Posts com Tag ‘namorado’

Correndo atrás do boy magia

Publicado: 12/10/2012 por @peagapenalvez em Pergunte ao DQOGG
Tags:, , , , , ,

Oi pessoal do DQOGG, primeiramente queria dizer que adoro o trabalho de vocês e que acho muito legal vocês se disponibilizarem a nos ajudar, já que temos tantas dúvidas sobre esse mundo “colorido” em que vivemos.

Eu tenho 18 anos, e há pouco tempo (2 meses) eu comecei a me relacionar com um cara de 20 anos. Eu o conheço há 1 ano e logo que o conheci falei da minha sexualidade e aos poucos fomos ficando amigos. Depois de um tempo nos falando, acabamos virando amigos e ele me confidenciou que nunca havia ficado com homens, mas que eu estava despertando isso nele. Aos poucos fomos ficando mais próximos, mas nada da gente ficar.

À medida que o tempo ia passando, ele ia ficando mais grudento, querendo me ver direto e tal, mas eu já não queria mais nada com ele, por ele ter virado muito chiclete. (e olhe que nem tínhamos ficado ainda). Comecei a dar foras e mais foras até que ele parou com as mensagens, ligações, e até se afastou de mim um pouco. Nesse ano começamos a fazer faculdade na mesma universidade, porém em cursos diferentes, e passamos a nos ver todos os dias, e a amizade foi voltando.

Voltou tanto que eu comecei a ficar a fim dele de novo. Eu chamei ele para vir aqui em casa um dia, quando estava só, e falei tudo o que sentia por ele, e pedi desculpas por ter percebido isso tão tarde. A gente acabou dando o primeiro beijo… E pra minha surpresa, o beijo foi maravilhoso! E eu me vi ali, totalmente apaixonado por um cara que eu passei um ano esnobando. Depois desse dia, ficamos conversando por mensagens direto, parecíamos até um casal mesmo.

Mas essa felicidade não durou muito. A gente parou com as mensagens e eu estava começando a sentí-lo mais distante. Até que teve um dia que nós ficamos de novo, mas ele veio conversar comigo depois, dizendo que eu não precisava me prender e que a gente tava só ficando. Ele ainda sentia algo pelo ex. (Quando a gente se afastou no ano passado, ele conheceu um cara e namorou com ele, mas o cara morava longe, em outra cidade e não deu certo o namoro).

Aquilo foi um baque pra mim, porque eu realmente estava gostando dele. Mas me fiz de forte e disse que tava tudo bem. A gente continua ficando, e é maravilhoso quando estamos juntos, eu sinto que ele realmente gosta de estar comigo.

O problema é depois, que sinto ele muito distante. Não sei se ele tá preocupado que eu ache que ele esteja sendo grudento de novo, por isso está mais distante dessa vez, ou se ele não gosta tanto assim de mim, só quer ficar mesmo.

Thiago Souza, 18 anos

Correndo atrás do boy magia

Olá Thiago, realmente é uma situação complicada. No começo você não queria e até esnobou o cara e agora você quer mas quem é esnobado [de uma certa forma] é você. Quem nunca passou por isso, né?

O que piorou tudo foi que nesse meio tempo em que você se afastou ele conheceu um outro cara. Isso pode acontecer sempre que deixamos alguém de lado por qualquer motivo. Eu mesmo passei por algo parecido no fim do ano passado.

Conheci um cara através de uma amiga, o cara é bonito e super bacana mas acabei deixando-o na ‘geladeira‘ porque estava numa fase que precisava resolver um monte de problemas e seria complicado alguém na minha vida exatamente nessa fase. Continuamos conversando normalmente. Um certo dia resolvi conhecê-lo. Fiquei com ele, foi bacana, maaaaaaaaas durante a semana comentei alguma coisa no Instagram dele e do nada aparece um cara dizendo que era namorado dele. Levei um baque porque não sabia que ele namorava e ~NÃO FICO~ com caras comprometidos. Não sou apaixonado por ele, mas sei que ele é um cara super bacana isso seria questão de tempo.

