A diferença do bullying e do bullying homofóbico

Publicado: 06/06/2012 por @peagapenalvez em Homofobia
Tags:, , , , , , , ,

Bullying Homofóbico - Do Que Os Gays Gostam

DENUNCIE ESSA COVARDIA!!!

Muito se fala em bullying nos dias atuais, mas alguns de nós passam por um problema um pouco mais complicado, o bullying homofóbico. Aí você pensa: ‘Poxa Peagá, mas bullying não é tudo igual???‘ Talvez, mas você já parou para pensar em alguns agravantes que os gays passam???

Muitos adolescentes sofrem bullying homofóbico em suas escolas. São chamados de ‘viadinho‘, ‘bichinha‘, ‘bichona‘ e seus derivados, e em muitos casos acontecem as agressões físicas, que agravam ainda mais o quadro de medo, baixa estima e problemas psicológicos.

Já adianto que não quero defender que sofremos mais com o bullying, mas que no caso de adolescentes gays, há problemas que muitas pessoas não param para pensar.

Adolescentes gays passam por um problema a mais no caso de agressões e ‘brincadeirinhas‘ de mau gosto. Muitos não são assumidos para família e amigos, e realmente não tem a quem recorrer nesses casos. Como chegar em casa e dizer para seus pais: ‘Mãe. Pai. Sou agredido na escola porque sou gay‘.

Se os héteros já tem medo/vergonha de dizer para os pais que sofrem bullying, imagina um adolescente gay que não é aceito pelo grupo e se sente diferente do resto da galera??? Não é fácil!!!

Pesquisas recentes, como o estudo Discriminação em razão da Orientação Sexual e da Identidade de Gênero na Europa, do Conselho da Europa, identificaram que como resultado do estigma e da discriminação na escola, jovens submetidos ao assédio homofóbico são mais propensos a abandonar os estudos. Também são mais predispostos a contemplar a automutilação, cometer suicídio e se engajar em atividades ou comportamentos que apresentam risco à saúde

As vezes paro e penso em como tive sorte por não passar por isso na escola. Publicamos alguns relatos aqui e leio em outros lugares. Realmente sofro junto com eles. Tento me colocar no lugar de cada um e imaginar o quanto se sentem sozinhos nessas horas. Quer saber??? Dói mesmo que não seja eu, imaginou neles.

Nosso blog é lido por muita gente, alguns estudantes [heteros inclusive] portanto, se você ver alguma caso de bullying [seja homofóbico ou não] vá na direção da unidade de ensino e fale. Vamos abrir a boca e tentar mudar esse quadro.

Em todo caso o e-mail do blog está aqui. Sei que não posso fazer muito, mas me disponibilizo a ajudar. Você sofre com bullying??? Mande um e-mail para nós que tentaremos te ajudar. Sei que não posso ir para o Oiapoque mas posso ajudar se for perto de São Paulo. Não custa pegar um ônibus e ir na sua escola para conversar um pouco sobre bullying com sua direção e alunos.

comentários
  1. Muito bom Peagá! Se for do Rio, ES ou Maranhão, posso tentar ajudar também. :)
    É só entrar em contato pelo e-mail do Blog que o Peagá me encaminha. :)

