Posts com Tag ‘hetero’

     Veja foto sem censura | +18

De todas as coisas envolvendo os trans, provavelmente a menos falada é a sexualidade. Não, transexualidade não diz respeito às mesmas coisas que homossexualidade, heterossexualidade, bissexualidade e etc. A transexualidade está ligada a identidade de gênero. Uma pessoa trans pode ser homo, hetero, bi, pan, assim como quem não é trans.

Calma, vem devagar. A Tia ajuda. Identidade de gênero diz a respeito à sua identificação, seu corpo, se você se identifica, feminino, masculino, andrógino, e mais infinitos nomes. Entre essas identificações de gênero estão os transexuais, pessoas que se identificam com o sexo oposto e adequam o corpo através de tratamentos hormonais e cirúrgicos. A sexualidade diz respeito a sua atração por outras pessoas, e a identidade de gêneros dessas pessoas.

Vale lembrar que não existem apenas homens e mulheres, um ou outro. Não só os transexuais, mas também travestis, andróginos, fogem à regra binária de identificação de gênero. Mas essa é uma discussão que teremos mais para frente, por enquanto vamos usar alguns dos nomes com os quais estamos acostumados.

Uma transmulher pode ser lésbica, da mesma forma que pode ser hetero, da mesma forma que pode ser bi, da mesma forma que pode ser pan, e por aí vai. O mesmo se aplica ao transhomem. Como já disse, a transexualidade diz respeito ao próprio corpo e identidade, e não está diretamente ligada a sexualidade.

A separação da sexualidade e da identidade de gênero é importantíssima. Essa separação que é responsável pela grande diversidade da comunidade LGBTT (LGBTTQIA, se vocês preferirem).

Tendemos a pensar que transexuais terão relações heterossexuais. “Se quer virar homem, é pra pegar mulher”. Dou um centavo pra quem achar os erros da frase, porque está muito fácil.

No fim das contas é tudo bem simples. Os trans são livres pra sentirem atração por qualquer pessoa, assim como quem não é trans. Identidade de gênero é uma coisa, sexualidade é outra. Não tem muita complicação. Nós é quem inventamos os obstáculos.

Agora você já sabe que identidade de gênero é diferente de sexualidade. Depois a Tia conversa sobre a identidade de gênero com vocês.

Ele tem nojo de si mesmo por ficar com homens Gays Gostam

Oi Peagá, meu nome é Felipe e quero te contar uma história que aconteceu comigo na faculdade.

Desde o começo do ano acho um cara muito bonito, mas sempre trocávamos olhares. O adicionei no Facebook, mas não conversamos até pouco tempo atrás. Numa das conversas ele disse que estava afim de sair, mas estava cansado. Não havia contado que sou gay pra ele.

Durante a conversa ele disse que morava no mesmo bairro que eu, inclusive bem perto de casa. Fiquei super feliz e o chamei pra beber alguma coisa na porta de casa. Ele não topou porque estava muito frio. Ele me chamou pra tomar algo na casa dele, já que ele estava sozinho em casa. Começamos a beber, conversar, mexer no Facebook e demos muitas risadas.

Eu não tirava os olhos dele e nem ele de mim. Fomos ficando cada vez mais perto e nos beijamos. Me realizei! Ele me chamou para ir ao quarto dele e começou a tirar a minha roupa, mas disse que não queria transar porque queria ir com calma. Claro que as coisas começaram a esquentar e fizemos sexo oral um no outro, mas não houve penetração. Tomamos banho juntos.

Ele confessou que foi o primeiro beijo e relação com outro homem e que adorou os carinhos que fiz nele. Nem preciso dizer que estou completamente apaixonado por ele, né? Só de ter estado ali, poder ter abraçado ele e o beijado.. nossa foi inesquecível pra mim. Teve um momento que eu disse que ele era muito especial pra mim e que eu estava apaixonado (não sei se fui precipitado). Mas, eu falei !

Na faculdade conversamos de boa, e logo ele perguntou se havia contado pra alguém já que ninguém sabe que ele é gay. Claro que não contei pra ninguém. Depois disso ele sumiu, entrava e saia do Facebook mas e comecei a achar algo errado e fui atrás dele numa boa.

Ele falou que se arrependeu do que aconteceu, que não queria essa vida pra ele, que sentiu nojo de si mesmo e só transou comigo porque queria experimentar tudo na vida e que nunca mais iria acontecer. Disse que pensa na mãe dele e etc. Não estou com raiva dele, só me sentindo péssimo com isso.

