Posts com Tag ‘religião’

Facebook Do Que Os Gays Gostam

Engraçado como são as coisas. Dia desses um amigo meu, o @Manicomio, mandou um link do Facebook sobre um religioso que estava falando asneiras sobre o Kit Escola Sem Homofobia [chamado pejorativamente de Kit Gay] e a homossexualidade, e infelizmente não pude comentar nada no tópico porque não faço parte do círculo de amigos do tal William. Logo depois disso, um outro amigo meu, o @PedroLC também entrou na discussão. Sabe que nem precisei falar nada? Eles mesmo falaram TUDO que o talzinho precisava ouvir.

Agora você deve imaginar que ambos são gays, né? Muito pelo contrário, os dois são heteros! Muitas vezes pensamos que a maioria das pessoas são homofóbicas ou não aceitam a homossexualidade, mas são exemplos assim que mostram que as coisas tem mudado e que o futuro pode sim ser algo melhor para tod@os.

Leia a discussão entre William, Manicômio e Pedro no Facebook AQUI!

Para quem quiser seguir os dois, basta se jogar! Os dois são uns fofos e vale a pena!  

Igreja Inclusiva Gays GostamNão existem apenas fanáticos no mundo religioso, sempre gosto de dizer isso nos posts onde aborda religião aqui no blog. Tanto que um ex-seminarista e uma pastora [hetero] criaram uma igreja inclusive chamada Monte da Adoração.

Aloísio Junior sentiu a necessidade de criar uma igreja inclusiva após procurar uma igreja católica para uma ‘cura gay’. Tornou-se seminarista, mas cansado de se esconder resolveu viver sua religiosidade de outro maneira após namorar um homem e não ser mais aceito perante a entidade religiosa.

O, agora, reverendo Júnior inaugurou sua congregação na semana passada em um culto com 50 fiéis e conforme falou, 30% deles são gays ou lésbicas.

O Conselho de Pastores Evangélicos de Bauru caiu matando em cima do Reverendo Junior dizendo que ele prega uma mentira, corrupção e pedofilia. Como se esses defeitos de caráter fossem exclusivos de gays e lésbicas, né? Adoro quando um pastor fala sobre corrupção, já que boa parte das igrejas ludibriam suas receitas. Vide casos de grandes pastores como Bispa Sonia e Pastor Waldomiro que tiveram problemas com a justiça. #chatiaDÍZIMO.

O Bispo de Bauru completou dizendo que não vê necessidade em uma igreja inclusiva para gays e lésbicas, já que não estamos excluídas das igrejas? Oi? Não estamos? Desculpe, não frequento um lugar que diz que a minha forma de amar é errada, que sou um corrupto e pedófilo. Isso ~É~ uma forma de excluir as pessoas.

Apesar de ser cristão, não sou católico ou evangélico. Sou espírita e estou  muito feliz por escolher esse caminho pra mim e sei da importância que uma religião faz para as pessoas. Católico, Evangélico, Espírita, Umbandista, Budista… isso não importa, o que importa é sentir-se bem com a sua espiritualidade.

Tem de tudo nesse mundo, inclusive pessoas como essa Pastora Evangélica que diz ter ido ao inferno SEIS VEZES e visto gays e narcotraficantes ardendo nas fornalhas do demônio.

Não sou contra nenhuma religião, até porque todos temos direito a livre crença em nosso país e cada uma acredita naquilo que quiser e convém.

Todas as religiões tem dogmas/cerimônias/cultos/missas bonitos e importantes, inclusive a religião evangélica com seus louvores que são realmente muito bonitos, mas não entendo o que leva uma pessoa a fazer tais afirmações. Até porque, nos compara com narcotraficantes, ou seja, agora somos criminosos.

Desculpe, nem sei o que dizer, apenas que estou estarrecido DEMAIS com esse vídeo!!!

Assistam e comentem!!!

Organizações educacionais e, também, algumas ligadas a direitos humanos, querem que o ensino religioso nas escolas públicas do país seja restringido. E, para tanto, entraram formalmente na discussão do Supremo Tribunal Federal, que analisa a constitucionalidade de artigo do acordo entre o Brasil e Igreja Católica, de 2010.

Tudo para  proibir as políticas do Rio de Janeiro e, principalmente, a do governo de São Paulo, que prevê que o ensino religioso do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental seja dado junto com os outros conteúdos da grade.

De acordo com as entidades, os Estados infringem a Constituição. Em São Paulo, um dos princípios feridos é o de que o ensino religioso deve ser optativo. Se acontecer como no acordo firmado entre Igreja e Governo, o conteúdo será espalhado e o aluno não terá a opção de não assisti-lo.