  2. Giulia Camila disse:

    Eu sofri durante três anos do ensino médio de bullying homofóbico.
    Já era excluída num lugar onde o brega e o baixo axé são cultuados por ser metaleira e não me enquadrar aos “grupinhos”. Quando perceberam então que eu era lésbica e não assumida, começaram a disparar agressões de todos os tipos e por todos os lados. O que foi pior.
    Durante muito tempo ir a escola era torturante, desde piadinhas, bilhetes, rabiscos em forma de xingamento na carteira e no caderno, na parede, no quadro, até lixo dentro da mochila e agressão física tipo empurrar na fila do lanche. Os bilhetes era do tipo: Renegada. Os xingamentos do tipo: Boiola, viada. As piadas eram: “Mantenha distância que é sapatão.” – “Você calça 44?” e as piores possíveis… Eu ignorava, mas aquilo me destruía. Durante os dois primeiros anos ia raramente as aulas, ia a escola, mas filava aula na biblioteca um lugar que geralmente ninguém ia. Minhas médias caíram e os professores não entendiam o porque, era horrível e eu não tinha com quem falar. O que dizer? Como comunicar a diretoria da escola? Os agressores tinham um álibi: Eles soltavam as agressões e piadinhas, mas não citavam nome, só davam a entender, então eu não podia dizer foi pra mim, mesmo tendo certeza que era pra mim, porque se eu dissesse estaria assumindo e como me assumir? Não assumida, seria ainda mais doloroso o choque de expor a minha sexualidade a família. No ápice de uma das agressões, passei mal, tive que hospitalizada, surtei de nervosismo e não suportando, obriguei – me a tomar uma iniciativa. Chamei os tais pra uma conversa séria e agressiva, tendo o apoio de um dos professores meu amigo. Eles envergonhados e intimidados deixaram de explicitar mas os olhares tortos ainda eram de praxe. Bom, isso já no fim do último ano de ensino médio, que conclui aliviada e com notas melhores.

    É realmente triste e tremendamente doloroso.
    Sem apoio e com medo, falta a coragem de enfrentar e calar esses vândalos desumanos.
    Mas, força, apesar da dor, é o que precisamos ter.
    E coragem.

  3. Nossa Giulia, fico triste em saber o quanto vc sofreu com esse tipo de agressão.
    Realmente me entristece saber que tantos jovens passam por isso e simplesmente sofrem calados.
    O Bullying [seja Homofóbico ou não] realmente precisa acabar, para que as crianças e adolescentes não passem pelo que vc passou.

  4. Giulia Camila disse:

    Espero que não passem Peagá e se passarem que não se calem por medo.
    E eu bem sei que é fácil falar ” não se cale”.
    Mas, tentem, não se curvem, berrem.
    Procurem um amigo confiável, até ajuda profissional se for preciso.
    Mas, deixem que isso ocorra.

  5. Giulia Camila disse:

    * NÃO DEIXEM QUE ISSO OCORRA. (corrigindo). rs

  6. Não deixem!!!
    Como disse no post, para pessoas que morem perto de São Paulo, posso dar um jeito de ajudar.
    Só mandar um e-mail e vejo como posso fazer isso.
    Seja visitando sua escola, delegacia de ensino, mas ajudo de algum jeito

  7. [...] A diferença do bullying e do bullying homofóbico [...]

  8. [...] Do Que Os Gays Gostam A diferença entre Bullying e Bullying Homofóbico  [...]

  9. [...] Do Que Os Gays Gostam – A diferença entre Bullying e Bullying Homofóbico – http://doqueosgaysgostam.wordpress.com/2012/06/06/a-diferenca-do-bullying-e-do-bullying-homofobico/ SaiDaqui! – Gente do Mundo – http://www.saidaqui.com.br/gente-do-mundo/ Meu Vestido [...]

  10. SaiDaqui! disse:

    [...] A DIFERENÇA ENTRE BULLYING E BULLYING HOMOFÓBICO @naitman dia 8 de junho de 2012 Comente aqui compartilhe Tweet !function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src="//platform.twitter.com/widgets.js";fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,"script","twitter-wjs"); (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/en_US/all.js#xfbml=1"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); [...]

  11. [...] Winter, lider do Femen BR Feed By Frames: Eu gosto de meninos, e daí?! Piloto Vlog Apimente Mais A diferença entre Bullying e Bullying Homofóbico Gente do Mundo Sem abraços Eu quero ser o Iron-Man Altura mínima Astros de rock parecidos com [...]

  12. [...] Do Que Os Gays Gostam – A diferença entre Bullying e Bullying Homofóbico  [...]

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s