Acredito que ele não se aceita e está confuso. Se for mesmo verdade que ele nunca transou como homem eu posso até entender, mas como eu fico?

Será que ele sentiu nojo de mim? Será que eu fiz algo de errado? Será que ele gosta de mim e não quer admitir? Pode estar envergonhado com medo do que os outros vão pensar?

O que eu faço?

Felipe, via E-mail

Ele tem nojo de si mesmo por ficar com homens Gays Gostam

Olá Felipe, que situação hein? Vamos por partes para ficar mais fácil?

Ele:
Pelo que você falou, ele curtiu ficar com você sim. Até porque ele te chamou para ir na casa dele quando não tinha ninguém [já tramando de ficar com você]. Algumas pessoas quando extravasam sua homossexualidade se sentem culpadas por isso, porque acham que ser gay é errado. Religião, Medo, Preconceito, Formação familiar… tudo isso influencia na aceitação de nossa sexualidade. Não é fácil descobrir-se gay para a maioria das pessoas. Ficamos com medo que as pessoas nos odeiem, principalmente nossa família. Talvez por isso ele tenha pensando na mãe dele.

O melhor a se fazer nesse caso é tentar conversar com ele algum dia desses e falar um pouco sobre a homossexualidade, como ser diferente não é errado. Mostrar que ser gay é tão normal quanto ser hetero, somos apenas um número menor de pessoas na sociedade, mas a homossexualidade existe e é apenas mais uma forma da diversidade sexual.

Você:
Ele não sentiu nojo de você, do contrário não teria nem te beijado pra começar, né? O que ele sentiu foi TESÃO e MEDO do que aconteceu. Por isso não se sinta culpado por isso, já que você não forçou ele a fazer nada que não queira. Se ele fez é porque sentiu vontade.

Se ele gosta de você é difícil dizer, mas uma coisa posso dizer: ‘Ele sente atração por você!‘. Se você sente vontade de investir no cara primeiramente converse sobre sexualidade [como disse anteriormente]. Ele precisa se entender antes de mais nada, depois aceitar a si mesmo e só depois ele se sentirá seguro para ter algo mais sério com alguém, e espero que seja você.

Nessas horas o mais importante é ajudá-lo a não se odiar, porque daí para problemas mais sérios é um passo.

Força que você consegue!

Homossexualidade Cura Gay Gays Gostam

Foto: Reprodução

Não sou fã do fanatismo religioso, mas assisti essa entrevista com o Pastor Alexandre Cabral, professor de teologia, que tem uma visão bem progressista quanto a homossexualidade, ‘cura gay‘ e direitos gays.

Acho  bom divulgar esse tipo de visão, até porque mostra que nem todos os religiosos e fanáticos são contra gays e lésbicas. Sei disso porque já falei inúmeras vezes sobre meus parentes, que são bem religiosos, e de como eles veêm minha sexualidade com respeito.

O pastor Alexandre fala que não existe ~NENHUM~ texto na Bíblia que fale sobre padronização dos prazeres sexuais ou que é contra ou a favor da homossexualidade. ‘Isso mostra que não era um problema para Jesus‘.

Eu não consigo entender como uma pessoa consegue ler a Bíblia, dizer que tem uma fé profunda em Cristo e ao mesmo tempo consegue: dizimar, perseguir e destruir filhos, parentes e amigos por causa dessa condição sexual que é aversa a sua. E legitimar isso em nome de Cristo que nem tocou nesse assunto‘, disse o Pastor Alexandre. Já posso dar um abraço nele???

Entre outras coisas ele fala estão alguns trechos da Bíblia são seguidos e outros que não são:
- Matar homem que não tem barba;
- Matar pessoas que comam crustáceos
- Boi que vai pra casa do vizinho, e tem que matar o dono
- Mulheres menstruadas tem que ficar em casa

Porque seguem algumas partes da Bíblia e não seguem outras? Algum pastor para responder?

Entre outras coisas ele fala também sobre como o Brasil tem uma pluralidade religiosa imensa, o desrespeito ao Estado Laico, hetero-normatividade e muitas coisas.

Vale a pena assistir:

 

[Vídeo de Conexão Jornalismo]

Oi pessoal, sempre leio vcs e acho o blog muito legal.

Contei para minha mãe que sou gay, e ela está desolada. Só chora, não come e diz que preferia morrer. Está quase em depressão, e ela é a pessoa que eu mais AMO NESSE MUNDO! Estou com muito medo que aconteça algo com ela, será que vai passar? O que eu faço?! Pelo amor de Deus me ajudem!!!

