Posts com Tag ‘direitos gays’

Direitos Gays no alvo de José Serra

Engraçado como o meio político se mostra cada vez mais podre em São Paulo nas eleições para prefeito. José Serra, um dos candidatos para o segundo turno, em reunião com pastores da Assembléia de Deus simplesmente jogou os direitos gays no lixo em troca de apoio por parte das igrejas.

O pior é que logo no começo do vídeo ele fala que aconteceu UM caso de homofobia na cidade! Desinformação pouca é bobagem. Todos os dias acontece algum caso de homofobia, seja de agressões físicas ou verbais, mas o candidato afirma de um único e específico caso, o da Avenida Paulista onde um jovem foi agredido com uma lâmpada fluorescente.

O intuito de uma lei que nos resguarde não é impedir o direito constitucional de religiosos pregarem o que entendem sobre a homossexualidade em suas igrejas, mas sim evitar que sejamos alvo do preconceito fora desses estabelecimentos. Por exemplo um pastor, como Silas Malafaia, gerar discursos de ódio em seu programa de televisão. Isso sim é um ato inconstitucional. Até porque essa lei não pode tirar o direito de culto livre que temos no Brasil.

José Serra finaliza seu discurso com: ‘Portanto eu vetarei essa lei. Essa lei não andará‘. Sobre a PLC 122, lei que lutamos há muitos anos para combater o CRIME de homofobia.

Assista o vídeo:

[Quero deixar claro que não faço campanha para esse ou aquele político, mas sim vejo ponto de vista de cada um referente aos direitos gays, e nesse caso José Serra é CONTRA!]

Vocês conhecem a história de Harvey Milk, um ativista gay norte americano? Há até um filme sobre ele, mas se você ainda não assistiu, leia a matéria que fizemos sobre Milk, A Voz da Igualdade.

Tentou  cargo de Supervisor da cidade de São Francisco 3 vezes, mas finalmente consegue se eleger em 1977 e aprova, depois de muita luta [MUITA LUTA MESMO!], uma lei que protegia os direitos gays na cidade. Um visionário em plena década de 70!

Apesar da sua curta carreira na política, Milk se tornou um ícone dos direitos gays em São Francisco. Em 2002, Milk foi chamado de ‘o mais famoso e mais significativo político abertamente LGBT já eleito nos Estados Unidos‘.

Anne Kronenberg, foi gerente da campanha dele e escreveu o seguinte: ‘O que diferenciava Harvey de você ou de mim era que ele foi um visionário. Ele imaginou um mundo virtuoso dentro de sua cabeça e, em seguida, ele tomou providências para criá-lo de verdade, para todos nós‘.

Não vou contar toda a história de Harvey Milk, só gostaria e usar como exemplo de que mudar as coisas não é difícil, mas é preciso lutar por isso. Não adianta permanecer sentado quando a luta por direitos iguais, porque mais cedo ou mais tarde o preconceito, a homofobia, a intolerância alcançará até mesmo os mais enrustidos e antes que isso aconteça precisamos eleger representantes que ouçam nossas palavras de descontentamento, que nos ajudem a tornar nossas cidades um lugar melhor pra viver para TOD@S os cidadãos!

No Brasil temos o Deputado Federal Jean Wyllys, que sempre se mostrou um homem inteligente e perspicaz na luta por direitos iguais não apenas de gays, mas de toda a população. Um político ímpar que admiro muito e que gostaria que chegasse a cargos mais altos dentro da política brasileira. Será que alguém poderia produzir um filme ou documentário sobre ele por favor?

Não quero defender este ou aquele candidato, meu papel não é esse mas sim mostrar que podemos fazer a mudança, somos instrumentos dessas mudanças que buscamos no Brasil. Basta votar com consciência nessas Eleições.

Parada Gay na Sérvia é proibida por questões de 'segurança'

Foto: Agência REUTERS / Ivan Milutinovic

Pelo segundo ano consecutivo a Parada Gay na Sérvia é proibida por questão de ‘segurança’, pelo menos é o que diz a polícia mas também assumem que foi para cumprir uma exigência do líder da Igreja Cristã Ortodoxa. Preconceito e Religião misturados com política e direitos civis não se vê apenas no Brasil.

