Posts com Tag ‘performance’

Sexta feira, dia de sair pra beber com os amigos, dançar em alguma balada gay, sair com o namorado e Rainbow Links do DQOGG! Ué, não é disso que os gays gostam?

[ Inspiração: Fotos Gays e Hots do One Direction]

Thiago Marzano – Performance X[X]Y com T.Angel

Feed By Frames – Brasil: a Medellín da modernidade

Falamos semana passada sobre a estreia da 4ª temporada de Glee, que será no dia 13 de setembro e que durante o episódio será feita a performance de Call Me Maybe da Carly Rae Jepsen. Ficou curioso? Então assista a performance de Glee para Call Me Maybe conosco!

Dá o play e SE JOGA!

[Sugestão do @FeCampus]

Novidades no elenco de Glee Dean Geyer jacob Artist

Teremos novidades no elenco de Glee na próxima temporada. O time de alunos da escola McKinley terão o reforço de dois alunos, o ator australiano Dean Geyer da série Terra Nova [que não terá segunda temporada] e Jacob Artist de Awakening.

Dean Geyer interpretará BrodyWeston, um cantor e compositor que se interessará por Rachel Berry [Lea Michele] em Nova York. Para quem não sabe Dean foi finalista do Australian Idol em 2005, ou seja, o lindo deve arrasar e muito na série.

Jacob Artist será Jake Puckerman, meio irmão de Puck. To vendo novidades interessantes nessa nova temporada, viu?!

Enquanto a nova temporada não chega, que tal rever uma performance?

Cabaret Paulista: uma viagem ao tempo do “o que é proibido é mais gostoso”

Realizado quinzenalmente na Choperia Paulista, casa anexa ao Nefertitti Club, localizado na badalada Rua Augusta, o Cabaret Paulista promove um resgate do charme e da irreverência dos cabarés das primeiras décadas do século passado. Com um clima teatral e burlesco, é um lugar onde os frequentadores podem se reunir para comer e beber enquanto assistem a espetáculos de artistas circenses, bailarinos, strippers, mágicos, cantoras e humoristas, que encantam e divertem os espectadores. Diferente de festas inspiradas na temática burlesca, o Cabaret Paulista acontece em formato de restaurante-bar, no melhor estilo “happy hour”, e pretende fazer com que o visitante realmente se sinta em um autêntico cabaré do século XX.

A casa é especialmente ambientada para proporcionar a atmosfera vintage adequada, reforçada pelo figurino dos artistas e staff, que abusam de penas, plumas, rendas, pérolas e transparências, toques dados pelo idealizador da noite, Heitor Werneck, personalidade do underground paulistano, conhecido por suas criações de moda desde a década de 90. Para fixar o conceito de um cabaré paulista e fugir do clichê que remete automaticamente um cabaré à cultura francesa, a decoração apresenta predominância de preto, branco e vermelho, cores da bandeira de São Paulo, e o cardápio oferece petiscos e pratos da culinária italiana, cultura estrangeira predominante na cidade graças à intensa imigração ocorrida entre o final do século XIX e início do XX.

Ao chegar, o visitante é recebido por Pink, hostess que ostenta modificações corporais variadas, como piercings e tatuagens em todo o corpo, e seu característico cabelo cor-de-rosa. A caricata Jeffersona e o exótico Fancy Guy, duas personalidades da nova noite paulistana, caracterizados como “cigarrettes” conduzem o público às mesas, que devem ser reservadas antecipadamente, e coordenam os garçons e garçonetes, que apresentam o cardápio com variedade de pratos, porções e drinks com ou sem álcool. O chef Gilberto Lacomba, que possui mais de vinte anos de experiência na cozinha Italo-Brasileira, assina o cardápio do Cabaret Paulista e apresenta em seus pratos a experiência de suas idas e vindas da Itália, casando sua culinária original aos pratos dos tradicionais bares paulistanos. Entre as opções do cardápio criado por Lacomba, os destaques ficam por conta das porções de Aranccini, que são bolinhos de risotto com açafrão recheados com queijos, camarão ou funghi, e do tradicional Spaguetti Alla Puttanesca, prato criado por uma prostituta italiana em meados do século XX com os recursos abundantes do sul da Itália, como o tomate, peixe em conserva, azeitonas e alcaparras. A irreverência da noite fica por conta de performances boylescas (shows no estilo burlesco, mas feitos por homens); da apresentação do comediante Paulo Gaetta, artista de rua famoso por sua commedia dell’arte; da dançarina performática Gisele Kenj, cuja performance acontece junto a sua cobra Thot, da cantora Ana Gelinskas, com sua apresentação de bom gosto singular, e do ator circense Coringa, que mistura malabarismos com pole dance. Já a sensualidade é garantida pelo strip-tease burlesco-chique de Cheesecake; por uma dupla de dançarinas vintage, que dançam jazz, cancan e outros estilos típicos dos antigos cabarés; pelo pole dance feminino de Alexandra Valença e masculino de Renato Siqueira, para agradar a todos os gostos e preferências sexuais. Atrações surpresas, como números variados de strip tease, shows de drag queens e interações teatrais também fazem parte da programação do Cabaret Paulista, que abre suas portas às 21h com uma sonorização típica de cabaré, tocando muito jazz, tango e música brasileira antiga.

Os cabarés se alastraram em várias partes do mundo no início do século XX, e em cada uma delas destacou-se uma característica: na França o estilo “Moulin Rouge” e suas dançarinas super produzidas; na Inglaterra a sensualidade dos strip-teases com nu completo, nos Estados Unidos o burlesco e os shows de comédia, e na Alemanha o destaque foi dos números musicais e circenses. Como bom brasileiro, Heitor Werneck pesquisou o que havia de mais interessante nos cabarés pelo mundo, uniu as influências à cultura predominantemente italiana de São Paulo e criou o seu próprio, o Cabaret Paulista.

Um pouco do que rola na noite:

Shows sensuais

Performances INCRÍVEIS

Homens Gostosos

Homens no pole dance

|SERVIÇO| Cabaret PaulistaQuando: quinzenalmente às segundas-feiras, a partir das 20h
Onde: Espaço de Eventos Jardins – Rua Augusta, 2077 – Jardins – São Paulo/SP
Censura: 18 anos Estacionamento no local.
Site | Twitter | Facebook