Sabe o que eu fiz? Continuei sendo amigo dele, conversando normalmente e se um dia ele terminar o namoro quem sabe não role alguma coisa? Se eu estiver solteiro e ele também nada nos impede. Sei que o erro nisso tudo foi meu por isso tenho que arcar com as consequências deles.

A forma do seu boy magia agir agora, mais distante, pode ser um reflexo da sua atitude no passado. Ele pode ter se magoado com seu distanciamento e agora tenta se preservar. Isso nada mais é do que uma proteção para que ele não se machuque novamente. As vezes ele até gosta de você mas agora vai com mais calma.

Separei o video de uma música que ADORO. Preste atenção na letra

Dê tempo ao tempo e tente reconquistá-lo aos poucos. Mostre-se um pouco mais presente e corra atrás daquilo que você deixou pra trás. Nunca é tarde!

Sexta feira, dia de sair pra beber com os amigos, dançar em alguma balada gay, sair com o namorado e Rainbow Links do DQOGG! Ué, não é disso que os gays gostam?

[ Inspiração: Fotos Gays e Hots do One Direction]

Thiago Marzano – Performance X[X]Y com T.Angel

Feed By Frames – Brasil: a Medellín da modernidade

Olá meninos do blog!!! Sou leitor assíduo do DQOGG a mais ou menos uns dois anos, quando tive minha primeira experiência com um garoto e buscando achar algumas respostas as minhas duvidas encontrei vocês, e desde esse dia não deixei de acompanha-los. Enviei uma vez uma pergunta a vocês e a opinião que me deram me ajudou muito em meu problema.

Mas agora, preciso de mais algumas dicas, pq o assunto é família… gosto muito de sair e recentemente comecei a namorar um cara maravilhoso que está me fazendo muito feliz. Gosto muito de sair pra boates e casa de amigos e com certa frequência durmo fora de casa. Agora, namorando… durmo mais fora ainda, pq fico na companhia do meu amor.

O que acontece é que minha familia não sabe da minha sexualidade (ou pelo menos finge não saber), e sempre que tenho q sair acabo contando alguma história e não falo realmente o que acontece e pra onde vou. Isso está me deixando muito chateado pq nao gosto de mentir pros meus pais e queria muito falar sobre meu namorado e sobre meus amigos, que são amizades muito saudáveis.

Resolvi que semana que vem trago meu namorado aqui em casa pra ver se acalmo meus pais (vou apresentá-lo como amigo), pois eles sempre falam q não conhecem esses meus amigos e acho q por isso eles se preocupam tanto. Alguns dias depois de conhecerem o meu amor e verem q ele é bacana, pretendo bater a real e falar que sou gay e que aquele rapaz que veio a nossa casa outro dia é meu namorado.

Eu sinceramente não acho que minha família irá me bater ou expulsar de casa ou fazer essas outras coisas horrorosas que outras familias malucas fazem, mas tenho medo pq sei que meu pai ficará muito triste. E mesmo que algo de ruim aconteça… ainda assim posso me virar pois tenho emprego, embora não ganhe bem e não possa dizer que sou independente, eu consigo me virar .

O que queria era uma ajuda de como vocês acham que devo conduzir esse assunto, aqui em casa certos assuntos como  homossexualidade por exemplo não são muito comuns.

Aqui não é programa da Xuxa mas eu quero mandar um beijo pra vocês do blog, um pra Xuxa outro pra Sasha e um especial pro meu amor que eu gentilmente apelidei de Deby Neto.

Obrigado!!!

Leandro, 21, Goiânia/GO

Mãe, eu sou gay!

Assumir pra família é geralmente complicado, porque sempre temos medo da  reação deles quanto a nossa sexualidade, mas pelo que você nos conta não será tanto problema e forma como você pensa em sair do armário é uma das mais adequadas: preparar antes de assumir. Talvez você seja uma ferramenta para que o assunto homossexualidade seja mais discutido e aceito por seus familiares. Até porque você mesmo nos diz que eles já devem saber que você é gay.

