Problemas com a família: Tô pensando em me matar

Publicado: 04/10/2011 por @peagapenalvez em gay
Tags:, , , , ,

Suicídio NUNCA é a saída

Ei queridos do blog. E volta o cão arrependido. Depois de muito tempo volto a escrever para vocês. Enfim o assunto é o seguinte, minha família.

Ano passado assumi para meus pais, e eles falaram que iriam rezar para Deus em sua infinita sabedoria me ‘curar‘. Não creio nisso, porque ser gay não é doença. Passou-se muito tempo, e eu acreditei que todos tentavam se acostumar com a idéia, mas este ano estava namorando e por falta de cuidado ‘nosso‘ uma foto minha e do meu namorado (atual ex) foi parar no facebook. Começou a confusão! Um tio viu, e contou para um outro tio, e a família é muito religiosa. Armou-se um escândalo.

Uma ‘mafiosa’ de uma tia minha criou um dossiê! Pegou TUDO que eu ja postei no facebook, twitter e afins e a tal foto e mostrou tudo para minha mãe. Minha mãe me ligou e quase me matou por telefone, me humilhou, disse coisas que eu NUNCA esperava ouvir dela. Fiquei um caco, passei dias chorando, perdi a vontade de viver.

Fui conversar e eles me vieram com uma palestra de um padre lá. Uó. Assisti e não disse nada, porque fiquei sem ação. Disse para eles que não concordava com a opinião deles, que tinha ódio da minha tia e que eu acreditava sim que estava certo. Minha mãe me disse que eu não preciso estudar mais, e o máximo que serei é cabeleireiro (e se eu fosse? o que tem de mal? cada um escolhe fazer o que gosta!). Disse que eu só poderia usar drogas.

Sai de casa e me afastei deles. Vou la, mas nao fico muito dentro de casa, vou pelos amigos, familiares e meu irmão que amo muito. Apesar de tudo eu amo meus pais. Vou mais para não dar mais motivos para brigarem comigo.

Queria muito chegar lá e falar, eu sou gay e quem discorda que se f***. Mas eu penso nos meus primos, meu irmao e tios que não se importam com isso. No fim eu iria acabar desestruturando a família, causando brigas e separações. Não quero nada disso.

Queria ter a coragem de me matar, todo mundo sofria um pouco, quem quiser conviver com a culpa que conviva e no mais depois todo mundo esquece, so sentirá a falta. Não sei como fazer isso a não ser que eu (o problema) deixe de existir.

Muito obrigado pela atenção! Adoro vocês.

Marcus, via E-mail

Peagá Peñalvez responde:

Olá Marcus. Realmente sentimos sua falta, mas sabemos que as vezes fica um pouco complicado para ler sempre o blog. Entendemos, mas sempre que puder passe por aqui nem que seja para dar um simples ‘Oi’.

Primeiramente, não acho que se matar é uma saída para QUALQUER CASO. Inclusive escrevi um post sobre isso semana passada. Clique AQUI para ler antes de qualquer coisa.

A maior dádiva que temos é nossa vida e NUNCA podemos desperdiça-la por qualquer motivo. Se o problema são seus pais e a forma como te tratam, seria bom se afastar por um tempo e conviver com pessoas que pelo menos te compreendam, assim sua saúde mental ficará melhor, pelo menos até vocês aprenderem a conviver com isso. Se alguns dos seus tios e primos não ligam para o fato de você ser gay, é com eles que você tem que conversar, quem sabe eles podem interceder por você com seus pais, e aos poucos eles convivam melhor com isso???

Esse tipo de visão, ainda mais vinda de quem nos AMA é uma bomba para nossa estima, ainda mais quando ainda temos uma sociedade que nos intimida cada vez mais, mas SUICÍDO NUNCA SERÁ A RESPOSTA.

Como disse no outro post, nem toda família está preparada para ter um filho gay, principalmente quando são religiosos, mas acredito que as vezes é uma forma que Deus [ou destino se preferir assim] mandou para ensinar alguma lição a eles, e até mesmo a você. Conviver com as diferenças, tolerância, respeito, amor incondicional entre tantos outros aprendizados que necessitamos.

