Posts com Tag ‘religião’

Facebook Do Que Os Gays Gostam

Engraçado como são as coisas. Dia desses um amigo meu, o @Manicomio, mandou um link do Facebook sobre um religioso que estava falando asneiras sobre o Kit Escola Sem Homofobia [chamado pejorativamente de Kit Gay] e a homossexualidade, e infelizmente não pude comentar nada no tópico porque não faço parte do círculo de amigos do tal William. Logo depois disso, um outro amigo meu, o @PedroLC também entrou na discussão. Sabe que nem precisei falar nada? Eles mesmo falaram TUDO que o talzinho precisava ouvir.

Agora você deve imaginar que ambos são gays, né? Muito pelo contrário, os dois são heteros! Muitas vezes pensamos que a maioria das pessoas são homofóbicas ou não aceitam a homossexualidade, mas são exemplos assim que mostram que as coisas tem mudado e que o futuro pode sim ser algo melhor para tod@os.

Leia a discussão entre William, Manicômio e Pedro no Facebook AQUI!

Para quem quiser seguir os dois, basta se jogar! Os dois são uns fofos e vale a pena!  

Igreja Inclusiva Gays GostamNão existem apenas fanáticos no mundo religioso, sempre gosto de dizer isso nos posts onde aborda religião aqui no blog. Tanto que um ex-seminarista e uma pastora [hetero] criaram uma igreja inclusive chamada Monte da Adoração.

Aloísio Junior sentiu a necessidade de criar uma igreja inclusiva após procurar uma igreja católica para uma ‘cura gay’. Tornou-se seminarista, mas cansado de se esconder resolveu viver sua religiosidade de outro maneira após namorar um homem e não ser mais aceito perante a entidade religiosa.

O, agora, reverendo Júnior inaugurou sua congregação na semana passada em um culto com 50 fiéis e conforme falou, 30% deles são gays ou lésbicas.

O Conselho de Pastores Evangélicos de Bauru caiu matando em cima do Reverendo Junior dizendo que ele prega uma mentira, corrupção e pedofilia. Como se esses defeitos de caráter fossem exclusivos de gays e lésbicas, né? Adoro quando um pastor fala sobre corrupção, já que boa parte das igrejas ludibriam suas receitas. Vide casos de grandes pastores como Bispa Sonia e Pastor Waldomiro que tiveram problemas com a justiça. #chatiaDÍZIMO.

O Bispo de Bauru completou dizendo que não vê necessidade em uma igreja inclusiva para gays e lésbicas, já que não estamos excluídas das igrejas? Oi? Não estamos? Desculpe, não frequento um lugar que diz que a minha forma de amar é errada, que sou um corrupto e pedófilo. Isso ~É~ uma forma de excluir as pessoas.

Apesar de ser cristão, não sou católico ou evangélico. Sou espírita e estou  muito feliz por escolher esse caminho pra mim e sei da importância que uma religião faz para as pessoas. Católico, Evangélico, Espírita, Umbandista, Budista… isso não importa, o que importa é sentir-se bem com a sua espiritualidade.

Tem de tudo nesse mundo, inclusive pessoas como essa Pastora Evangélica que diz ter ido ao inferno SEIS VEZES e visto gays e narcotraficantes ardendo nas fornalhas do demônio.

Não sou contra nenhuma religião, até porque todos temos direito a livre crença em nosso país e cada uma acredita naquilo que quiser e convém.

Todas as religiões tem dogmas/cerimônias/cultos/missas bonitos e importantes, inclusive a religião evangélica com seus louvores que são realmente muito bonitos, mas não entendo o que leva uma pessoa a fazer tais afirmações. Até porque, nos compara com narcotraficantes, ou seja, agora somos criminosos.

Desculpe, nem sei o que dizer, apenas que estou estarrecido DEMAIS com esse vídeo!!!

Assistam e comentem!!!

Organizações educacionais e, também, algumas ligadas a direitos humanos, querem que o ensino religioso nas escolas públicas do país seja restringido. E, para tanto, entraram formalmente na discussão do Supremo Tribunal Federal, que analisa a constitucionalidade de artigo do acordo entre o Brasil e Igreja Católica, de 2010.

Tudo para  proibir as políticas do Rio de Janeiro e, principalmente, a do governo de São Paulo, que prevê que o ensino religioso do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental seja dado junto com os outros conteúdos da grade.