A Santa Sé defende que o ensino religioso deve se restringir a exposição de práticas e da história das religiões, mas para as cinco entidades que se puseram contra o acordo, a restrição precisa ser mais ampla, vetando, por exemplo, as aulas em conjunto com as demais matérias.

Ainda não há previsão para o debate jurídico, mas espero que aconteça logo e que seja desfeito esse acordo absurdo entre a Igreja Católica e o Governo brasileiro! Cada um tem o direito de acreditar na religião que quiser, na que melhor lhe fizer. Obrigar crianças e adolescentes a assistirem aulas de catolicismo é DESRESPEITO.

Assinar acordo para implantar educação contra homofobia nas escolas, nada, né?

 

 

Os países da Organização de Cooperação Islâmica [OCI] deixaram na quarta-feira a reunião do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas para protestar contra a realização de uma sessão especial sobre os direitos de homossexuais e transexuais. Seus representantes simplesmente se levantaram enquanto o presidente do conselho, o embaixadora uruguaia, Laura Dupuy, dava início o debate.

O painel falou sobre as práticas discriminatórias baseadas na orientação sexual e identidade de gênero mas com a ausência da maioria dos países da fé muçulmana, que rejeitaram a discussão por ‘não reconhecerem‘ tais direitos. Eles acreditam que a orientação sexual não devem ser aceita como direitos humanos. Oi??? E o que deve ser aceito??? Homens bombas e o Terrorismo Islâmico que mata milhares de pessoas por ano??? As religiões ainda matam mais que qualquer doença, e muitas das Guerras que aconteceram no passado foram baseadas em ‘atos de fé’. DAORA AS RELIGIÕES, né??? +NOT!!!

O Paquistão resolveu intervir em nome dos membros islâmicos, a Mauritânia no Grupo Árabe, e Senegal, o Grupo Africano. Disseram que ‘a orientação sexual e identidade de gênero são novos conceitos que não têm base legal em qualquer instrumento internacional de direitos humanos‘, por isso não deve ser aceito como direitos humanos universalmente reconhecidos.

Eles acreditam que essa liberdade é contra várias religiões, só que a questão não é religião, mas sim DIREITOS HUMANOS!!! O Brasil não é o único país onde seus dirigentes colocam seus dogmas religiosos acima de qualquer coisa, esses países simplesmente negam direitos a sua população.

Conversei com um amigo que é muçulmano, ele me falou o seguinte:

‘Como o Alcorão é um livro que nunca foi modificado desde a sua criação (610 d.c.) e pelo fato de ser escrito num modelo erudito do idioma por meio de metáforas, isso dá brecha para que os homens que estão no poder deturpem a religião, transformando-a numa máquina de matar. Essa prática escrota faz com que as pessoas que seguem realmente uma religião que prega a paz e o amor ao próximo (o Islã), sejam rotuladas de assassinas, terroristas e extremistas, nos tornando alvo de preconceito’. Muçulmano Anônimo

Não houve apenas ato contra. O secretário-geral Ban Ki-Moon, que apoiou em um vídeo exibido nessa reunião. ‘Para todos aqueles que são gays, lésbicas, bissexuais ou transgêneros, deixe-me dizer que você não está sozinho. Sua luta contra a violência e a discriminação é uma luta comum, qualquer ataque em você é um ataque aos valores universais. Precisamos enfrentar a violência e descriminalizar as relações consensuais entre pessoas do mesmo sexo, proibir a discriminação e educar o público’, disse o secretário chefe da ONU.

A alto comissária dos Direitos Humanos, Navi Pillay. também falou descrevendo as atrocidades submetidas. ‘Temos relatos de gays atacados  mortos nas ruas. Lésbicas submetidas a estupros em massa, às vezes descritos como ‘estupro corretivo. Transexuais estupradas e apedrejadas até a morte, seus corpos estavam tão desfigurados que era quase impossível reconhecê-los.

Como pessoas podem pensar em não defender essas pessoas apostando nesse tipo de ‘religião‘??? Minha concepção de religiosidade ou é muito deturpada e estou errado em acreditar que Deus/Alá/Maomé/Jeová/Oxalá/Buda gostariam que seus ideais fossem deturpados.

Por Peagá Peñalvez

O padre da paróquia de Nossa Senhora da Conceição, ao sul da Espanha, impediu um batizado ao descobrir que o padrinho era gay. A família levará o caso aos tribunais.

O padrinho, amigo da família, e casado já há um bom tempo, já que mora na Espanha e lá existem leis que garantem esse DIREITO a qualquer cidadão.

 Dolores Muñoz, a mãe da menina de 6 meses disse que a família e os padrinhos cumpriam todas as normas requeridas pelo sacerdote quando levaram a documentação.

