Polícia reprime com violência beijaço gay em Lima

Publicado: 21/02/2011 por Leandro Lan em gay, Política
Tags:, , , , ,

Mary Vargas, ativista do Movimento Homossexual de Lima (MHOL), disse à agência “Efe” que tudo começou quando cerca de 15 homossexuais se beijavam e se abraçavam, sentados nas escadarias da Catedral de Lima, em um ato batizado de “Beijos contra a homofobia”. A polícia cercou o grupo e “sem pedir explicações” começou a empurrar os participantes, ameaçando-os com cassetetes e escudos e perseguindo-os em lojas, cafeterias e uma galeria de arte.

No vídeo que você assiste a seguir, gravado por ativistas do MHOL, os participantes gritam frases como “Não sou delinquente, sou apenas homossexual”. Uma ativista, Alicia Parra, ficou ferida no protesto e precisou levar dez pontos na cabeça.

Fonte: A Capa

Leandro Madness Comenta:

)))Pois é, o Beijaço terminou em Curra. Nem sei o que dizer, acho o fim da picada viver em países onde nem é possível manifestar insatisfação com algo. Se a própria polícia age assim, pra quem esse povo vai relatar a violência?

Quando será que vamos poder andar de mãos dadas e nos beijar na rua sem olhares de reprovação e, pior, atos de violência?

comentários
  1. Guilherme disse:

    Sinceramente, eu fico triste com esse tipo de situação.
    O profissionalismo hoje em dia já não é mais levado tão a sério, não só nas forças policiais, mas também em várias outras áreas, como a medicina e a educação.
    Não temos segurança para contar com aqueles que poderiam nos ajudar, então fica tudo muito difícil.
    O trabalho de um policial sempre foi um que eu admirei muito, isto é, quando feito corretamente. Eles são os defensores da sociedade, afinal. Justiça nesse país não funciona na prática, infelizmente. Deveria haver uma espécie de código profissionalismo que “impedisse” que tais atos fossem tomados…
    O problema é que existem vários problemas no meio disso, políticos, legislativos,religiosos, bla bla bla…

    Pra mim, muito mais importante do que legalizarem o casamento homossexual é dar um jeito nessa violência contra os mesmos.

    Enfim… por causa dessa repressão, ao invés desse protesto funcionar como incentivo pode funcionar ao contrário, mas temos que encarar o medo de frente e continuar lutando pelo que é nosso de direito.

    Acho que coloquei minha ideia de forma um pouco confusa…

  2. Marcello luan disse:

    Quando penso que as coisas estão melhorando pra gente, vem mais um ato de violência para acabar com o que estava pensando.

  3. Leandro Madness disse:

    Eu entendi tudinho o que você quis dizer.. e super concordo contigo, Guilherme. O negócio é ir em frente sim… lutando.
    Beeeeeeeeeijos!
    L^^e!

O que achou desse texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s