De acordo com as entidades, os Estados infringem a Constituição. Em São Paulo, um dos princípios feridos é o de que o ensino religioso deve ser optativo. Se acontecer como no acordo firmado entre Igreja e Governo, o conteúdo será espalhado e o aluno não terá a opção de não assisti-lo.

A Santa Sé defende que o ensino religioso deve se restringir a exposição de práticas e da história das religiões, mas para as cinco entidades que se puseram contra o acordo, a restrição precisa ser mais ampla, vetando, por exemplo, as aulas em conjunto com as demais matérias.

Ainda não há previsão para o debate jurídico, mas espero que aconteça logo e que seja desfeito esse acordo absurdo entre a Igreja Católica e o Governo brasileiro! Cada um tem o direito de acreditar na religião que quiser, na que melhor lhe fizer. Obrigar crianças e adolescentes a assistirem aulas de catolicismo é DESRESPEITO.

Assinar acordo para implantar educação contra homofobia nas escolas, nada, né?

 

 

Os países da Organização de Cooperação Islâmica [OCI] deixaram na quarta-feira a reunião do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas para protestar contra a realização de uma sessão especial sobre os direitos de homossexuais e transexuais. Seus representantes simplesmente se levantaram enquanto o presidente do conselho, o embaixadora uruguaia, Laura Dupuy, dava início o debate.

O painel falou sobre as práticas discriminatórias baseadas na orientação sexual e identidade de gênero mas com a ausência da maioria dos países da fé muçulmana, que rejeitaram a discussão por ‘não reconhecerem‘ tais direitos. Eles acreditam que a orientação sexual não devem ser aceita como direitos humanos. Oi??? E o que deve ser aceito??? Homens bombas e o Terrorismo Islâmico que mata milhares de pessoas por ano??? As religiões ainda matam mais que qualquer doença, e muitas das Guerras que aconteceram no passado foram baseadas em ‘atos de fé’. DAORA AS RELIGIÕES, né??? +NOT!!!

O Paquistão resolveu intervir em nome dos membros islâmicos, a Mauritânia no Grupo Árabe, e Senegal, o Grupo Africano. Disseram que ‘a orientação sexual e identidade de gênero são novos conceitos que não têm base legal em qualquer instrumento internacional de direitos humanos‘, por isso não deve ser aceito como direitos humanos universalmente reconhecidos.

Eles acreditam que essa liberdade é contra várias religiões, só que a questão não é religião, mas sim DIREITOS HUMANOS!!! O Brasil não é o único país onde seus dirigentes colocam seus dogmas religiosos acima de qualquer coisa, esses países simplesmente negam direitos a sua população.

Conversei com um amigo que é muçulmano, ele me falou o seguinte:

‘Como o Alcorão é um livro que nunca foi modificado desde a sua criação (610 d.c.) e pelo fato de ser escrito num modelo erudito do idioma por meio de metáforas, isso dá brecha para que os homens que estão no poder deturpem a religião, transformando-a numa máquina de matar. Essa prática escrota faz com que as pessoas que seguem realmente uma religião que prega a paz e o amor ao próximo (o Islã), sejam rotuladas de assassinas, terroristas e extremistas, nos tornando alvo de preconceito’. Muçulmano Anônimo

Não houve apenas ato contra. O secretário-geral Ban Ki-Moon, que apoiou em um vídeo exibido nessa reunião. ‘Para todos aqueles que são gays, lésbicas, bissexuais ou transgêneros, deixe-me dizer que você não está sozinho. Sua luta contra a violência e a discriminação é uma luta comum, qualquer ataque em você é um ataque aos valores universais. Precisamos enfrentar a violência e descriminalizar as relações consensuais entre pessoas do mesmo sexo, proibir a discriminação e educar o público’, disse o secretário chefe da ONU.

A alto comissária dos Direitos Humanos, Navi Pillay. também falou descrevendo as atrocidades submetidas. ‘Temos relatos de gays atacados  mortos nas ruas. Lésbicas submetidas a estupros em massa, às vezes descritos como ‘estupro corretivo. Transexuais estupradas e apedrejadas até a morte, seus corpos estavam tão desfigurados que era quase impossível reconhecê-los.