É ruim quando temos que nos esconder e mentir para as pessoas que amamos com quem namoramos ou para onde vamos. A família deve ser aquela que nos ajuda e apoia em tudo que fazemos, nos dá as broncas quando estamos errados e conselhos quando estamos perdidos e viver mentindo realmente quebra um pouco esse relacionamento. Entendo seu lado.

Faça como falou: apresente seu namorado como seu amigo no começo e depois, com o tempo, eles vão entender que vocês não são apenas amigos, porque as pessoas não são bobas [as mães muito menos] e com certeza notarão a forma como se olham, agem e se tocam… é diferente com um amigo.

Se eles tocarem no assunto respire funde e conte. Aconteceu isso comigo, vou contar:

Quando tinha 16 anos namorava um cara pouco mais velho que eu, e fazíamos tudo juntos. Vira e mexe ele dormia na minha casa e como não tinha uma cama de casal ele dormia comigo na minha cama de solteiro. Foram alguns meses assim, apresentando ele como amigo e quase todos os dias ele passava em casa de carro e dávamos um volta [pra transar, claro]. Quando terminamos fiquei arrasado e minha mãe percebeu que estava triste e o meu ex não aparecia mais em casa. Ela veio me perguntar o que tinha acontecido e disse que havíamos brigado. Minha mãe que não era boba emendou a pergunta bombástica: ‘Ele é só seu amigo?‘ Na mesma hora eu disse que éramos namorados e comecei a chorar. Ela com toda a tranquilidade do mundo disse que me amava de qualquer jeito e que ‘quem sabe um dia não voltaríamos na namorar‘, ‘Que brigas nos relacionamentos acontecem‘ e mais um monte de coisas. Não voltei com meu namorado, mas pelo menos contei que sou gay e não me arrependendo porque alguns meses depois ela morreu de leucemia e ficaria arrasado se ela não soubesse que sou gay’.

“Gostaria de uma ajuda. Tenho 36 anos, moro com mamy. Apanhei durante adolescência por ser pego vestindo roupas de minha irmã escondido em casa e por dizer estar a fim de um carinha do colégio. Hj morro de medo de qualquer reação sobre o assunto, mas sempre quis ser mulher e ter um namorado. Que devo fazer? Finjo ser homem. Obrigada pela resposta.”

Paulo

Foto: Getty Images

Oi, Paulo, ou melhor, Paula. (aqui a gente não tem nenhum problema em aceitar sua versão mulher!), sua situação é delicada, morar com sua mãe aos 36 anos realmente te deixa preso, sem poder praticar sua sexualidade no aconchego do que seria o seu lar. Porque é o lar dela, então, deve respeitar as regras impostas etc.

Infelizmente nascemos num mundo onde um homem vestir roupas de mulher é considerado, no mínimo, estranho. Eu sei que é muito difícil sair de casa, financeiramente falando, principalmente! Eu continuo morando com minha mãe e acredito que, em partes, isso contribui pra minha situação conjugal do tipo “encalhado por tempo indeterminado”. Não estou te aconselhando a fugir para ser você mesmo, apenas acho que seria positivo ter seu próprio teto… Não é errado querer ser mulher, você não deveria ser julgado e castigado por isso. Mas, com certeza será, sobretudo nas ruas, então, poder chegar em casa  e não receber críticas por se vestir de mulher será importante.

Se sente isso desde pequeno, já está na hora de procurar um Psiquiatra. Não, não to te chamando de louco. É que ele/ela te ajudará a se entender melhor. Fazendo tratamento saberá porque se sente assim e também, se será possível se tornar mulher, fazer a cirurgia de mudança de sexo… etc.

))) Dois conselhos: saia da casa da sua mãe e procure um psquiatra.