Perguntaram se pais e padrinhos estavam batizados e confirmados. Depois se todos estávamos casados e respondemos que sim. Nunca pensamos que teríamos que avisar que ele era casado, mas com um homem. As normas, ele cumpria‘, disse.

O padre Manuel García não aceitou o batismo, e ainda disse que aceita batizar a menina desde que escolham outro padrinho.

Os pais enviaram uma carta ao arcebispo da província de Jaén e nesta quinta-feira denunciaram publicamente, com uma associação de homossexuais, o caso que definem como discriminatório. Para o espanto dos pais, o arcebispo respondeu a carta dizendo que um padrinho católico precisa ter uma vida ‘congruente‘.

Estuprar coroinhas, ou manter relações com outros homens sem que a sociedade saiba é ter uma vida congruente??? Não, isso é ter uma vida de HIPOCRISIA, e acredito que a religião católica é mestre nesse tipo de atitude.

Respeito. É pedir muito???

Publicado: 12/12/2011 por @peagapenalvez em Homofobia
Tags:, , , ,

Por Peagá Peñalvez

De vítima a algoz. O que o fanatismo religioso mostra

Em pleno século 21, gays e lésbicas ainda convivem com o desrespeito e descaso de boa parte da população brasileira, que além de fazer vistas grossas aos direitos que temos, nos agridem não apenas fisicamente, mas com palavras e ações, principalmente alguns líderes religiosos.

Vamos pensar um pouco??? Interessante esse preconceito vir de um grupo de pessoas que até pouco tempo atrás eram alvo de preconceito. Se você tem mais de 20 anos, deve lembrar vagamente como os evangélicos eram tratados.

Nos anos 80, ‘início’ das congregações evangélicas no Brasil todos eram vistos como um olhar bem severo pela ‘maioria católica’ [de fachada] de nosso querido país hipócrita. Diziam que sofriam lavagem cerebral, eram ‘roubados’ através do dízimo e que vendiam uma casinha no céu.

Não interessa se isso é verdade, só quero mostrar uma faceta da alma humana, a de que o oprimido assume o papel de algoz assim que tem parte do poder em suas mãos.

É isso que acontece com a atual bancada evangélica de nosso país. Aos poucos conseguiram cargos na política brasileira e mudaram a forma como eram vistos. Eles estão errados em almejar algo melhor para sua comunidade??? Acredito que não, mas também não podem impor seus dogmas religiosos para o restante da população.

Aqui no DQOGG já falei muito sobre religiosidade e fanatismo religioso, mas sempre deixando bem claro que não generalizo quando falo sobre evangélicos. Conheço MUITOS evangélicos, todos conhecem sobre minha sexualidade e me respeitam mesmo assim, inclusive em minha família há diversos evangélicos, até minha madrinha que é pastora de uma congregação na Inglaterra. Todos me tratam com amor, independente se amo homens ou mulheres. Eles aprenderam a verdadeira mensagem.

Acho apenas que nós gays também precisamos de representantes no governo. Não nos unimos para isso. A maioria está mais preocupada nos músculos a criar na academia, na balada do fim de semana ou naquele boy que conheceu em algum site de caça.

Enquanto parte dominante da população gay se preocupa com futilidades, os grupos religiosos tomam conta daquilo que um dia foi um Estado Laico. Vamos deixar isso acontecer??? Não sei. Só posso falar por mim nesse caso, mas gostaria que todos pensassem o que fazem a esse respeito.

Será preciso que cada gay e lésbica desse país sofra algum tipo de agressão para levantar a bunda da cadeira e começar a fazer algo a respeito??? Até quando seremos levados pela política do Pão e Circo???

Samuel 16:7

Olá, sou o Anderson e gostaria de fazer uma pergunta com relação a minha sexualidade.

Estou namorando um homem, mas tenho medo de me assumir e minha família não me aceitar, até por que em minha família a maioria são evangélicos, eu mesmo já ate fui evangélico.

Anderson, via Formspring

Peagá Peñalvez responde:

Olá Anderson, quando nosso familiares tem alguma religião que recrimina a homossexualidade [quase todas recriminam], não que complique assumir-se mas é um pouco mais TENSO, né???

Primeiramente tente avaliar os prós e contras assumir para sua família nessa fase de sua vida. Você não nos informa quanto anos tem, no caso de ser muito novo [menos de 18 anos], indico segurar um pouco mais até que tenha uma certa independência, porque se não aceitarem e o convívio ficar complicado, o melhor mesmo é sair de casa e seguir sua vida.

