Posts com Tag ‘casal gay’

Beijo Gay Avenida Brasil Gays Gostam

Os atores Daniel Rocha e Thiago Martins, que interpretam Roni e Leandro na novela Avenida Brasil dizem que já estão preparados para o primeiro beijo gay em novelas da Rede Globo.

Daniel Rocha diz que ‘tudo pode acontecer. As novelas são obras abertas para que o autor possa criar o que quiser. Se precisar fazer um beijo gay, eu estou preparado. Como ator, eu estou disposto a fazer tudo o que o personagem exigir‘.

Thiago Martins divide a mesma opinião: ‘Se a trama for conduzida para que Leandro fique com Roni, deve rolar. O mais legal do João Emanuel Carneiro é que ele nos surpreende a cada capítulo que escreve‘.

Ainda acho um pouco improvável um beijo gay em Avenida Brasil. Esse assunto já é discutido há sei lá quantos anos, e toda novela onde se forma um casal gay milhares de pessoas cobram essa forma de carinho entre dois homens e nunca rola.

Gostaria de ver um beijo gay em uma novela da Rede Globo porque sei que suas produções entram em praticamente todos os lares brasileiros e seria uma forma simples de mostrar que dois homens se beijando não é um bicho de 7 cabeças nem nojento, mas tão natural quanto um casal hetero.

Se algum deles [ou os dois] pensarem em treinar um beijo com outro homem me disponho a ajudá-los!

Casal Gay registra filho na Argentina - Do Que Os Gays Gostam

Em caso inédito no mundo, casal gay registra filho na Argentina! Ah, você deve ser perguntar: ‘Mas isso não acontece em todos os lugares?‘; Não como nesse caso. Esse é o primeiro caso em que o registro civil aconteceu sem uma mediação ou decisão judicial.

O casal gay Carlos Grinblat e Alejandro Dermgerd registraram seu filho, Tobias, um bebê com um mês de vida e é fruto de  uma barriga de aluguel indiana.

Nossa única luta era por formar nossa família. É outro passo no reconhecimento dos direitos igualitários. Este é um caminho que começou há anos e um marco foi o casamento igualitário‘, disse Grinblat.

A Argentina tornou-se o 10º país no mundo a dar direito de casamento civil nacionalmente e o 1º da América Latina. Os outros 9 países são: Holanda, Bélgica, Espanha, Canadá, África do Sul, Noruega, Suécia, Portugal e Islândia.

A Presidente Cristina Kirchner em 21 de julho de 2010 promulgou a norma seis dias depois do congresso argentino votar e contam-se 5.839 casamentos gays em todo o país.

Para finalizar com chave de ouro, em maio do ano passado o país aprovou a lei de identidade de gênero, ou seja, travestis e transexuais podem registrar seus dados com se sentem.

Brasileiro adora tirar sarro de argentinos, seja no futebol ou em qualquer outro assunto. Maradona ou Pelé pouco importa quando falamos em direitos. Acho que nós brasileiros precisamos deixar de lado esse tipo de preocupação e nos interessar mais naquilo que realmente importa.

BrideGroom: An American Story - Shane Tom gays

Foto: Reprodução

Há alguns meses falamos sobre a trágica história de Shane e Tom, um casal gay onde um dos parceiros com o falece. Shane contou o que aconteceu com a morte de seu companheiro em um vídeo no Youtube feito com fotos do casal, pequenas cenas gravadas entre eles e um depoimento emocionante. O vídeo obteve milhões de acessos em pouco tempo e hoje conta com mais de 2 milhões de views.

O vídeo emociona tanto que eu não conseguia parar de chorar depois que o vi. É triste ver que milhares de casais possam passar por isso. O mais interessante foi que logo em seguida, o presidente Barack Obama se mostrou a favor do casamento gay.

BrideGroom: An American Story - Shane Tom gays

Foto: Reprodução

O sucesso dessa triste história chamou a atenção de uma diretora de cinema na Califórnia chamada Linda Bloodworth Thomason, que lançou um projeto para arrecadação US$ 30mil para produzir o filme, que se chamará ‘Bridegroom: An American Love Story‘.

Tamanho foi o espanto de Linda, poucas semanas antes do término da arrecadação, ao verificar que 6 mil pessoas doaram alguma quantia para a produção do filme, totalizando US$ 309 mil [até ontem], ou seja, mais de 10 vezes do que o estimado para a produção.

Corre que ainda dá tempo de ajudar na arrecadação, basta clicar aqui!

Não assistiu o video? Só dar o play, mas antes pegue uns lenços de papel, você pode precisar.

)))Oie!