No seu novo lar, se não for possível morar só, coloque para dentro apenas pessoas que sejam tolerantes, quem sabe alguém que se sinta como você, para dividir as contas contigo. Depois que se sentir mais confiante, depois do tratamento com o médico. Quando souber quem você é realmente e não tiver vergonha, nem medo, de aceitar e defender seu direito de ser assim, converse com sua família, se achar necessário. Se eles não gostarem, te recriminarem… pelo menos já não morará com eles e será realmente dono do seu próprio nariz.

Quanto a arrumar um namorado, acho melhor resolver todo o resto primeiro, quando estamos bem o mundo nos vê bem e atraimos coisas boas, pessoas boas, daí pode ser que pinte um boy magya muito bom pra ti. Se ele tiver um irmão gêmeo, apresente pra mim, ok?

Espero ter te ajudado! Boa sorte. Beijas,

L^^e!))).

Amor é um sentimento maravilhoso, mas pode ser uma desastre se não correspondido. Eu já amei uma vez, me declarei e tudo, mas não fui correspondido, desse então só tive paixões. Paixões essas que nunca disse, guardei esse sentimento em silêncio, com medo de receber um não.

O unico amor que tive e não fui correspondido, me deixou uma marca de medo, medo de gostar novamente, alguns amigos meus são tão carinhosos comigo, que me afasto deles um pouco, tenho medo de acabar gostando de um deles, e talvez eu acabar sofrendo de novo.

Eu sou presidente do grêmio de uma escola, sou super popular, sou alegre expontâneo com todos, mostro aparentemente que estou feliz comigo mesmo, mas quando eu saio do prédio da escola, eu me surpreendo com minha capacidade de atuar, digo isso, porque eu estou extremamente carente, quero muito um namorado, alguém que eu podesse me preocupar e vice-versa. Já frequentei boates e lugares … mas me decepcionei com tanta promiscuidade, já tive conhecidos que tem mesma orientação que eu, mas me afastei, prefiro conviver com os heteros, me sinto melhor. Cheguei a conclusão que não vai ser em boates, salas de bate papo que eu vou encontrar algum cara pra mim. Já estou perdendo as esperanças, porque acreditar que o destino vai colocar alguém pra mim, não sei se isso é realmente verdade.

Já tentei fazer sexo, tanto sendo Ativo quanto Passivo, mas não consegui nenhum dos dois, na minha mente não entra a idéia de fazer sexo sem gostar realmente do kara. Por isso estou aqui um virgem com 20 anos. Mas não me arrependo de não ter feito ainda. Acho que ainda estou de pé porque os meus amigos me abraçam, isso me conforta e por outro lado me deixa com medo, de que vários abraços que ião de vir eu talvez me apaixone. Não quero sofrer.

Me ajudem!!!!!!

Caio, Natal/RN

Amor Não Correspondido Blog Blogay

Caio,

O amor é SEMPRE bom. O que pode fazê-lo parecer ruim, é a forma como conduzimos o que sentimos.

Junto ao amor, vem outros sentimentos egoístas como possessividade, ciúme, necessidade de atenção e o desejo da reciprocidade. Mas isso não é porque somos ruins, é porque somos humanos. É natural.

No entanto, o que a maioria das pessoas não percebe é que sempre escolhemos a quem amar. E também somos escolhidos. Se não voluntária, involuntariamente, existe um momento em que antes de entrarmos nas “águas do amor”, nos perguntamos se saberemos nadar, se teremos quem nos salve, etc.

E é nesta hora que devemos ser honestos conosco e pensar: “Desta vez, melhor eu não entrar. Estão me parecendo que não terei em quem me segurar”, porque não há reciprocidade.

Em resumo: o amor é SEMPRE bom, mas só nos damos por “satisfeitos”, quando retribuídos e para que isto funcione bem, precisamos aprender a entrar só quando ambos estão no mesmo clima.