Falo isso de ser independente, porque conheço homens e mulheres que depois de se assumirem eram mal tratados em casa, suas vidas eram vigiadas, etc. Em casos mais extremos sofreram agressões [um foi estuprado pelo irmão] e outros até colocados para fora de casa com uma mão na frente e outra atrás.

No caso de seus familiares serem religiosos, dependendo de como vêem a religião fica MAIS TENSO. Se forem daqueles bem fanáticos, fica COMPLICADO DE VERDADE. De qualquer forma, tente conversar com eles sobre homossexualidade. Como quem não quer nada, manja??? Conte o caso fictício de um menino na sua escola/clube/trabalho/etc que se assumiu gay e veja o que eles reagem.

A maioria dos meus tios e tias são evangélicos, inclusive a minha madrinha [e de meu outro primo também gay. Sortuda, né???] que eu AMO é pastora de uma igreja na Inglaterra e, independente de sua religiosidade, nos respeita como pessoa e nos AMA acima de tudo. ISSO É FAMÍLIA.

Acredito que todo mundo, em especial os FANÁTICOS RELIGIOSOS, deveriam pensar nos ensinamentos de Jesus, que resumindo se define com apenas uma palavra: AMOR.

Ou clique AQUI

Tenho 19 anos, e acima de tudo, tenho medo de me tornar uma pessoa que não sou, de trair minha religião e envergonhar minha família, por isso estou em constante dúvida da minha sexualidade. Já é um pouco tarde para ainda estar indeciso, gostei de mulheres, porém ultimamente (há 4 anos mais ou menos) tenho sentido mais atração por homens. O medo é também porque eu não sentia isso antes, não dessa forma como é agora.

Sobre isso, essas são minha principais duvidas:
Está certo isso? Começar assim do nada? É possível eu ter me tornado gay? Eu sei que nascemos assim, mas se for possível eu ter me tornado, talvez também seja possível destorna-se.

Gosto da minha religião e não consigo entender por que algo tão natural assim é tão perseguido e condenado pelas pessoas e também pela Biblia. Ok, aqui depende muito da interpretação de cada um, pois muitos livros abordam o caso de maneira diferente ou nem abordam. No fim, a Bíblia não quer dizer nada, pois até o demônio usou as palavras dela para tentar Jesus, sempre fazendo algo errado parecer certo.

[Por ser um pouco longo o e-mail e suas perguntas serão divididos em partes conforme a temática das dúvidas do Nemo]

Nemo, via E-mail

Peagá Peñalvez responde:

Olá Nemo. Nossa menino você estava bem inspirado quando mandou seu e-mail, hein??? Por isso vamos por partes, porque são diversas dúvidas e se responder tudo de uma vez acho que você ficará com o cérebro embaralhado.

Concordo com você quando diz que não quer se tornar uma pessoa que não é, de trair sua religião ou envergonhar sua família, e saiba que ser gay não faz nada disse que você tem medo. Pelo contrário, quando você assumir sua sexualidade para si mesmo será mais sincero com você do que já foi durante sua vida inteira.

Sobre trair sua religião, não sei ao certo de qual religião você é, mas posso resumir o maior ensinamento que Deus passou através de Jesus, que é o AMOR. Por que o AMOR tem que ser exclusivamente entre homem e mulher??? Sinceramente não sou a favor disso, acredito que exista o VERDADEIRO AMOR entre pessoas do mesmo sexo, basta ter a sorte de achá-lo.

Quanto a envergonhar sua família, aposto que você faria isso se fosse uma pessoa mau caráter, inescrupulosa, que faz mal às outras pessoas. Isso seria uma vergonha para seus familiares, não sua sexualidade. É até engraçado você falar sobre isso, porque essa semana estava em meu Facebook falando sobre o dia do orgulho hetero, e meu pai me mandou uma mensagem dizendo ser contra esse dia, e admirar o trabalho que faço aqui no blog. Poxa, quer coisas mais MARAVILHOSA que escutar isso de seu pai??? Estou envergonhando ele de alguma forma??? Olha que coloco minha cara para bater em cada resposta a leitor, em cada matéria que comento e ainda mais quando coloco situações que aconteceram comigo.

Sobre a sexualidade, ela não começa do nada. Começa a se desenvolver quando somos ainda novos, mas ela não pode ser moldada para hetero ou homo como algumas pessoas pensam, nascemos assim. Portanto ninguém escolhe ser gay. O que pode ter acontecido em seu caso é você ter se reprimido tanto, mas tanto que chegou uma hora que seu inconsciente não aguentou mais e finalmente libertou esse seu lado. É a mesma coisa que acontece quando não consegue mais comportar líquido, ele transborda. Já li alguns livros sobre esse assunto de ‘segurar‘ determinadas coisas até não aguentar mais, e quando a coisa se libera não há mais jeito de segurar. E a propósito, não acredito em EX-GAY, acredito em pessoas que se anulam com medo da sociedade mas seu tesão por pessoas do mesmo sexo continua lá, preso.