Me atrasei, mas antes tarde do que mais tarde!

Sem delongas, segura o tchan, rala a tcheca e vem pro tchê tchê re re tchê tchê da felicidade! Desce a barrinha aew:

1))) Shakira alcança 50 milhões de seguidores no Facebook

(Foto publicada na fanpage da Shaki)

*Cada vez mais sinto orgulho dela! Latina linda e talentosa e possuidora dos direitos del Piquetón! Shaki não ta nem aí pra fazer videoclipes perfeitos, ela filma qqer coisa, lança e ta bom. Em contra partida, ela ajuda crianças voluntariamente  e distribui simpatia pelo mundo! *.*

2))) Sem camisa, Cauã Reymond é tietado até por freira

(Foto: Andre Freitas/AgNews )

*Não me admira se Deus descer na terra pra tietar Cauã tb. Ele é GOSTOSO, mas que o personagem dele na novela é chato… ÔH se é. O bom e que me recuso a pegar trauma de batata! :(

3))) J.Lo dança (e canta) novamente no American Idol

*J.Lo popozuda performou ‘Dance Again’ no Top 4 do ‘AI’ e mandou bem. (Ainda prefiro a apresentação do ano passado de ‘On The Floor’). Mas no que ela mandou melhor mesmo foi em não ter convidado Rodrigo Faro pra final do programa… diz que esqueceu de mandar o convite! HAHAHAHA. Rodrigo Faro= #chatiadissima.

1))) Pete Doherty vai leiloar quadro pintado com sangue de Amy Winehouse

(Fotos: Laurent Gillieron/Matt Dunham/Associated Press )

*BITCH, please! Fico Kátia com essas coisas! Fulaninho querendo levantar grana em cima da ex, que se acabou nas drogas por causa dele. Pior é que tem gente que vai comprar o quadro e dar a grana pro fdp. Mundo cão! Se ele amasse a Amy mesmo ficaria com o quadro pra ele.

2))) Globo abre inscrições para versão brasileira do reality show “The Voice”

(Fotos: Getty Images)

*Direção será do Boninho. Só isso já mostra que vai ser uó. Mas meu dom de premonição me fez prever que a Globo vai botar o Latino no lugar do Adam Levine e a Kelly Key no lugar da Xtina. Fico revoltosa.

3))) Bares de Campinas (SP) adotam estratégias para evitar beijos

(Imagem: Editoria de arte/Folhapress)

* Se algum casal HT se beija fervorosamente, tem bar que entrega um cartão escrito pra maneirarem porque estão em lugar público. Tem bar que manda o garçom puxar assunto com o casal e até limpar a mesa dos pombinhos pra ver se acaba com o fogo alheio. Agora, se fosse com um casal gay… já ia rolar baixaria do tipo: “aqui não é lugar de viado se beijar”….daí pra pior! CTZ!

)))))))))))))))))))))))))))))))))))))

))))))))))))))))))))) Por hoje é só, pessoal!

Resumão:

(Foto: Andre Freitas/AgNews )

EITA. Orgulho da Grazi.

Beijas,

L^^e!))).

Fonte: F5, Folha.com, Youtube.

Foto: Reprodução

Shane e Tom

Ontem me surpreendi ao assistir um vídeo no YouTube. O vídeo mostrava uma história real que aconteceu nos Estados Unidos, Shane e Tom, um casal gay com um final trágico.

A família de Shane, sempre aceitou sua sexualidade numa boa. Ficaram felizes por seu filho encontrar o amor da sua vida. Tom prometeu  Shane que assim que o casamento homo afetivo fosse legalizado nos Estados Unidos, eles celebrariam sua união.

Os pais de Tom, no entanto não viam esse amor como algo bom. Um dia, enquanto Tom visitava seus pais no Natal, seu pai o agrediu. Sua mãe disse que a homossexualidade era pecado. Além de acusar Shane de ‘tornar’ seu filho gay

Obrigado por todo seu amor. Eu estaria perdido sem você ao meu lado. Tenho um pressentimento que 2011 algo mudará nossas vidas para sempre’, escreveu Tom em uma carta. Tom estava certo, tudo mudou!!!

Tom e Shane não estão mais juntos. Em 7 de maio de 2011, Tom caiu do topo de um prédio e morreu.

Durante todo o tempo a mãe de Tom só queria sabe das contas no banco, ou coisas materiais. Recolheu vários dos pertences de seu filho, e levou  juntamente com o corpo tudo para Indiana, como se Shane não tivesse qualquer direito, mas sugeriu que ele pagasse a conta do funeral e o translado do corpo para o outro estado.

