíram um templo(Khajuraho) para expor de forma coesa a sexualidade, acabou sendo interpretada como perversão e ofensa religiosa pelos cristãos, mesmo o templo não tendo nenhum significado religioso.
    A legitimidade dos povos hindus, em minha opinião o sexo era visto com naturalidade: Sobre o templo, eles queriam deixar do lado de fora os preconceitos e libertá-las da hipocrisia sobre sexualidade. ”Todas estas representações estão fora das zonas sagradas dos templos, indicando que o visitante crente deveria tomar Deus como o ponto central da vida, mesmo quando existem assuntos normais da vida para tratar..”

    Adoro História antiga.

  2. Dinho da Mi disse:

    Me sinto na mesma situação do Anônimo. É complicado, mas na busca por aceitação agente acaba querendo se rotular como uma coisa ou outra. Mas um lance legal é ver que não está sozinho, que existem pessoas em situações muito parecidas com as nossas.

    Também sou casado, 38 anos, sempre muito romântico e tesudo, nunca pensei que um dia fosse me descobrir a fim de ver e sentir um cacete MUITO perto de mim. Mas percebi (percebemos) recentemente que o falo, o pau, é algo que me dá muito tesão, que gosto muito. Felizmente minha esposa e grande amiga se demonstrou totalmente sem preconceitos e até gostou disso tudo. Estamos felizes com a nova situação, já até experimentamos, juntos, o prazer de ter um outro amigo numa transa e aproveitar o que for possível juntos. Em alguns momentos entro numa nóia mas no final sempre me vejo tranquilo e me sentindo um sortudo, pois a pessoa mais importante para mim me apoia e está junto comigo nisso tudo.

    Amigo Anônimo, estabeleça seus limites juntos com sua mulher e curta a vida de forma a não se agredir física e emocionalmente e seja feliz.

    Relaxa e goza!

    Abraço,

    Dinho

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s