Minha vida está muito dolorosa desde que contei a ela, não sinto vontade nem de estudar, nem de viver mais. Por favor me ajudem! Até pensar em viver como um hetero a vida toda, mesmo que não seja eu, eu já pensei. Também pensei em suicídio, acho melhor do que ver minha mãe sofrendo como está, será que ela vai melhorar e eu também?

Gustavo, 17 anos – Foz do Iguaçu/PR

Olá Gustavo. Nem sempre é fácil para uma mãe aceitar que seu filho é gay, muitas não estão preparadas e precisam de um tempo para digerir a ideia e muitas vezes a questão nem é só ‘medo do diferente‘ mas de tudo que a homossexualidade acarreta, como o medo de agressões físicas e verbais, entre outras coisas.

A melhor coisa é deixar que ela aos poucos entenda que a sua sexualidade não é algo que possa ser mudada, e querendo ou não ela precisa aprender a lidar com isso. Nem digo tanto lidar, mas compreender e respeitar já é um grande começo.

Minha tia também não aceitou meu primo durante um tempo, mas o coração de mãe falou mais alto e hoje é uma grande companheira dele. Convida o marido dele para passar alguns dias na casa dela e o adora. Como disse, tudo é questão de tempo.

Tentar ser hetero? Desculpe querido, sou completamente contra esse tipo de atitude, apesar de que quando era mais novo pensava da mesma forma que você, e olhe pra mim agora. Tenho um blog onde exponho minha vida e experiência no mundo gay e não tenho NENHUMA vergonha disso, até me sinto orgulhoso com esse trabalho.

Ninguém deve sacrificar sua vida em prol de outra pessoa, pelo menos não dessa forma. A sua felicidade é tão importante quanto a de sua mãe, e aposto que ela com o tempo perceberá que você é infeliz vivendo algo que não é seu, e isso também a deixará triste. Portanto, ao invés de fugir do problema o melhor mesmo é enfrentar.

Agora, sobre essa ideia de suicídio… TÁ LOUCO? Imaginou o sofrimento de sua mãe se você se matar? E dos seus amigos, parentes e conhecidos? Suicídio NUNCA é uma saída para nada, é covardia em enfrentar os problemas de frente e achar a melhor saída. Você é jovem e dará a volta por cima. Quando estamos no meio do olho do furacão tudo parece sem solução, mas conforme nos focamos as soluções aparecem. Calma e bola pra frente.

Calma que tudo se resolve. Quando temos 17 anos tudo parece que tem solucionar pra ontem, não temos a paciência necessária para olhar as coisas sobre outros ângulos e achar a melhor saída. Pense no que eu te falei com calma, sem pressa. Aposto que achará uma saída triunfal disso tudo.

Leia essa matéria especial com a Ritinha, leitora do blog, onde fala sobre ser mãe.

Depois da repercussão da pergunta do Carloz no #PergunteAoDQOGG sobre ter amizade com héteros, resolvi convidar meu amigo e irmão @Onifodente para falar um pouco sobre isso com vocês!!! Arrasem na leitura!!!

Esse post será publicado simultaneamente na coluna ‘A Verdade Nua E Crua do blog MUITA PIMENTA, visitem e leiam muito mais!!!

Visão Hetero sobte ter amigos gays - Do Que Os Gays Gostam

Fui convidado pelo meu grande amigo de fé, meu irmão camarada @PeagaPenalvez para oferecer a minha visão sobre amizade entre uma pessoa heterossexual e outra homossexual. Vamos lá?

Numa época onde tantos homossexuais estão saindo do armário e enquanto os mais enrustidos tentam fazê-los voltar pro armário na porrada, ainda podemos alimentar um pouco de esperança por esta humanidade escrota e perdida…

“Ai, também acho que esses homossexuais são perdidos, Lobão…”

CALA A BOCA, ANECÉFALO! SUA IGNORÂNCIA FAZ MEU CÉREBRO DOER!

Eu sempre tive bons amigos, independente da sua sexualidade, embora muitos homossexuais. E como era de se esperar, a sexualidade da pessoa nunca foi mais influente nessas amizades do que a própria ÍNDOLE da pessoa… Já conheci crápulas e cretinas de ambas as preferências, pica ou xoxota…

“Mas, Oni… Se eu andar com um homossexual, posso ser vítima de preconceito…”

É claro que, quando você tem contato com gente com Q.I. de ostra em coma, você tem chance de sofrer bullying ou até preconceito, mas numa boa… A quem você daria mais valor? Pessoas que são verdadeiros amigos ou gente estúpida e sem perspectiva?