Como pessoas podem pensar em não defender essas pessoas apostando nesse tipo de ‘religião‘??? Minha concepção de religiosidade ou é muito deturpada e estou errado em acreditar que Deus/Alá/Maomé/Jeová/Oxalá/Buda gostariam que seus ideais fossem deturpados.

Por Peagá Peñalvez

O padre da paróquia de Nossa Senhora da Conceição, ao sul da Espanha, impediu um batizado ao descobrir que o padrinho era gay. A família levará o caso aos tribunais.

O padrinho, amigo da família, e casado já há um bom tempo, já que mora na Espanha e lá existem leis que garantem esse DIREITO a qualquer cidadão.

 Dolores Muñoz, a mãe da menina de 6 meses disse que a família e os padrinhos cumpriam todas as normas requeridas pelo sacerdote quando levaram a documentação.

Perguntaram se pais e padrinhos estavam batizados e confirmados. Depois se todos estávamos casados e respondemos que sim. Nunca pensamos que teríamos que avisar que ele era casado, mas com um homem. As normas, ele cumpria‘, disse.

O padre Manuel García não aceitou o batismo, e ainda disse que aceita batizar a menina desde que escolham outro padrinho.

Os pais enviaram uma carta ao arcebispo da província de Jaén e nesta quinta-feira denunciaram publicamente, com uma associação de homossexuais, o caso que definem como discriminatório. Para o espanto dos pais, o arcebispo respondeu a carta dizendo que um padrinho católico precisa ter uma vida ‘congruente‘.

Estuprar coroinhas, ou manter relações com outros homens sem que a sociedade saiba é ter uma vida congruente??? Não, isso é ter uma vida de HIPOCRISIA, e acredito que a religião católica é mestre nesse tipo de atitude.

Respeito. É pedir muito???

Publicado: 12/12/2011 por @peagapenalvez em Homofobia
Tags:, , , ,

Por Peagá Peñalvez

De vítima a algoz. O que o fanatismo religioso mostra

Em pleno século 21, gays e lésbicas ainda convivem com o desrespeito e descaso de boa parte da população brasileira, que além de fazer vistas grossas aos direitos que temos, nos agridem não apenas fisicamente, mas com palavras e ações, principalmente alguns líderes religiosos.

Vamos pensar um pouco??? Interessante esse preconceito vir de um grupo de pessoas que até pouco tempo atrás eram alvo de preconceito. Se você tem mais de 20 anos, deve lembrar vagamente como os evangélicos eram tratados.

Nos anos 80, ‘início’ das congregações evangélicas no Brasil todos eram vistos como um olhar bem severo pela ‘maioria católica’ [de fachada] de nosso querido país hipócrita. Diziam que sofriam lavagem cerebral, eram ‘roubados’ através do dízimo e que vendiam uma casinha no céu.

Não interessa se isso é verdade, só quero mostrar uma faceta da alma humana, a de que o oprimido assume o papel de algoz assim que tem parte do poder em suas mãos.

É isso que acontece com a atual bancada evangélica de nosso país. Aos poucos conseguiram cargos na política brasileira e mudaram a forma como eram vistos. Eles estão errados em almejar algo melhor para sua comunidade??? Acredito que não, mas também não podem impor seus dogmas religiosos para o restante da população.

Aqui no DQOGG já falei muito sobre religiosidade e fanatismo religioso, mas sempre deixando bem claro que não generalizo quando falo sobre evangélicos. Conheço MUITOS evangélicos, todos conhecem sobre minha sexualidade e me respeitam mesmo assim, inclusive em minha família há diversos evangélicos, até minha madrinha que é pastora de uma congregação na Inglaterra. Todos me tratam com amor, independente se amo homens ou mulheres. Eles aprenderam a verdadeira mensagem.

Acho apenas que nós gays também precisamos de representantes no governo. Não nos unimos para isso. A maioria está mais preocupada nos músculos a criar na academia, na balada do fim de semana ou naquele boy que conheceu em algum site de caça.

Enquanto parte dominante da população gay se preocupa com futilidades, os grupos religiosos tomam conta daquilo que um dia foi um Estado Laico. Vamos deixar isso acontecer??? Não sei. Só posso falar por mim nesse caso, mas gostaria que todos pensassem o que fazem a esse respeito.

Será preciso que cada gay e lésbica desse país sofra algum tipo de agressão para levantar a bunda da cadeira e começar a fazer algo a respeito??? Até quando seremos levados pela política do Pão e Circo???