Desde que o mundo é mundo as pessoas são intolerantes com o que é diferente, o ser humano tem um defeito enorme de não se colocar no lugar das pessoas. No caso da Bíblia não é diferente, ainda mais que ela é toda escrita em parábolas, dependendo MUITO da interpretação de cada um, e sabemos que há diversos níveis de intelecto e de cultura, ou seja, de interpretações que unidos a boa oratória [aprendida] de padres e pastores leva ao ‘gado‘ a segui-los cegamente. Não sou contra a religião, mas sou a favor da fé, que é completamente diferente.

Pense apenas de uma forma, melhor você se tocar que é gay agora, com 19 anos, do que com 60 e ter perdido boa parte de sua juventude vivendo uma mentira e sendo infeliz.

CONTINUA >>>

Ou clique AQUI 

Família Religiosa. Como faço?

Publicado: 21/07/2011 por @peagapenalvez em gay
Tags:, , , ,

Olá, meninos! Tudo bem? Espero que sim! Sou veterano no blog, não é a primeira vez que entro em contato com vocês! Adoro blog e vocês também.

Bom gente, há exatamente 20 minutos atrás, tive uma discussão com os meus pais sobre homossexualidade. Minha mãe chegou toda animada da missa dizendo a opinião do padre sobre homossexualidade…adivinhem? O padre disse que essa DOENÇA não entrava na cabeça dele e que os pais deveriam vigiar seus filhos para que eles não andem com esse ”tipo” de gente porque vão deixar se influenciar e outras asneiras.

Só sei que todo esse discurso me irritou de uma tal forma – e acredito que a vocês tb [sim, e muito] – que eu não consegui ficar calado. Meus pais? ÓBVIO que concordaram em gênero número e grau, a minha mãe em partes, sabe, até porque ela trabalha em escola e convive com gays, agora o meu pai não… ele realmente acha que pessoas de família e com educação não são gays, sabe? E ainda disse que é completamente contra!

A questão é, fui criado por uma família católica e dentro da igreja, venho me afastando por questões institucionais mas minha fé não está nada abalada, eu sei separar Deus da instituição, e a minha visão dele é muito diferente da visão que o sacerdote e que a igreja em geral impõe! Me assumi a pouco tempo para alguns amigos e para mim mesmo, é claro! E sei o quanto vai ser difícil para os meus pais se depararem com a minha homossexualidade, porque querendo ou não, uma hora eles vão saber! Só sei que com essa discussão, fiquei um pouco desanimado comigo, com a religião, com a situação no geral e é por isso que estou mandando esse email! Como posso lidar com isso? Me sinto tão impotente, parece que piso em ovos sabe? É uma sensação tão esquisita…

Beijos a todo e obrigado! (=

David, via E-mail

Peagá Peñalvez responde:

Olá David, realmente você sempre nos manda e-mails com dúvidas. É isso mesmo, quando tiver alguma, pode mandar que respondemos com muito gosto.

Complicado viver em uma casa onde seus próprios familiares não te aceitam, e ainda fingir que está tudo bem. Ainda mais em uma família religiosa como a sua e com um padre desses torrando a paciência.

É assim que a Igreja quer que você seja. Um cego, que não questione para onde é levado.

Não entendo como padres, que DEVERIAM ser pessoas mais esclarecidas teimam em acreditar que a sexualidade possa ser opção. Poxa, quem em sã consciência escolheria viver a margem da sociedade, com medo de mostrar quem realmente é, ou até mesmo de demonstrar seus sentimentos na rua correndo o perigo de ser agredido ou morto??? Não sou padre, MUITO MENOS CATÓLICO, mas a única coisa que posso dizer com relação a isso é que a minha concepção de Deus, é MUITO diferente da deles. Não sei se é a certa, só sei que é isso que eu sinto, e fé é assim: Sentir e Acreditar.

A melhor forma de lidar com tudo isso é tentar abordar o assunto, abrir a mente de seus familiares sem se expor muito, pelo menos por enquanto. Com o tempo você sente como eles lidariam com a sua sexualidade, apesar de que eles não tem que lidar com ela, e sim você. Se você sentir que a ideia de ter um filho gay não será muito bem recebida, está na hora de você juntar suas roupinhas e seguir a sua vida sem dar satisfação. Na SUA casa, com as SUAS regras e SUA liberdade.

Pronto, falei.