AMIGO é um posto que PODE e DEVE ser ocupado por pessoas que lhe agradem a companhia, que saibam rir com você e de dar-lhe um tapa na fuça quando você não estiver sorrindo. Agora me diga… EM QUE A SEXUALIDADE DA PESSOA INFLUENCIA NISSO???

“Ah, Lobão… Sei lá… E se o viado quiser me comer?”

Véi… Na boa… VOCÊ NÃO É A ÚLTIMA PREGA DA MONICA MATTOS, ANIMAL! ACORDA! 

É muito pouco provável que seu amigo ou sua amiga homossexual irá investir em você. Não é impossível, mas a maioria dos homossexuais que eu conheci é de um respeito inenarrável sobre a sexualidade dos outros, ou seja, você não vai ter um cara tentando te converter pro Lado Purpurinado da Força. Fica de boa… Respeite e será respeitado.

“Lobinho, se eu andar com lésbica, vou sentir vontades repentinas de chupar xoxotas?”

Claro… Afinal a homossexualidade é transmissível e as “ondas gays” podem te afetar te tornando uma RETARDADA DO INFERNO! SÉRIO QUE VOCÊ ACHA QUE ISSO SERIA POSSÍVEL???

É claro que as mulheres têm uma tendência maior a aceitar e provar experiências homossexuais, mas isso vai de cada uma… É algo muito particular para ser generalizado, ou pior, relacionado à convivência com pessoas homossexuais… Portanto largue essa viadagem (OH WAIT) e procure viver harmoniosamente com os seres humanos à sua volta!

“Lobo Mau, eu não vejo motivo pra aceitar viado na minha vida…”

Caro cefalópode, ninguém o está obrigando a nada, embora eu acredito que deviam te obrigar a prender a respiração durante umas SEIS HORAS E MEIA!

Você já parou pra pensar na troca de experiências de vida que você pode ter com um SER HUMANO, ou seja, INDEPENDENTE DA SUA SEXUALIDADE, em diálogos, debates, conselhos e compartilhamento de história de vida? De verdade, adquiri uma bagagem imensurável nas minhas amizades com heterossexuais, homossexuais, geração saúde, bêbados, drogados, falastrões, honestos, santas e piranhas… Basta você ter SABEDORIA para não ser influenciado, mas tirar das lições que as pessoas te passam os caminhos que você quer seguir…

“Ahá! Então você acaba de admitir que eu posso ser influenciado a ser homossexual!”

NÃO, IMBECIL COMEDOR DE ESCREMENTO!

Sexualidade não é uma opção! Afinal de contas, você ESCOLHEU ser heterossexual? NÃO! Você apenas o é! Assim como o homossexual o é por natureza, mas você pode escolher uma coisa muito mais interessante… VOCÊ PODE ESCOLHER TER UM CÉREBRO!

Sim! Pode escolher raciocinar, parar pra pensar que aquele “viadinho” da sua faculdade pode ser o amigo que jamais vai lhe faltar. Ou que aquela “sapata” vizinha sua pode ter bem mais experiência de vida que você e te ajudar a se tornar uma pessoa melhor nessa vida de merda que você tem.

O que as pessoas não enxergam é que, antes da sexualidade do indivíduo, ela é uma PESSOA, com sentimento, índole, sonhos, experiências de vida e tudo o que VOCÊ, animalzinho, tem na sua vidinha medíocre!

Animal é o que ataca e fere pelo medo de ser atacado… Gente gosta de gente!

Agora é com vocês! Você tem amigos e/ou amigas homossexuais? O que você Aprendeu com eles? Dêem a sua opinião!  SENTA O DEDO NESSA PORRA!

Oi meninos, tudo bom?

Já virei fã de carteirinha de vocês e gostaria de saber como (ou se é possivel) me reintegrar no meio masculino. É que quando descobri que sou gay me afastei de meus amigos héteros e já faz um tempo que eu não sei o que é ter uma conversa de macho, sabe?

