Cinemão: Curta-Metragem Poliamor

Publicado: 13/07/2012 por @peagapenalvez em Cinemão
Tags:, , , , , , ,

Cinemão Curta-Metragem Poliamor Gays Gostam

Foto: Divulgação

Sexta-feira é dia de cinemão aqui no DQOGG. Hoje falaremos sobre um curta-metragem chamado Poliamor. Em uma sociedade na qual predominam valores afetivos monogâmicos, algumas pessoas escolhem um arranjo de relacionamento um pouco diferente e é sobre isso que fala o curta-metragem dirigido por @ZéAgripino.

O diretor Zé Agripino teve a ideia do curta-metragem durante um dos semestres da curso de Audiovisual que cursava, durante uma pesquisa em seus arquivos descobriu uma matéria sobre o tema. Daí para começar a pesquisa foi um passo. Achou um grupo de discussão no Orkut com depoimentos de pessoas que vivenciavam o Poliamor. Pronto, a ideia estava pronta.

Cinemão Curta-Metragem Poliamor Gays Gostam

Foto: Divulgação

Para achar os entrevistados usou as redes sociais e o retorno foi bem significativo, já que diversas pessoas responderam seus tópicos captando pessoas para participar de seu projeto.

Ao ser perguntado se ainda há espaço para o amor-romântico e a monogamia, o diretor respondeu:

Acredito que o amor romântico e o padrão monogâmico é algo que aos poucos está se tornando defazado para atender as reais necessidade das pessoas. Não é dificil pensar muito pra perceber que o nosso padrão atual de afetividade não dá conta. Exempos dissso são os casos de traições nos casamento e todo o comércio em torno do sexo. Vivemos tempos de muita hipocrisia, que se mantém uma vida afetiva de fachada enquanto se busca outra. Acho que a popularização do poliamor faz parte do início de uma mudança dos padrões afetivos e sexuais para uma busca de relações e vivências mais saudáveis que deem conta das reais necessidade das pessoas. Acredito que quando a atenção do relacionamento sair do casal, as pessoas poderão viver melhor sem precisar que uma outra pessoa te complemente. Acho que dividir o seu amor com mais de uma pessoa, fará as pessoas perderem as dependências, as vezes doentia, do seu outro, do seu par. E quando isso acontecer as pessoas vão amar melhor‘.

Dá o play e assista o curta-metragem aqui no blog:

|Ficha Técnica|
|Documentário|Brasil|15 min|2010|
|Direção| Zé Agripino
|Roteiro| José Agripino
|Produção| Letícia Borazanian
|Fotografia| Julio Brunet
|Som direto| Ruy Fialho
|Montagem| Fábio Aguiar
|Trilha Sonora Original| Gui Ferrari
|Atores| Haroldo Miklos, Tamayo Nazarian, Bruna Guerin 

 

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s