Se você deixasse de existir como seriam as coisas??? Quantas pessoas sentiriam sua falta, ou a culpa que seus pais iriam sentir com isso??? Por mais que eles não entendam sua sexualidade, eles tem amam, e você os ama. É esse o tipo de amor que você sente por seus pais, dando a eles de presente A MAIOR DOR QUE OS PAIS PODEM TER??? Perder um filho NUNCA É FÁCIL.

Acho que seus pais precisam de um tempo para entender mais sobre homossexualidade, e você precisa dar um tempo maior para eles. Meu primo teve problema com os pais deles [ao contrário de mim], mas com o tempo minha tia entendeu, aceitou e hoje meu primo até leva o marido para a casa dela. Ela mora perto do Quiosque da Cris em São Vicente, e sempre que vamos para lá, vai a praia conosco e adoro o ambiente gay da barraca. Juro mesmo. Ela aprendeu, porque seus pais não podem??? Detalhe: Minha tia NUNCA deixou de amá-lo.

[PS~> Sua tia merece umas porradas, mas deixe que a vida se encarrega das merdas que fez. Tudo que fazemos para os outros volta 3 vezes mais forte para nós, sejam coisas boas ou ruins.]

[PS2~> Aprenda a não colocar mais fotos que sua família não goste, para não dar o que falar. Se alguém te marcar em uma foto assim, vá lá e desmarque.]


Ou clique AQUI

comentários
  1. Cármen Machado disse:

    Marcus,lutar sempre, suicídio não é a solução. A oportunidade de tua realização como ser humano, ao lado de quem tu amares, com total liberdade, no futuro seria posta no lixo com uma atitude extrema.
    Dá tempo ao tempo, é claro que sofrer pelo preconceito familiar dói, mas amadurece. Imagina onde estaríamos nós, mulheres, negro(os/as), deficientes físicos,judeus todos discriminados ao longo da história da humanidade se a busca pela aceitação passasse pelo suicídio. Não há avanço na morte, apenas estagnação. Busca tua liberdade de amar a quem quiseres a unhas e dentes, mas , para lutar, tens que estar vivo. A homossexualidade incomoda pela coragem de ser livre, de ser quem se é, os outros gostando ou não. A família é importante mas, quem realmente ama não desacredita o filho, o sobrinho, o neto… por causa de sua opção sexual. Apoia-te em pessoas que realmente te gostem do jeito que tu és, ok.

  2. W. disse:

    concordo com a cármen. TUDO na vida tem solução. e outra se eles nao te dão valor… ok muitos outros te daram. Te indico um otimo filme sobre isso “prayers for bob’ otimo filme ate jah foi comentado aki no blog.

  3. Oi gente…
    Mais uma vez obrigado pela ajuda…
    Não pude responder mais cedo pois estava na faculdade.
    Eu realmente sei que suicídio não é a melhor das opções, mas no dia deu tudo errado e a cabeça tava muito cheia, culminando com o incidente de no meio de tudo isso o meu namorado me largou pois não teve coragem suficiente para enfrentar toda essa situação com minha família.
    Hoje eu já não estou mais com essa pessoa que não deu o valor que eu merecia e graças a Deus eu nem penso nele mais, é uma página virada.
    Enfim, só tenho a agradecer pois saber que alguém está aí para nos ouvir é sempre muito bom.
    Eu sumi um pouco mas estou de volta e com tudo. A vida é linda e vamos viver. Toquei o FO***-SE pra minha família. Meus pais não acessam as redes sociais, e para os demais digo o seguinte: “Não quer ver estrela, não olhe pro céu.”. Estou evitando fotos, mas não deixo de postar momentos nas baladas nem com meus amigos.
    Bem pensar naqueles que me amam realmente antes do post já tinha raciocinado isso, prova é que ainda tô vivo né?! kkkkkk’
    Brincadeiras à parte, hoje estou bem comigo mesmo e com minha vida, sou independente e vou viver e buscar minha felicidade. Expresso meus sentimentos e com certeza não deixo em momento algum de apoiar a luta da comunidade gay pelos nossos direitos. (É uma das coisas que fui acusado de fazer por parte da minha família, segundo eles Deus também não aceita quem defende o pecado.).
    Queridos muitíssimo obrigado e sempre estou aqui, quando aparecer algum ‘boy’ disponível podem mandar meu ‘link’, to aceitando inscrições. hehehe
    Beijão seus lindos!
    =)