Tem uns carinhas na facul bem legais, queria me enturmar com eles mas tenho medo de ter que enfrentar aquelas conversas sobre mulher. É que sinto falta de agir como homem, como xingar, ajeitar meu “amigo” nas calças (entendem?). Porque quando ando com meninas acaba sempre entrando em assuntos como cabelo, moda ou celulite e eu não curto esses papos. Então queria saber se vcs acham possível ter amigos heteros mesmo sendo gay, e se possível ser assumido pra eles. O que vocês acham?

Carloz, via E-mail

É possível ter amigos heteros??? Oi SEU LINDO!!! Fico muito feliz em saber que você curte nosso blog. Tentamos de alguma forma informar e dar uma força para outros caras como nós, gays, que tenham algumas dúvidas. Somos os titios do DQOGG [mas somos todos novos - #COFCOF].

Muitos gays tem essa dúvida, até porque tem medo de sofrer algum tipo de preconceito da turma de heteros. Sinceramente nunca vi problemas em ter amigos héteros, até porque não consigo separar meus amigos dessa forma, e sexualidade nunca foi motivo para eu deixar de conversar com alguém.

Sou gay, mas nem por isso meu mundo gira apenas em torno de moda, cabelo e divas. Entendo sobre o assunto, mas assim como você coço o saco, cuspo no chão e arroto [Claro, que tudo na hora e local certo!!!].

Nas rodas de meninos héteros não é necessário falar apenas sobre mulheres. Se o assunto surgir você pode dar seu parecer ‘gay‘, falar seus pontos de vista com relação a determinada mina. Sabe que muitos amigos héteros me pedem conselhos sobre os mais variados assuntos??? As vezes acho que nós gays temos uma sensibilidade maior que eles, mas diferente do modo como as mulheres pensam, e é justamente ISSO que nos faz melhores amigos deles. Sem falar que somos amigos das meninas e podemos fazer o papel de wingman [amigo que agita as minas para eles, sacou???]

Eu brinco com TODOS meus amigos héteros!!! Dou abraços, beijos, me pegam no colo, aperto até a bunda deles de zueira… mas tudo com muito respeito. Eles sabem que sou gay mas sabem também que NUNCA faltaria com o respeito. Da mesma forma que sei que eles nunca faltariam com o respeito comigo.

Não se julgue incapaz de ser amigos deles. Acho que todo mundo pode ser amigo de todo mundo, desde que exista afinidades, companheirismo e amizade. Amizade não tem sexualidade!!!

Gente, estou apaixonado por um hetero. Hetero esse pelo qual namorei 2 meses em segredo!

Tomei a iniciativa de largar por que ele ia estudar em outro estado mas se passaram 6 meses quando fiquei sabendo que ele pergunta frequentemente de mim e eu nem dei moral por que poderiam ser apenas “BOATOS”.

Sábado ele veio em minha casa e passamos a tarde toda conversando e ele pediu para voltar mas me falaram que ele se relacionou com mulheres!

E agora eu volto com ele ou não???

Gustavo, via E-mail

Querido, em que mundo você vive onde se namora um hetero e ele continua sendo hetero??? HELLOOOOWWWW, esse pitbull é lassie. Acorda Alice!!!

A partir do momento que você iniciou um relacionamento com o cara, transaram e ainda por cima houve sentimento, ele é no mínimo bissexual!!! Ser gay não é apenas transar com um cara uma vez e bla bla bla, a sexualidade mora também no sentimento que existe entre pessoas do mesmo sexo. No seu caso até namorar com o cara aconteceu.

Se ele foi até a sua casa e ainda pediu para voltar, isso mostra que ele ainda sente algo por você e quer tentar novamente um relacionamento, e não vejo problema NENHUM nele ter ficado com mulheres quando não estava longe:

1 - Vocês não estava mais juntos, ele não devia nenhuma fidelidade a você, né??? Vai dizer que você também não ficou com mais ninguém enquanto ele estava longe??? Penso que as pessoas devem fidelidade quando estão juntas, em um relacionamento sério e bla bla bla. Do contrário, cada um pega e se apega a quem bem convir.

2 - Qual o problema dele também sentir atração por mulheres??? Nenhum!!! Não sou daqueles que dispensa um cara ao saber que ele é bissexual com medo dele me trair com mulheres. Confie no seu taco menino!!! Ainda mais que ele quer voltar a ter algo com você.

A DICA É: pegue seu telefone AGORA e ligue para ele. Marque algum passeio que você saiba que ele goste e se reconciliem. Poxa, você mesmo diz que é apaixonado por ele, porque não dar uma segunda chance??? Até porque vocês terminaram porque ele foi estudar fora, não por brigas, traição ou incompatibilidade.