Posts com Tag ‘punida com trabalhos forçados’

Capa do CD da cantora angolana.

))) Já ouviu fala em Titica? Não, nem é Titica de galinha…essa é da música mesmo, mais especificamente, da música angolana. Estrela maior do ritmo Kuduro esta cantora e dançarina, antes cantor e dançarino, está roubando a cena na Angola. Isso mesmo, Tititca é uma transexual num país africano onde a homossexualidade é ilegal e punida com trabalhos forçados.

Tititca nasceu em Luanda como Teca Miguel Garcia e adotou sua persona feminina há quatro anos, quando implantou seios no Brasil. Agora é a nova face do kuduro, gênero angolano que mistura rap, música eletrônica e ritmos locais.

Prova de seu sucesso é que, ano passado, foi nomeada Melhor Artista de Kuduro de 2011, com esse feito ela se tornou atração certa em programas de rádio e TV, inclusive, se apresentou no Concerto das Divas, evento anual no qual foi aclamada e que contou com a presença do presidente José Eduardo dos Santos.

))) Em outubro passado, lançou sua primeira canção, “Chão”, uma das faixas mais tocadas da história do kuduro:

O sucesso é tamanho que, este mês, a cantora embarca em sua primeira turnê internacional, com shows em Portugal, Grã Bretanha e Estados Unidos.

Em conversa com a BBC enquanto se maquiava para a gravação do videoclipe do hit “Olha o Boneco”, Titica evitou falar de sua sexualidade e disse que até se tornar uma estrela nem tudo foi um mar de rosas. “Fui apedrejada, espancada e há muito preconceito contra mim, muita gente mostra isso. Há um enorme tabu”, afirmou.

Apesar do tabu, Titica tem despertado mais interesse por sua música do que por sua sexualidade. Mesmo assim, sociólogos acham difícil imaginar que Titica será bem-vinda em outros países africanos como Uganda, Nigéria, Malawi, Quênia e Camarões, onde homossexuais são regularmente vitimas de intolerância, violência e ações penais.

Embora o homossexualismo seja ilegal em Angola, onde a cantora nasceu, não há registros de condenações e uma nova lei criminalizando a homofobia está para ser aprovada no Parlamento. Quanto ao resto da África? Ih… ainda tem chão chão chão pra que a homofobia seja banida por lá.

Fonte: BBC Brasil.