    PS~> Carmenzita muitíssimo obrigado tá? Vale muito a opinião de quem tá de fora do assunto e enxerga tudo por um ângulo que permite ver todos os lados. Obrigadão! =)

  4. Hey W.
    Obrigado pelos conselhos, já assisti “Prayers for Bobby” e é um ótimo filme. Sempre que vejo me emociono muito pois a mãe do Bobby se parece muito com a minha na questão da aceitação e oração pra poder ‘curar’ a homossexualidade. Pena a tragédia no meio do filme.
    Já pensei em mandar o filme em DVD por correio para que minha mãe assista. Seria uma boa idéia? Obrigadinho mais uma vez…
    =)

  5. alguem avisa pro marcus que tem genti peor do que ele e nem por isso suicida!

  6. Nossa, a Carmen arrasou.
    Falou TUDO.

  7. Querido, fico feliz que tenha superado o acontecido.
    Isso mesmo. Bola pra frente, o importante é crescer com ser humano, e com o tempo sua família será mais de boas.

    BEIJOOOOOOS

    [PS~> NÃO SOME]

  8. Marcus, esse filme tem uma mensagem MUITO FORTE sobre o amor.
    Hum… acho que seria uma ideia interessante, o problema é sua mãe pensar que você tem vontade de se matar, etc. Ai ela pegará mais no seu pé ainda.
    Talvez um filme mais ameno para começar, né???
    Vou pensar em algum e te falo depois.

    BEIJOOOOS

  9. Verdade Peagá…
    Vai que ela muda pra minha casa?
    MEDINHO! hehehe
    Pense em algo e me conte…

    PS ~> Nao vou sumir… Tô ali no twitter sempre.. kkkk

  10. Gabriel, tô me matando mais não….

  11. lok disse:

    Marcos, no seu texto você disse não ter coragem suficiente para se matar. Na verdade a coragem é necessária para viver. Você teve coragem suficiente para permanecer vivo e não desistir de lutar. Também acho que a dor e a culpa que seus pais sentiriam seria imensa.

  12. Zheos disse:

    Eu admito que já pensei em como seria a vida dos meus pais sem mim, mas nunca pensei em suicídio, apenas sumir mesmo, sem que eles tivessem mais notícias de mim.

    É bom saber que você está superando isso Marcus, pois esse é um processo lento e demorado, portanto não desista da sua vida e saiba que sempre terá ajuda, próxima ou distante, para superar todos os obstáculos da vida ^^

  13. Lok, Zheos, Obrigadinho pelas palavras…
    Bom saber que tem sempre gente disponível para ajudar…
    Enfim, vamos viver tudo que há pra viver… Vamos nos permitir…
    Tenho estado numa alegria de viver que só vendo…
    Pra quem estava mal há um tempo atrás nem precisa dizer…
    Por isso só tenho a agradecer a esses anjos aqui do blog… O Leandro e o Peagá… Tá pra nascer homens mais atenciosos com seus leitores que esses dois…
    Muito obrigadinho
    ^^

  14. Gente, relendo o que escrevi até dá vontade de rir…
    Quando escrevi, foi há um tempinho atrás, e estava mesmo muiiito mal…
    Mas alguns anjos apareceram em minha vida não é? Então tudo está ótimo.
    Eu só queria compartilhar com vocês sobre esse drama…
    Eu sou tachado de dramático pelos meus amigos, e ver minhas palavras escritas assim realmente deu pra ver e sentir o drama. Tadinho de mim se a Globo me encontra. rsrsrs
    Brincadeiras à parte li uma frase e queria compartilhar: “O segredo da felicidade é escolher a comédia e largar o drama…” Autor Desconhecido
    Beijooos Meus alunos me esperam
    ^^

  15. Zheos disse:

    Dificil eu acatar essa frase Marcus, pois eu sou um ficwritter(escritor de contos da net) e adoro drama e não sei fazer comédia XD

    Mas enfim, apenas saiba de algo: ” Dê tempo ao tempo… As coisas sempre seguem o percurso que devem seguir.” Zero

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s