Quando você não se encaixa em lugar nenhum

Publicado: 20/07/2012 por @peagapenalvez em Sexualidade
Tags:, , , , , , , , ,

Quando você não se encaixa em lugar nenhum Gays Gostam

Sabe quando chega aquela hora na vida onde você olha para os lados e vê que não se encaixa em lugar nenhum? Pois é, acho que nós gays sabemos muito bem o que isso. Logo na infância/adolescência juntamente com a mudança hormonal chega o desejo sexual, e para nós é a época que nos questionamos e percebemos que somos um pouco diferentes da maioria em nossa sexualidade.

O mundo de muitos caí. Alguns passam por piadinhas em seus círculos de amizade, outros se isolam em seu quartos vivendo um vida escondida não apenas do mundo, mas de si mesmo porque ao invés de sair e vivenciar seus desejos passam a vivê-los através de livros, jogos, internet…

Só que chega uma hora que a solidão é tanta que muitos não aguentam e saem a luta. Correm atrás do tempo perdido e procuram algum grupo onde sejam aceitos ou se encaixem melhor. Sabe, nem sempre esses grupos são realmente aqueles onde nos sentimos bem.

A procura recomeça e de repente do nada surge aquela avalanche de sentimos, tanto tempo represados em nosso inconsciente e não podemos mais segurar.

Talvez seja um coincidência, talvez não, mas você conhece um amigo que te chama para ir a uma balada diferente e você aceita. Quando chega no lugar é uma balada gay. Antes de entrar olha para os dois lado e confere se ninguém te viu entrar ali.

Você realmente entra na balada e vê aqueles caras se divertindo, dançando, beijando… felizes e pensa: Não estou sozinho. Não sou o único. ESTOU NO PARAÍSO!

>>>>

Minha descoberta sexual foi ~parecida~ com essa e tem um clipe [a letra não] que sempre que assisto lembro dessa fase da minha vida e é impossível não fazer uma ligação com meus tempos de neuras e medos.

Assista o clipe e veja como é parecido conosco:

comentários
  1. Francisco Cléber disse:

    Olá PH!
    Vc sabe que será sempre meu eterno lindo…?!
    Rs,rs,rs,rs.
    O bacana de ter visto o video p/ mim foi que, o fato de embora o talento de nossa abelhinha ñ ter sido logo reconhecido, ela porém, encontrou-se com seus semalhantes sem precisar da ajuda de terceiros.
    Nesse sentido compreendo bem o que se sentir sozinho no mundo, mas discordo da parte que nós os gays saibam bem o que é isso, acredito que isso seja inerente a qualquer ser humano…
    O negro reclama de racismo, porém, dificilmente se fala em indios ou asiáticos, tipo assim, entende?
    Entretanto, as cenas me fizeram recordar melancolicamente ( eu confesso) de tempos remotos.
    Abraços amores!
    L^^e, se vc ler esse comentário ñ dê palpites sobre o que falei p/ o PH, rs,rs,rs.
    Vc e Ritinha bem como o Rodrigo ainda continuam sendo meus amores.
    Bjs com gosto de AXÉ!!!!!!!!!!!

  2. Oun… SEU LINDO

  3. Francisco Cléber disse:

    Tudo bem, nosso Lindo!

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s