A polícia disse que proibirão a Parada Gay planejada para o fim de semana porque temem que se repita os casos de violência de 2010, quando grupos extremistas atacaram o evento em Belgrado, provocando um dia inteiro de confrontos com a polícia e deixou mais de 100 pessoas feriadas‘. Militantes dos direitos gays na Sérvia disseram que não ficarão sentados esperando, e irão a luta por sua liberdade no país.

Claro que o motivo não é esse. O Patriarca Irinej, líder religioso da Igreja Cristã Ortodoxa, pediu a diversas autoridades que proibissem a Parada Gay, chamando a manifestação pelos direitos gays de ‘Desfile Tragiômico da Vergonha‘ e completou dizendo que: ‘A Parada Gay lança uma sombra pesada sobre a moral em Belgrado, na antiga cultura da Sérvia cristã e da dignidade da família, como unidade básica da humanidade‘.

O governo Sérvio tenta aderir a União Européia, mas enfrenta uma grande pressão para que a Parada Gay e a liberdade de expressão sejam respeitados em seu país. Cecília Malmstrom, comissária da União Européia comentou que todos os olhos estão sobre a Sérvia nessa semana.

Espero que não entrem na União Européia! Beijos Exmo Patriarca, seu país está fadado a se ferrar por conta da sua visão intolerante!

APOGLBT retoma debates sobre diversidade sexual

A Associação da Parada Gay, ou APOGLBT retoma grupos de discussão sobre diversidade sexual em sua sede na próxima 4ª feira a partir das 17h30. Haverá uma reunião direcionada a todos os segmentos para iniciar as atividades e promover a socialização entre os participantes, e de alunos de psicologia da Unicsul, que acompanharão os debates, assim como os diretores da associação.

Tais grupos de discussão sobre diversidade sexual são realizados desde 2002 através de secretarias internas da associação, o intuito é identificar necessidades, características e comportamentos específicos de cada segmento do universo gay. Além disso, serve como um espaço para troca de experiências pessoais, apoio mútuo e capacitação para novos ativistas gays.

Os grupos abordarão temas como: direitos gays, leis, cidadania, saúde, prevenção, sexo gay, relacionamento, família, escola, formação, trabalho, preconceito e muitos outros, sempre sugeridos conforme o interesse do grupo de discussão. Além de todos esses debates o grupo ainda tem a exibição de alguns filmes, passeios culturais, visitas a exposições e peças de teatro.

Para participar não é necessário nenhum pré-requisito, inscrição prévia, nem assiduidade. As próximas datas com os temas respectivos de cada grupo serão definidas a partir desse primeiro encontro.

| SERVIÇOGrupos de discussão da APOGLBT
| O que? |Reunião de reabertura com todos os segmentos
| Quando? |Dia 5 de outubro, quinta-feira, às 17h30
| Onde? | Praça da República, 386, conjunto 22, Centro
| Info | 11 3362-8266 ou paradasp@paradasp.org.br

Maite Schneider - No Fusca Show

Do Que Os Gays Gostam? Maite Schneider, atriz, depiladora e transex [já falamos sobre ela na coluna TRANSformando] e não é que ela foi entrevistada pela galera do No Fusca Show e arrasou, como sempre!

Maite é uma grande militante dos direitos gays, em especial dos Travestis e Transexuais e tem um site super bacana chamado Casa da Maite.

Confere aí o que rolou:

Ahmadinejad fala: 'Homossexualidade acaba com a procriação' Gays Gostam

Foto Reprodução

Homossexualidade acaba com a procriação? Mesmo sabendo disso gostamos de tentar todas as noites, vai que Deus muda de ideia.