Follow @peagapenalvez

Ou clique AQUI

 

 

 

 

 

 

 

“Primeiro quero deixar claro q adoooooro o seu blog a um tempasso e sempre gostei das suas respostas e sou seu fã.

Sempre quis fazer uma pergunta, mas nunca tive um real motivo, até que um tempo a trás tava conversando com uma amiga que é bem religiosa, ela também tem um blog e acabamos chegando ao assunto Homossexualidade. Ela me disse q a igreja não era contra a gente blá blá blá e todo aquele teatro todo que o pessoal de algumas igrejas dizem para não parecerem preconceituosos. Até que ela me disse que ser gay tanto era opção que ela no blog dela conversou com vários gays (por volta de uns 40) e eles disseram que eram gays porque eram carentes ou sofreram desilusões amorosas com o sexo oposto e que não havia amor num relacionamento entre pessoas do mesmo sexo… Vê se pode!

Então quer dizer q todo gay do mundo é assim, não por nascença, mas por serem mal amados e carentes? 

Eu queria saber sua opinião sobre a resposta dela, de sermos carentes e não sermos capazes de amar, e sobre a postura que a igreja (principalmente católica) tem em relação a homossexualidade (e os LGBT’s em geral)”.

 Gabriel Silva, 15 anos. De Mossoró – RN

Leandro Madness Responde:

)))Oi, Gabriel! Primeiro: quero deixar claro que como você não disse de qual dos meninos do blog tu é fã, resolvi assumir que era de mim e estou respondendo tua pergunta! rs. Então, obrigado pelo carinho! E arrasou na sua primeira pergunta!

)))Segundo: Como você bem disse essa coisa de optar ser gay, deve ser exclusividade dessas 40 pessoas que ela entrevistou.

Quem em sã consciência escolheria ser recriminado, hostilizado e ridicularizado por amar alguém do mesmo sexo?

)))E, oooooooooi? Alguém se torna gay por carência?

Se há uma coisa real nessa nossa vida gay é que existe mais promiscuidade do que amor. Se alguém vira gay por carência, merece uma visita urgente ao terapeuta.

)))Ser gay por causa de um trauma com mulheres?

Não existe uma alavanca de liga delisga. Quem é gay nasce gay. Se demora pra assumir isso ou não, são outros quinhentos!

Estranho, mas até pode acontecer. Só que assim, que eu saiba ser gay implica em gostar de homens, sentir atração, querer beijar, transar… Se um cara não sente esse tipo de desejo, não é gay. Por mais decepcionado que alguém esteja com uma mulher, não creio que viraria gay se não rolasse um desejo por alguém do mesmo sexo.

Na real, não dá pra julgar. Não dá pra saber se é verdade ou mentira dessa sua amiga sobre os entrevistados.

O blog dessa guria deve ser sobre religião, talvez esses leitores entrevistados tenham problemas com sua sexualidade e tentam encontrar solução na religião.

O importante é lembrar que 40 pessoas não são nada representativas para o mundo gay.

)))Somos muitos. Cada um diferente do outro.

Existe gente com vontade de amar e ter um relacionamento sério. Que pensa no futuro e sabe que o amanhã costuma ser solitário, quando se está mais velho e tanto o corpo quanto a aparência não são tão favoráveis no mercado da fast foda.

E claro, existem muitos gays que só querem saber de trepar e pronto.

)))Tanto evangélicos quanto católicos, em sua maioria, recriminam os gays e pensam que nossa sexualidade é opção, má criação familiar ou safadeza mesmo. Sua amiga é só mais uma dessas.

O que fazer sobre isso?

Seja você mesmo. Seja o melhor que puder, mas antes de tentar provar o contrário pra esse povo ignorante, priorize A SUA felicidade. Nada de entrar num relacionamento sério com alguém que não te faz feliz só pra mostrar a sua amiga que gay é capaz de amar.

Bjuxxx,

L^^e!))).

Ou clique AQUI

De acordo com o portal UOL, os gays chineses, considerados doentes mentais até 10 anos atrás, são hoje vítimas de processos que supostamente “curam” sua orientação sexual, em forma de tratamentos e remédios considerados uma fraude tanto pelos “pacientes” como pelos sexólogos.

Em um país no qual ainda se discrimina os homossexuais, estes continuam escondendo sua condição a suas famílias até o ponto de se casarem para evitar os rumores, por isso que são suas esposas as primeiras a recorrer ao tratamento.

Na China, a homossexualidade foi considerada uma doença mental até 2001, quando começaram a surgir clínicas privadas para tratar aqueles que expressavam seu desejo de mudar de orientação.

Chineses num point de pegação gay.