E não se preocupe, você ainda é bem novo, portanto, é até saudável que espere um pouco mais, assim saberá melhor como lidar com as adversidades de uma relação à dois.

Quanto a ser virgem, não se culpe, nem se envergonhe. Virgindade não é prêmio, mas também não é castigo. A hora que você se sentir seguro, com vontade e coragem, você estará preparado.

O universo conspira sempre em nosso favor, basta sabermos apreciar cada momento e eles terão sabor melhor e, ainda, trarão melhores resultados.

Beijos, fique bem e até a próxima.

Eu sou a Thatu Nunes, mais conhecida como @DraDoAmor do Twitter e dona do ManualEncalhadas.com.br

Preciso de ajuda! Comecei a estudar em uma escola nova esse ano, entrei pro blog da escola e virei super amigo do editor chefe, um garoto do 3º ano.

Não pude evitar, acabei me apaixonando por ele, mas achei que seria algo platônico pois todos acham que ele é HT, e todos dizem que ele namora com uma menina que vive grudada nele. Mas com o passar do tempo nós nos tornamos muito amigos e eu contei que gostava dele. Eentão pra minha surpresa ele disse que tambem estava ‘afim‘ de mim.

Começamos a ficar, e ele me pediu em namoro há duas semanas atrás, mas como ele não é assumido eu prometi que manteria o nosso relacionamento em segredo. Não posso evitar ficar com ciúmes da suposta ‘melhor amiga’, até por que o comportamento dele é estranho em relação a ela, todo o tempo quando eu estou com ele chega sms dela no cel dele e ele não me deixa ver.

Como eu vivo com a pulga atrás da orelha, fui fazer amizade com ela. Então inventei que um amigo estava interessado nela e perguntei se ela tem namorado, e ela me disse que namorava com ele.

Estou muito triste e confuso, qual é a dele??

Se ele já namorava com ela como ele pode me pedir em namoro?

Estou muito decepcionado, não sei nem o que pensar sobre isso. O pior de tudo é que eu realmente gosto dele, e não vou suportar mais ve-lô com ela.

Dinho, via e-mail

Cena do curta-metragem: Poliamor

Hey Dinho, que situação hein?!

É a coisa mais normal namorar caras não assumidos, até porque acredito que sejam boa parte da população gay, que vive uma ‘vida dupla’, com medo que o preconceito e a intolerância se aproximem deles. Eu entendo seu namorado não assumir, mas sempre sou a favor da verdade, por isso EU me assumi, mas cada caso é um caso, e cada um sabe o que é melhor pra si.

Acho que o melhor a se fazer é conversar com ele abertamente, e falar com todas as letras o que essa menina te falou, e abrir seu coração para o namorado e contar sobre sua insegurança a respeito dela e do relacionamento. As vezes ele acha que você convive bem com essa amizade e acaba por usá-la como fachada para uma falsa heterossexualidade. Conversar não mata, apenas torna o relacionamento mais forte e fundamentado na confiança e segurança de ambas as partes.

O que pode acontecer é que ele seja bissexual e namore com os dois ao mesmo tempo. Isso não é difícil de acontecer no universo gay. Uma forma fácil de descobrir é conversando e perguntando na cara dura o que ele sente/tem com essa menina. A parte dela você já sabe, ela se diz namorada. ~ELA SE DIZ~ mas até ser namorada de verdade são outros 500.

Semana passada aqui no blog comentei sobre o curta-metragem Poliamor. Você leu? Se não leu fica a dica, porque pode ser algo interessante se o fato dele namorar os dois ao mesmo tempo se confirme, viu?

Harry Louis é um ator porno brasileiro de 24 anos que vive na Inglaterra, mas sua fama nos últimos tempos não é baseada em seus filmes [BEM INTERESSANTES], mas sim por namorar um dos maiores estilistas, o maravilhoso Marc Jacobs.

Já trabalhou com filme porno gay, inclusive assisti uma de suas performances, e agora sei o que o estilista viu nesse brasileiro!!!