Posts com Tag ‘homofobica’

FRee São Paulo Revista Homofóbica

Ano de eleições é uma verdadeira guerra entre fanatismo religioso e liberdade. Tivemos dois casos de jornais que comprovam que algumas mídias brasileiras deixaram seu lado informativo e imparcial para atacar gays e lésbicas baseados em seus dogmas religiosos, como o caso de Joinville e também de Pernambuco, ferindo os direitos gays.

Agora chegou a vez da revista Free São Paulo mostrar seu lado mais obscuro e doente com uma matéria de capa onde mostra porque não votar em determinados candidatos a prefeitura de São Paulo. Entre os motivos citados pela revista para não votar nos candidatos está o apoio a diversidade sexual.

Eu chamo essa matéria de perigosa e irresponsável. Se apoiar direitos iguais é motivo para não votar em alguém, qual seria um motivo plausível para se votar? Se pensarmos como esse folhetim de 5ª categoria devemos votar em candidatos que lutem pela caça aos judeus, escravização de negros, esterilização de deficientes mentais, a volta da ditadura ou a Inquisição!

Essa matéria lastimável é um retrocesso na luta pelos direitos iguais, sejam eles gays ou de qualquer outro grupo minoritário no Brasil que busca respeito.

Joelma Homofobica

Se já não bastasse a Claudia Milk e Isabeli Fontana falando baboseiras, chegou a vez da cantora Joelma do Calypso, que disse a um fã para virar homem para dar alegria aos pais. O fã até tenta dizer que adotará uma criança e que dá orgulho para seus pais, mas acho que a cantora não o escutou, né?

Ele não é homem apenas por ser gay? Ou não dá orgulho a seus pais por conta da sua homossexualidade?
Não entendo como algumas pessoas ainda dizem que gays precisam virar homem e ter filhos para dar orgulho para alguém. Será que a nossa sexualidade é tão relevante para a formação de nosso carater e hombridade? E ter filho é sinal de carater? Deve ser por isso que há tantas crianças em orfanatos…

A sociedade é diversa, e dentro do universo gay a diversidade também é grande. Seja fisicamente ou emocionalmente não somos um grupo homogêneo e padronizado. Amém que não somos, por isso que há tanta nuances bacanas dentro do mundo gay.

Vi esse vídeo no Ela tá de Xico.

Vivendo em harmonia

Olá, não sou gay, mas tenho muitos amigos que são e quero perguntar uma coisa para vocês. Como vocês se sente com tantas agressões acontecendo? Meus amigos estão até com medo de sair na rua ultimamente, e tenho medo que eles sejam agredidos também.

Carlos Alberto – São Paulo/SP, Via E-mail

Peagá Peñalvez responde:

Oi Carlos Alberto, poxa que bacana que você nos mandou seu e-mail. É bom saber que existem pessoas como você que se preocupam com seus amigos, sejam eles heteros, gays, marcianos ou argentinos. Eu tenho muitos amigos heteros e aposto que eles também tem medo por mim, apesar de não fazer a linha afetado, nunca se sabe quem está próximo de nós.

Não sei nem expressar o que sinto com tantos ataques assim nestes tempos, mas vou tentar. Acho um absurdo que pessoas sejam agredidas, ofendidas ou até mesmo mortas por algo tão insignificante quanto a sexualidade. Importa tanto assim para as pessoas com quem Fulano ou Beltrano dormem??? Faz diferença na vida delas que existam pessoas que amam outras do mesmo sexo??? Simplesmente não entendo.

Eu, morador de São Paulo fico com um pouco de medo, não apenas por mim e meus amigos, mas por tantos outros gays que moram na cidade e podem ser alvo de grupos homofóbicos.

FIKDIK - Se você não tem carro, e precisa usar o transporte público para se locomover, ande em grupos de amigos, geralmente eles atacam pessoas sozinhas e em menor número porque a maioria deles são covardes. Evitem frequentar lugares muito ermos, principalmente a noite. Não provoque ninguém, muito menos saia por ai dando em cima de qualquer um. Se acontecer algo e você puder correr, corra e entre em algum lugar movimentado, ou procure algum posto policial, os policiais estão ai para nos defender. Melhor ser um covarde vivo, que um corajoso morto por adolescentes homofóbicos.

Ou clique AQUI