Os gays, que sofreram violentas perseguições na Revolução Cultural (1966-76) junto com “minorias”, como intelectuais, artistas, professores, comerciantes e religiosos, podiam assim evitar a prisão e submeter-se ao tratamento.

Desde os anos 1950, esses “tratamentos” usavam descargas elétricas para frear as fantasias sexuais, e injetavam hormônios e, outro tipo de torturas, mas “nada funcionou”.

Cerca de 80% dos mais de 30 milhões de gays chineses sofrem de depressão e pânico devido a sua condição, por isso que o mercado potencial para estas curas fraudulentas é alto, como mostrou uma primeira e infrutífera tentativa de desembarque em 2007 por parte do movimento americano “ex-gay”, muito vinculado à cura mediante a iluminação religiosa.

Dois anos depois foram lançadas cápsulas médicas para curar o homossexualismo, cujos benefícios se desconhecem embora prometem modificar 100% a orientação sexual.

Segundo as pessoas entrevistadas para esta matéria, o que falta na China é mais informação e educação entre a sociedade e na imprensa para frear a discriminação que ainda existe.

Fonte: UOL

Leandro Madness Comenta:

)))Melhor do que reclamar é olhar pro umbigo do outro… Né? Nosso Brasil ainda tem muito que avançar, mas não somos TÃO atrasados assim.

Tratamento de choque pra impedir que se pense em outro homem? Remédios? Gente pagando consultas de R$ 46 só pra conversar com médico por achar que é errado ser gay. Casar, ter filhos, tudo pra esconder da família e sociedade a sua orientação sexua?l!!!

Pois é, absurdo. Mas não acontece só na China, né?

No mundo inteiro a gente vê pessoas tentando se curar da homossexualidade. E charlatões, em cultos religiosos ou consultórios médicos, atestando curar essa “doença”.

Já diz o ditado: “Nós somos o nosso pior inimigo”. Os gays chineses, e do mundo todo, além de não se aceitarem, acabam piorando suas vidas buscando curas e aceitando ‘ajuda’ de pessoas de má fé. 

 Triste.

 Nota de rodapé: Homossexualidade já foi considerada doença mental por definição no livro de diagnósticos dos psiquiatras. O que tem um fundo de verdade, né? Pq toda gay que eu conheço é louca! Principalmente as que não querem casar comigo! Há! Ok, vou parar de fazer “aloka”. Fui.

Por Peagá Peñalvez

A presidente Dilma Rousseff além de suspender o Kit Escola Sem Homofobia, disse que assistiu a um dos vídeos e não gostou. Não aceito propaganda de opções [sic] sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas”, afirmou. Ainda disse que o governo defende a luta contra práticas homofóbicas. “O governo pode, sim, ensinar que é necessário respeitar a diferença e que você não pode exercer práticas violentas contra os diferentes.

“É uma questão que o governo vai revisar, não haverá autorização para esse tipo de política de defesa A, B ou C. Agora, lutamos contra a homofobia.”

Não importa quantas desculpas a Sra. Dilma arrumar para colocar o Kit Anti-Homofobia no armário, TODOS sabemos que o real motivo dela ter colocado o kit de escanteio foi a bancada evangélica e católica ameaçar de apoiar investigações contra o Ministro Palocci, que teve seus bens duplicados em tão pouco tempo.

OI??? Que diabos de políticos [evangélicos, católicos ou qualquer outra] são esses que VENDEM o seu apoio sobre algo que sabem ter coisa errada, em troca de tirar de circulação o kit??? Realmente são “ÓTIMOS” políticos, que ao invés de lutar por uma política transparente, escondem os erros do Ministro em troca de favores religiosos. Sim, isso é favor religioso.

Essa guerra entre Gays e Políticos não é nada além de mais uma GUERRA RELIGIOSA, Santa Inquisição ou como preferir, que ao invés de defender os DIREITOS dos cidadãos, defendem os interesses de suas igrejas, congregações em um país onde o Estado [deveria] ser laico.

O problema é que o número de representantes que temos na política é ínfimo perto dos números de evangélicos na politicagem do Congresso. Eles [infelizmente para nós] sabem se unir e colocar seu representantes no topo das coisas, enquanto NÓS GAYS estamos preocupados com a baladjeenha do sábado, quem é gostoso ou não, ou se a Lady Gaga lançou clipe novo, enquanto deixamos os nossos interesses serem decididos por pessoas como o Deputado Bolsonaro, que querendo ou não deixamos chegar ao poder. Fato.

Ou nos unimos como um bloco, ou seremos dispersados na porrada por um grupo de religiosos com seus ternos caros, pagos ou pelos 10% do dízimo, ou pelo salário de vereador, deputado, senador…

Follow @peagapenalvez

Jesus salva a TODOS

Olá galera !