Shane gostaria de se despedir no funeral do grande amor da sua vida. Fez até planos para comparecer, mas recebeu uma ligação de algum membro da família, avisando que não seria bem vindo ao enterro, e que o pai e o tio de Tom haviam planejado atacá-lo se ele aparecesse. Shane não foi ao funeral com medo de que sua vida corresse perigo.

Para o governo norte americano, Shane e Tom apenas dividiam um casa, nunca foram considerados um casal.

Shane, que era MARIDO de Tom, nunca soube ao certo o que aconteceu. Nem no hospital puderam dizer algo, já que pelas leis norte-americanas apenas familiares poderiam tê-las.

Apesar de morarem juntos, serem sócios em uma empresa, dividirem a hipoteca de sua casa e diversos momentos de suas vidas, eles nunca foram casados legalmente.

Agora Shane luta pelo casamento homo afetivo e a tolerância.

O que você faz para que as coisas mudem? Será preciso ser agredido na rua, ter algum amigo morto, ou até mesmo seu marido para que você faça alguma coisa??? Pense nisso, porque o tempo é AGORA, o amanhã talvez nunca chegue, como o caso de Shane e Tom!!!

‘What Would you do?’, (O que você faria?”), é um programa da rede de TV norte-americana ABC, que simula situações adversas para saber como as pessoas reagiriam ao se deparar com atitudes revoltantes, que, infelizmente, acontecem TODOS OS DIAS. Bullying em adolescentes, pais que usam as filhas para roubar lojas, clientes grosseiros e até garçons que atendem mal a casais gays. O programa já teve de TUDO.

))) O vídeo abaixo é  parte de um dos programas do ano passado, mas foi o que mais me emocionou da série até agora. Vale dizer que a garçonete, o casal de lésbicas e as crianças são atores contratados pela ABC, mas os clientes do restaurante não.

))) Se você não entende nada de inglês, te explico:  uma garçonete destrata um casal de mulheres lésbicas num restaurante, dizendo que as crianças precisam de pais, que se tornarão gays por serem criadas por um casal homossexual, e barbaridades deste tipo. Enfim, tudo de mais imbecil que ouvimos sair da boca dos homofóbicos. Um cliente do restaurante, ao ouvir as atrocidades que a garçonete disse para as lésbicas, a chama e pergunta se ela acredita em Jesus e a aconselha a não julgar os outros.

As grosserias ditas pela garçonete para as lésbicas não cessam, então o rapaz se levanta, sai do restaurante e, para a surpresa de todos, retorna deixando um papel sobre a mesa delas. Uma das moças abre e lê o bilhete que diz: “Olá, amigos,  sei que isso não significa muito, mas amo todos vocês. Vocês têm uma família linda e eu rezo para que uma pessoa intolerante e que julga os outros não entristeça suas mentes e corações. Nas palavras de M.L.K., Jr.: “No final, não recordaremos das palavras dos nossos inimigos, mas, sim, do silêncio dos nossos amigos.”

Nem a atriz contratada segurou o choro ao ler isso, imagina eu ao ver o vídeo! Chorei como um bebê. O cara não fez barraco, mas demonstrou apoio silenciosamente, bem como diz a citação de Martin Luther King Jr. Ainda bem que existem pessoas assim.

OBS: Vou tentar subir o episódio mais recente desse programa, que fala sobre o bullying sofrido pelas crianças criadas por um casal gay. Se conseguir, o posto aqui.

Responde aí:

No dia 29 de janeiro nasceu uma criança linda, Maria Tereza, filha do casal Wilson Alves Albuquerque e Mailton Alves Albuquer que são o primeiro casal de homens a ter uma filha através de fertilização in vitro e registrado pela justiça. O casal está junto há 15 anos, e se casou em agosto do ano passado.

A decisão não foi tomada de uma hora para outra, e levou anos até o casal decidir qual seria a melhor opção de ter filhos biológicos. A ação encontrada foi a utilização do espermatozoide de Mailton, o óvulo de uma anônima, e o uso da barriga de aluguel de sua prima, que topou ajudar o casal a realizar o sonho de constituir uma família.

Desde janeiro do ano passado, uma decisão do Conselho Federal de Medicina estendeu o benefício para os casais homoafetivos, dando pleno direito de constituírem família através das técnicas de fertilização in vitro. Com a vitória do casal Wilson e Mailton, abre-se precedentes para qualquer casal homo afetivo também registrar seus filhos biológicos.

Nossa experiência é um precedente importante. Realizamos um grande desejo, que era o de termos filhos, constituírmos família e mostrarmos para a sociedade que a gente consegue amar da mesma forma que um casal hetero’, disse Wilson.