Dica de Filme: Shelter – De Repente Califórnia

Publicado: 30/09/2011 por @peagapenalvez em Cinemão
Tags:, , , , , , , , ,

Por Jader Plano B

Eu nunca havia assistido ao filme Shelter inteiro, sempre parava na metade, nos primeiros 15 minutos, via algumas cenas aleatórias e etc., mas até essa semana o filme não passava de “mais um dos filmes que eu ainda tenho que assistir” e para a dica de filme dessa semana resolvi falar sobre Shelter, já que eu tinha que assisti-lo e ainda tinha que escrever uma dica para vocês, ou seja, reuni o útil com o agradável.

Antes mesmo de escrever sobre o filme de Jonah Markowitz, eu peço que vocês não confundam com o suspense Shelter, de Mans Marlind e Bjorn Stein, que contava com Julianne Moore e Jonathan Rhys Meyers no elenco principal. Este é outro filme, que foi lançado aqui com o mesmo título original do filme de hoje.

O longa Shelter foi lançado aqui no Brasil como “De Repente, Califórnia” e conta com direção de Jonah Markowitz. O drama/romance GLS conta a história Zach, um cara normal, com uma namorada, uma família, uma vida. Zach vive para sua família, principalmente para educar e cuidar de seu sobrinho, já que sua irmã é um tanto ausente (e bastante carente) e seu pai é alcoólatra. Uma das únicas diversões do protagonista é surfar e passar tempo com seu melhor amigo, Gabe, que mora na parte rica de Malibu.

Os 15 primeiros minutos do filme são chatos, de verdade, mas a trama começa a esquentar quando o irmão de Gabe, Shaun, volta à cidade por uma temporada. Neste momento que somos apresentados ao primeiro drama de Zach, seu talento. Não que o talento do rapaz seja um drama, e sim o que ele não faz com ele. Zach sonha em estudar artes, mas não pode sair da cidade e deixar seu sobrinho sem uma presença masculina e, além disso, sem cuidados de um responsável.

Zach aprendeu a se privar de tudo que queria, até o dia que surge o primeiro beijo com Shaun e a chama do desejo – e do amor – acende na dupla. Mas Zach nunca sentiu atração por outro cara, pelo menos isso é o que Jonah Markowitz tenta passar no enredo do drama. E agora, como o personagem vai lidar com sua família, sua vontade de estudar artes em outra cidade e seu amor por Shaun?

Logo no final da trama, outro fator surge para que todos os planos de Zach comecem a dar errado, mas surge o elemento surpresa e tudo acaba bem.

Shelter, ou “De Repente, Califórnia” é um bom filme, não só pela beleza de Trevor Wright e Brad Rowe (principalmente Brad Rowe! Que se lançou como objeto de desejo em “Billy´s Hollywood Screen Kiss”, em 1998), mas sim belo delicadeza com que Markowitz narra a trama. Sem confusão, sem preconceito, sem ser clichê.

A diferença entre Shelter e a maioria dos outros filmes gays, é que aqui tem final feliz, mas dizer que tudo acaba bem, não é um spoiler e sim um alívio, para sairmos para procurar o nosso Shaun por Malibu.

Acesse o blog do Jader Plano B

comentários
  1. danielsorlandi disse:

    Super indicação, é um belo filme. Assistam.

  2. fael disse:

    Esse filme é realmente maravilhoso.
    é um conto de fadas gay … rs
    Assistam!

  3. Ritinha Lima disse:

    Esse filme é lindo!

  4. Riik disse:

    Perfeeeito esse filme, amo d++ !! Recomendo tbm =D

  5. Roberto disse:

    Adorooooooo esse filme! Meu conto de fadas gays!!!!

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s