Primeiramente quero parabenizá-los pelo blog , tenham certeza que estão ajudando muita gente.

Tenho 20 anos e moro em curitiba, sou filho único e sempre soube que era gay, mas sempre vivi enrustido. Tive uma criação rigorosa pois meus pais são evangélicos protestantes.

Eu me aceito, e meus pais “fingem” que não sabem, e quando passa alguma matéria na TV falam coisas absurdas, e eu fico quieto, pois ainda não tive coragem e dizer que sou gay. Tenho uma vida muito boa, sempre tive de tudo, e tenho medo de perder contando que sou gay, e os amo muito para dar uma decepção dessas!

Atualmente estou apaixonado por um garoto e nos vemos as escondidas, e sonho de levar meu namorado para almoçar conosco, viajar , e conheçer toda minha familia… mas é um sonho “impossível“.

Será que nós gays estamos cometendo um pecado tão grande? Eu só queria ser feliz do jeito que sou, com alguém do meu lado.

Thiago, 20 anos.

Peagá Peñalvez responde:

Olá Thiago, tudo bom??? Cara, geralmente assumir para a família é o mais complicado para alguns gays, e no seu caso tem o agravante deles serem evangélicos, o que dificulta MUITO MAIS.

Você nos diz que eles “fingem” que não sabem, né??? Que tal você entrar neste fingimento todo deles e ser você mesmo??? Se eles já sabem e só não comentam a respeito, entre neste teatro todo e viva a sua vida da forma que você quer. Se o problema seria levar o seu namorado na sua casa, LEVE-O. Ok, apenas diga que é um amigo e pronto.

Sei que é complicado ficar escondendo sua sexualidade para os familiares. As vezes queremos dividir um pouco de nossas alegrias e tristezas com eles, porém pense com mais calma se vale a pena contar para eles. As vezes é melhor nãp contar e deixar por isso mesmo entende??? Pra que complicar a sua vida, se você sabe que eles não vão entender???

Leve em consideração que você tem muitas regalias, e que talvez se você contar isso tudo acabe. Você está preparado para passar por isso??? Eu diria para você tornar-se independente primeiro, para depois contar alguma coisa. Porque se eles não aceitarem e a situação ficar MUITO RUIM, você pode sair de casa e não perder a sua vida.

Não acho que a homossexualidade seja pecado. Nem pequeno nem grande. Deus ama a todos nós, da forma como somos, e nossa sexualidade não interfere em nada com o nosso “passaporte” para o CÉU. Acredito que Deus pouco está ligando se somos gays ou heteros, e sim se somos pessoas boas. Aliás, o que é pecado mesmo??? Desculpe, mas não acredito muito nisso. Sou kardecista e acredito que nossas ações terão consequências, que serçao pagas nesta, ou em outras vidas… e com as sucessivas encarnações vamos nos tornando espíritos melhores.

Muita força nessa hora. Não se precipite.

Beijo

Ou clique AQUI

O urologista norte-americano Michael Eisenberg, da Universidade da Califórnia em São Francisco, se dedicou a traçar o perfil de homens que nunca sentiram o gostinho do sexo. Segundo sua pesquisa, existem 1,1 milhão de homens virgens só nos EUA. Eisenberg disse que, aqueles que frequentam igreja assiduamente e preferem não ingerir bebidas alcoólicas tendem a passar anos e anos sem dar uma.

Em outra ponta estão os que apresentam menos chances de continuarem virgens. São eles os militares e os detentos. O motivo seria o longo tempo que essas pessoas passam ao lado de outras (muitas vezes do mesmo sexo) em um espaço reduzido. Falando em etnias, os afrodescendentes representam o maior número de iniciados.

Ainda, de acordo com o pesquisador, homens gays são 11 vezes (isso mesmo, 11 vezes) mais propensos a se manterem virgens do que heterossexuais.

Fonte: MixBrasil

Leandro Madness Comenta:

)))Oi? Tudo isso de virgens nos EUA? Militares e Detentos apresentam menos chances de permanecerem virgens? Os negros perdem o selo mais cedo?

Gente, terei sonhos eróticos por décadas com esses dados. Que pesquisa é essa?

O pior de tudo foi: “homens gays são 11 vezes  mais propensos a se manterem virgens do que heterossexuais.”

Ooooooooooooooi? Como assim? Eu estou fadado a permanecer virgem pra sempre? Me recuso! Eu fui virgem um dia, deixei de ser, e depois de tanto desuso, voltei a ser de novo. Será que me contabilizaram nessa pesquisa? Só pode!