Piers Morgan Tonight recebeu o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad que respondeu se negar os direitos gays e a homossexualidade não é negar também o direito a liberdade:

Você realmente acredita que as pessoas possam nascer homossexuais? Você acredita que alguém possa dar à luz através da homossexualidade? A homossexualidade acaba com a procriação. Se você gosta ou acredita em algo feio e se os outros não aceitam o seu comportamento, eles estão negando sua liberdade‘.

Realmente o que o Planeta Terra precisa é de mais procriação! Já não basta o colapso iminente com a falta de água, comida, emprego, doenças e a falta de espaço para colocar os já 7 ~bilhões~ de seres humanos em nosso pequeno ponto azul no universo o cara ainda quer mais gente?

Não temos filhos porque não queremos, até porque nosso sistema reprodutivo é tão fértil quanto de qualquer hetero e ter filhos através de barriga de aluguel se torna cada vez mais fácil.

O apresentador não satisfeito pergunta o que o presidente faria se um de sesu 3 filhos fosse gay e foi enfático em sua resposta: ‘Uma educação apropriada deve ser dada. Se um grupo reconhece um comportamento feio como algo legítimo, você não deve esperar que outros países ou outros grupos lhe deem o mesmo reconhecimento’.

Como se educação influenciasse alguma coisa na homossexualidade. A única influência que vejo na educação versus sexualidade é na forma como as pessoas lidam com isso. Pessoas que são educadas e esclarecidas sobre as mais variadas formas de amor, seus corpos, tesão e tudo mais que gire sobre esse assunto são pessoas mais felizes porque aceitam o sexo como algo natural e não um pecado como todas as religiões pregam.

Assista [em inglês] parte da entrevista:

Transcrevo uma atualização do Facebook do amigo Leandro Caracortada, onde fala um pouco sobre o apoio de André Almada ao candidato Celso Russomano, abertamente mancomunado com a bancada evangélica. Concordo com o Leandro, quer conversar sobre direitos gays procure o movimento social, não os empresários da noite.

Leiam e pensem a respeito:

Sobre o supost apoio de André Almada a Celso Russomano

“Afinal, ele foi a um clube gay conversar com gays sobre os direitos dos gays”, disse o empresário André Almada, dono da The Week e da The Society ao Vitor Angelo do Blogay (http://migre.me/aNVB7).

Em primeiro lugar, quem quer falar sobre “direitos gays” procura o movimento social, e não empresários. Em segundo, quem procura empresários quer tratar de assuntos comerciais (e capitais), e não direitos civis. E, em terceiro, quem não apoia não tira foto.

Não é de hoje que Almada deixa claro quais são suas reais intenções sobre o movimento LGBT. Assim como Douglas Drumond, ele é um dos entusiastas de que a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo – APOGLBT deva ser coadministrada pelo setor privado e que a participação do público seja limitada sob a venda de abadás.

Desde 2008, Almada lidera o boicote da participação dos estabelecimentos na manifestação e, em 2010, participou de uma tentativa de golpe encabeçada por Drumond para tomar a diretoria da APOGLBT à força.

Em contrapartida, todos sabemos quais interessem são atendidos pelo projeto político da candidatura de Russomano e, entre eles, está a inviabilização das realizações do movimento LGBT, afetando diretamente a Parada e toda a polêmica que a envolve, como, por exemplo, sua realização na Avenida Paulista.

Sendo assim, Russomanno também atende diretamente os anseios do empresariado GLS (que, na maioria, está cag***do e andando para seus clientes) e não tenho dúvida de que, além da facilitação de alvarás, um suposto controle sobre a Parada Gay foi a moeda de troca para este apoio.

Sendo assim, amig@s, convido tod@s a aderirem à manifestação e a NÃO FINANCIAREM NOSSOS PRÓPRIOS PERSEGUIDORES através de suas comandas da boate: DIGAM NÃO AO “GRUPO THE WEEK”!

>>>

Acontecerá uma manifestação em frente a The Society no sábado! TODAS CORRE PRA VER!

The Society
Rua Marquês de Paranaguá, 329 – Consolação, 01303-050 São Paulo